sábado, 14 de janeiro de 2017

O PRECIOSO SANGUE DE CRISTO


Já vimos anteriormente que o homem tem basicamente um problema : a independência. Essa  independência consumada produz uma série de complicações, que justamente são os nossos pecados (desobediência, blasfêmia, mentiras, fornicação, etc...). Na carta de Romanos, Paulo divide muito bem o assunto no próprio corpo da epístola. Será de grande utilidade vermos essa divisão.

De Romanos 1:1 até 5:11 ele está falando dos atos pecaminosos do homem, e de 5:12 até 8:39 ele está falando da atitude do homem, ou seja “o pecado”. Na primeira seção considera-se a questão dos pecados cometidos diante de Deus, que são muitos e que podem ser enumerados 

É nesse ponto que vamos ficar por enquanto.
Quando a luz de Deus brilha pela primeira vez em nossos corações, clamamos por perdão, porque compreendemos que cometemos pecados diante dEle. Portanto o Sangue de Cristo trata com esse primeiro problema que vemos: os nossos pecados. O Sangue de Cristo é de grande valor para nós, porque trata com os nossos pecados e nos justifica à vista de Deus conforme declara as seguintes passagens: Romanos 5:8-9; 3:24-26.

O pecado se manifesta na forma de desobediências, para criar, em primeiro lugar, separação entre o homem e Deus. Em segundo lugar o pecado comunica ao homem um sentimento de culpa, de afastamento de Deus. E ainda não é tudo, porque o pecado oferece também a Satanás uma possibilidade de acusação diante de Deus. Portanto temos três problemas que precisam ser solucionados :
1. Nossa separação de Deus
2. As acusações de nossa consciência.
3. As acusações de Satanás

Vamos ver cada um desses problemas e a solução provida pelo Sangue isoladamente.

1. O SANGUE É PRIMARIAMENTE PARA DEUS
É a santidade de Deus , a justiça de Deus que exige que uma vida sem pecado seja dada em favor do homem. Há vida no sangue, e aquele Sangue tem que ser derramado em favor de mim, pelos meus pecados. Deus requer que o Sangue seja apresentado com o fim de satisfazer a sua própria justiça, e é Ele que diz: “Vendo eu o Sangue passarei por cima de vós” Êxodo 12:13. O Sangue de Cristo satisfaz a Deus inteiramente. É necessário esquecermos o valor que nós damos ao Sangue para visualizarmos o quanto Deus dá valor ao Sangue.
a) No antigo testamento, o sangue de animais satisfazia, temporiaramenta, a justiça de Deus: “ Porque, se a aspersão do sangue de bodes e de touros, e das cinzas duma novilha santificava os contaminados, quanto à purificação da carne,” Hebreus 9:13

b) Na nova aliança não há outra coisa que satisfaça a justiça de Deus senão o Sangue. “sendo justificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, ao qual Deus propôs como propiciação, pela fé, no seu sangue, para demonstração da sua justiça por ter ele na sua paciência, deixado de lado os delitos outrora cometidos; para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e também justificador daquele que tem fé em Jesus.” Romanos 3:24-26

Portanto o Sangue resolve nosso problema de separação de Deus. Por meio do Sangue temos livre acesso ao Senhor.

2. O SANGUE SATISFAZ A NOSSA CONSCIÊNCIA  
Agora temos que considerar que, em nossa condição de incrédulos não éramos tão molestados pela nossa consciência, até que a Palavra de Deus começou a nos despertar. Quando cremos a nossa consciência pode se tornar extremamente sensível, e isto pode vir a ser real problema para nós. O sentimento de pecado ou de culpa pode se tornar tão grande, tão terrível, que quase nos paralisa porque nos faz perder de vista a verdadeira eficácia do Sangue.
Algumas vezes chegamos ao ponto de imaginar que os nossos pecados são maiores que a eficácia do Sangue. Por que isso?
a) Não sabemos o valor que Deus dá ao Sangue. Isso nós já consideramos no item anterior.
Devemos estar fundamentados nisso, crendo que só o Sangue de Cristo satisfaz a justa
exigência de Deus.

b) Não aceitamos a avaliação que Deus faz do Sangue. Podemos saber o valor que Deus dá ao Sangue, mas não aceitarmos isso. Achamos que não é possível que seja assim, que devemos fazer algo mais e assim nossa consciência não se cala porque ainda queremos fazer algo mais para nos justificarmos diante de Deus. 

c) Muitas vezes não avaliamos o Sangue pela visão que Deus tem dele, mas procuramos avaliá-lo pelos nossos sentimentos. Algumas vezes sentimos, outras vezes não.Portanto é necessário calar a nossa consciência demonstrando a ela o valor que Deus dá ao Sangue e ainda mais, que cremos nessa avaliação. Temos que crer que o Sangue é preciosopara Deus por que Ele assim o diz. sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com precioso sangue, como de um cordeiro sem defeito e sem mancha, o sangue de Cristo, I Pedro 1:18,19

Portanto devemos ter nossa consciência purificada pelo Sangue. Não importa se nossos sentimentos dizem o contrário. Se confessamos o nosso pecado, pondo-o na luz, temos que crer que o Sangue de Cristo já atuou e que não precisamos confessar, confessar e confessar até nossos sentimentos avaliarem se estamos ou não perdoados.

3. O SANGUE VENCE AS ACUSAÇÕES DE SATANÁS
Em face do que temos dito, podemos agora voltar-nos para encarar o inimigo, porque há um outro aspecto do Sangue que diz respeito a satanás. A bíblia diz que ele é “o acusador dos irmãos” (Apocalipse 12:10), e o nosso Senhor o enfrenta como tal em seu ministério de Sumo Sacerdote, pelo seu próprio Sangue (Hebreus 9:12). 

Como é então que o sangue opera contra satanás?
a) Colocando Deus ao lado do homem. Com a queda, foi introduzido no homem algo que impedia Deus de, moralmente, defender o homem. Eram nossos pecados diante de Deus que não permitiam que Deus pudesse estar ao nosso lado contra satanás. Mas o Sangue removeu essa barreira; nós agora estamos certos com Deus, e com Deus ao nosso lado podemos encarar satanás sem tremor.

b) “O Sangue de Jesus Seu Filho, nos purifica de todo pecado”(I João 1:7). Não é “todo pecado” no seu sentido geral, é cada pecado, um por um. Deus está na luz, e a medida que andamos na luz, tudo fica exposto e patente a ela de modo que Deus pode ver tudo; e nessas condições o Sangue nos purifica de todo pecado. Com os pecado perdoados não há acusação de satanás que prevaleça.

CONCLUSÃO
É este o fundamento que nos firmamos: Nunca devemos procurar estar limpos diante de Deus, de nossa consciência e vencer as acusações de satanás tendo por base a nossa boa conduta e sim, confiando no Sangue. Que possamos ver mais do valor do precioso Sangue de Cristo, aos olhos de Deus, pois assim venceremos até o final.E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até a morte. Apocalipse 12:11

Por: Pr. Josias Moura de Menezes