terça-feira, 20 de outubro de 2015

Por que tantas tribulações?

E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência,
E a paciência a experiência, e a experiência a esperança.
E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.
Romanos 5:3-5

Tantas vezes em nossa vida nós nos encontramos em momentos de dificuldades tão intensas e sombrias que parece ter Deus nos esquecido ou esquecido de Sua promessa para conosco.

Nós vemos na tribulação um obstáculo para atingirmos a nossa benção e mergulhamos muitas vezes em depressão, porque pedimos que Deus nos tire da tribulação e parece que Ele não nos ouve.

Contudo, o Apostolo Paulo escreveu esta carta aos Crentes romanos que padeciam muitas perseguições, carta esta inspirada pelo Espírito Santo e portanto fala conosco hoje também "...nos gloriamos na Tribulação...", que significa: "nos alegramos na tribulação".

Serão então as tribulações, um mal para nossa vida cristã? Se são, então por que Deus as permite?

Amados, o que eu vou dizer pode chocar a muitos, mas as tribulações são uma benção.

A tribulação produz perseverança.

A perseverança nos aperfeiçoa

Tiago em sua carta, no capítulo 1º, versículos 3 e 4, fala sobre o mesmo tema e se aprofunda nele dizendo que a perseverança nos aperfeiçoa, isto quer dizer que é apenas e unicamente através das tribulações que somos aperfeiçoados para que cheguemos à medida perfeita da estatura de Cristo, Nosso Senhor.

O Senhor Jesus disse a Paulo "Meu poder se aperfeiçoa na fraqueza", e, é quando chegamos aos nossos limites que nossa vaidade e orgulho se quebram e nós recorremos Àquele que é poderoso para nos salvar. Aí então com nosso ego despedaçado é que Deus pode agir em nossa Vida, moldando-nos conforme a sua vontade, e ensinando-nos a confiar somente n‘Ele conhecendo a Sua Voz e seguindo-o pelos desertos até nossa Canaã celestial.

Perseverança é sinônimo de "constância" e "firmeza", ambos atributos que têm faltado em muitos crentes que, justamente fraquejam na hora da tribulação e pedem a Deus alívio para seu sofrimento, ao invés de aceitar a Sua Soberana Vontade e Sabedoria e pedir forças para vencer a tribulação, estes pedem a Deus que os tire da tribulação. Deus, por Sua infinita misericórdia os atende, mas ele não ganham nada com isso, saem da tribulação do mesmo jeito que entraram, fracos e pequenos na fé, a mesma tribulação volta, e novamente tudo se repete, esses permanecem estáticos na fé, sem alcançar crescimento espiritual algum. A tribulação é permitida por Deus para nos provar e fazer-nos crescer, fazer-nos constantes e firmes na fé, aceitemo-la e prossigamos firme para o alvo, correndo com perseverança a carreira que nos foi proposta.

A nossa força vem de Deus.

Deus deixa-nos passar por estes momentos trabalhosos a fim de que n‘Ele confiemos e a Ele busquemos, não com a intenção humana de aliviar a dor, mas com a intenção única de alcançar comunhão com Ele, e, dessa comunhão obtermos força para vencer. O mesmo apostolo Paulo escreveu aos Colossenses no cap. 1º vers. 11: "corroborados com toda a fortaleza, segundo o poder da sua glória, para toda a perseverança e longanimidade com gozo;" nesta oração aqui transcrita ele rogava a Deus o seguinte: que os Colossenses fossem amparados, apoiados, consagrados, firmados, cheios de autoridade e defendidos (tudo isso tirado da palavra corroborados) pela força de Deus, segundo o poder da Sua glória, notemos que sublime: quão grande é o poder da glória divina? E é segundo este poder que somos nós fortalecidos, e para que somos fortalecidos ou corroborados? Para toda a... perseverança e longanimidade com gozo ou alegria. Aleluia! Louvado seja nosso Deus!

A comunhão que nos molda conforme a Vontade Divina e nos fortalece no dia da tribulação também faz-nos conhecer a Deus.

A perseverança traz experiência

Experiência com Deus

Oh, como somos carentes desta experiência, experiência sublime de converter. Com Deus, Ver Deus e Ter Deus.

Estar com Deus em todos os momentos gozando de sua companhia, de Suas palavras de conforto, de Seu abraço de Amor dentre tantas outras coisas.

