quinta-feira, 22 de outubro de 2015

PROVAÇÕES

Tiago: 1. 2. Meus irmãos, tende por motivo de grande gozo o passardes por várias provações, 3. sabendo que a provação da vossa fé produz a perseverança; 4. e a perseverança tenha a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, não faltando em coisa alguma. -

"Provações ensinam que homens e mulheres  de Deus também sofrem derrotas".

Provação, nos dias atuais quantas não são as nossas provações, se pararmos pra contar quantas dificuldades corremos o risco de pararmos no meio do caminho enfraquecido pelas provas. O apóstolo Tiago inspirado pelo Espirito Santo começa a falar do poder da provação na vida cristã.

A momentos que vivemos situações que nossas atitudes nos levaram, um exemplo o cativeiro Babilônico, mas há situações que não entendemos, exemplo a própria experiência de Jó, o próprio Jó quando pensa em questionar sua posição recebe esta palavra 
" Jó: 37. 15. Sabes tu como Deus lhes dá as suas ordens, e faz resplandecer o relâmpago da sua nuvem? Fazendo o calar por não saber as formas de Deus agir,

Quando estamos vivendo um tempo de provações algumas coisas passam por nossa mente:

1- Sempre achamos que a nossa prova é maior que a dos outros.

É uma tendencia em pensarmos que o sofrimento que vivemos é maior, alguns até brincam "quer trocar seu problema pelo meu", mas o próprio Tiago traz a resposta a esta indagação.
Tiago: 5. 11. Eis que chamamos bem-aventurados os que suportaram aflições. Ouvistes da paciência de Jó, e vistes o fim que o Senhor lhe deu, porque o Senhor é cheio de misericórdia e compaixão.

2- Somos sempre levados a crer que não merecemos o que estamos passando.

Em diversos momentos vivemos consequência das nossas atitudes e clamamos para que Deus nos livre, mas infelizmente para muitos a plantação foi grande e a colheita d coisas ruins é longa. Lembro me de Davi ( 1Sm 12), que mesmo sendo homem segundo coração de Deus não teve paz, pelas consequências de seus erros, adulterou, assassinou e como consequência viu sua família e filhos destruídos perseguido e traído pelo próprio filho. Consequência de uma vida de erros.

3- Somos levados a crer que Deus nos desamparou.

A provação nos traz uma sensação de que estamos só, uma sensação de abandono e que nos lembra a poesia pegadas na areia. O próprio Jesus passou por um momento assim:
" Mateus: 27. 46. Cerca da hora nona, bradou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?

E diante destas três ideias formadas por nosso estado mental, o que a bíblia nos diz:

1- Sempre haverá pessoas passando as mesmas provas ou maiores que a nossa.

1 Pedro: 5. 8. Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar; 9. ao qual resisti firmes na fé, sabendo que os mesmos sofrimentos estão-se cumprindo entre os vossos irmãos no mundo. 10. E o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes sofrido por um pouco, ele mesmo vos há de aperfeiçoar, confirmar e fortalecer.

2- A provação sempre tem um propósito e  de uma forma geral a prova é consequência de erros.

Hebreus: 12. 6. pois o Senhor corrige ao que ama, e açoita a todo o que recebe por filho. 7. É para disciplina que sofreis; Deus vos trata como a filhos; pois qual é o filho a quem o pai não corrija? 8. Mas, se estais sem disciplina, da qual todos se têm tornado participantes, sois então bastardos, e não filhos.
Romanos: 5. 3. E não somente isso, mas também gloriemo-nos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a perseverança, 4. e a perseverança a experiência, e a experiência a esperança; 5. e a esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.

3- Deus nunca nos abandona

Jesus nos deixou uma promessa de presença constante em nossas vidas em meio as provas e dificuldades.
Mateus: 28. 20. ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.

CONCLUSÃO: provação não é a atitude de um Deus perverso que se alegra com o seu desespero, mas uma forma pela qual somos forjados a imagem e semelhança de Deus.

Pastor Sebastião Luiz Chagas