Ver Deus, infelizmente ainda não com nossos olhos naturais, mas com nossos olhos espirituais, em cada passo vê-lo ao lado bem juntinho dizendo com autoridade amorosa: "Prossiga!", vê-lo nos semblantes dos congregados que conosco louvam Seu nome, ver Suas mãos estendidas para dar-nos um abraço ou para lutar conosco. Ver Seu mover, Seu agir em cada acontecimento em nossa vida sabendo que "...todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus...".

Ter Deus como Senhor, Provedor e Sustentador de nossa vida. Ter a Deus como o único Bem de nossas vidas, afinal Ele nos pertence, por Seu amor e nós pertencemos a Ele por amor. Ter Deus como guia, defensor, amigo, irmão e Pai.

A experiência é conversão por excelência, porque com a experiência com Deus mudamos nossas atitudes egoístas e más para altruístas e amorosas.

Experiência significa conhecimento, vivência, prática, lição e exercício, palavras estas que devem estar presentes em nossa comunhão com Deus. Conhecê-lo, viver com Ele, praticar o amor com ele aprendido, aprender mais e mais e exercitar nossa fé.

Exercitar, se não nos exercitamos, ou se não exercitamos determinados músculos e até mesmo nossa mente esses se tornam débeis, fracos e até inúteis, assim é nossa fé, se não a exercitamos ela enfraquece, também os demais gomos deste fruto do Espírito Santo chamado Amor. assim Deus nos põe na "esteira" da prova para que os exercitemos e "queimemos aquelas gordurinhas" do pecado e dos vícios maus.

Experiência de vida

Jovens, recém-casados e até senhores necessitam disso: experiência de vida, e Deus se importa com cada faceta de nossa vida. Ele quer que adquiramos experiência em nossa vida social, econômica etc. Para que sejamos sábios, prudentes e granjeemos almas através de nossa vida. Por isso Ele permite as tribulações para que tenhamos também experiência de vida.

Por fim aprendemos a ser perseverantes, ganhamos experiência e tornamo-nos esperançosos

A experiência traz Esperança...

Esperança confiante e com alvo.

Esperança significa espera, e uma espera confiante, conforme está escrito: "esperei confiantemente..."

Davi tinha esperança, ele esperava e tinha certeza que sua espera resultaria num algo excelente para sua vida, mas o que promovia o sucesso de sua espera era o fato que ele tinha um alvo, um alvo certo de sua espera: Deus. O fato dele esperar confiantemente em Deus era o segredo do sucesso de sua espera. Se ele esperasse em sua guarda real, em suas posses, riquezas, em seu conhecimento humano, em sua força, em seu poder, ele teria fracassado vergonhosamente, mas ele esperou em Deus, o Deus que não falha, não dorme, nem descansa, que é Todo-Poderoso e misericordioso e Ele ouviu o clamor de Davi inclinou-se para ele e atendeu o seu clamor. Nossa esperança deve estar focalizada em Deus, na Pessoa Bendita de Nosso Senhor Jesus Cristo, confiando sempre que ele suprirá nossas necessidades e que sobre tudo somos mais que vencedores por Ele.

A esperança não desaponta

A esperança firmada em Cristo não desaponta, não falha, pois Fiel é quem prometeu. Tantos depositam sua confiança, sua esperança em cousas vãs, "uns confiam em carros, outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor".

O amor de Deus, que é infinito, derrama-se em nossos corações por intermédio do Espírito Santo, nosso Fiel Ajudador, que nas tribulações mostra-se a nós mais intensamente como O Consolador. A esperança e a longanimidade caminham juntas. Longanimidade quer dizer paciência e esta também recebemos poder do próprio Deus para tê-la, contudo sempre é preciso que marchemos em direção às águas inda cerradas para que elas se abram, precisamos tomar posse da benção maravilhosa da tribulação.

Aprendamos então a ter a tribulação por benção e alegremo-nos com ela saibamos compreender que Deus está no controle de tudo.

Na tribulação nos ensinará a perseverança, com a qual alcançaremos a experiência e por fim chegaremos à esperança da nossa soberana vocação. Em tudo demos graças porque isto é agradável a Deus. Se ele nos deixa passar por tribulações é para que sejamos sábios e cresçamos espiritualmente. Não peçamos portanto a Deus: "tira-me desta tribulação" ou "alivia-me esta dor", mas "dai-me coragem para enfrentá-la, constância e firmeza para não desistir e força para prosseguir até a vitória que já é minha pelo Teu Nome! Amém!"