terça-feira, 22 de outubro de 2013

Três pedreiros

Uma vez um viajante, percorrendo uma estrada, deparou-se com uma obra em início de construção. Três pedreiros, com suas ferramentas, trabalhavam na fundação do que parecia ser um importante projeto. O viajante, aproximou-se curioso. Perguntou ao primeiro deles o que estava fazendo. Estou quebrando pedras, não vê? Respondeu o pedreiro. Expressava no semblante um misto de dor e sofrimento. Eu estou morrendo de trabalhar, isto aqui é um meio de morte, as minhas costas doem, minhas mãos estão esfoladas eu não suporto mais este trabalho, concluiu.

Mal satisfeito, o viajante dirigiu-se ao segundo pedreiro e repetiu a pergunta .

Estou ganhando a vida, respondeu. Não posso reclamar, pois foi o emprego que consegui. Estou conformado porque levo o pão de cada dia para minha família.

O viajante queria saber o que seria aquela construção. Perguntou então ao terceiro pedreiro: O que está você fazendo?

Este respondeu: Estou construindo uma Catedral!

Três pedreiros, três respostas diferentes para o mesmo trabalho. Cada um manifestou sua própria visão.

Para o primeiro, o serviço significava dor e sofrimento. Um sacrifício que certamente tornava a ação muito mais penosa e lhe fazia mal.
O segundo pedreiro manifestou indiferença. Estava conformado mas não realizado. O trabalho nada lhe significava e ele só o fazia por obrigação.

Já o terceiro pedreiro tinha a consciência da importância do que fazia. Desempenhava a função com orgulho e satisfação. Tinha o sentimento elevado de participar de uma grande realização, o que lhe dava muito mais força, energia, ânimo, felicidade

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

CINCO CONSELHOS DO APÓSTOLO PEDRO AS IGREJAS DA ASIA - ESBOÇO MENSAGEM DE DOMINGO

CINCO CONSELHOS DO APÓSTOLO PEDRO AS IGREJAS DA ASIA
Texto: 1 Pe 5:
5:5 Semelhantemente vós, os mais moços, sede sujeitos aos mais velhos. E cingi-vos todos de humildade uns para com os outros, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.   5:6 Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte;   5:7 lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.   5:8 Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar;   5:9 ao qual resisti firmes na fé, sabendo que os mesmos sofrimentos estão-se cumprindo entre os vossos irmãos no mundo.   5:10 E o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes sofrido por um pouco, ele mesmo vos há de aperfeiçoar, confirmar e fortalecer.   

O apóstolo Pedro, escrevendo as igrejas da Ásia com a intenção de alertar, para a grande perseguição que viria sobre a igreja de Jesus Cristo deixa alguns conselhos, queremos de forma rápida enumerar, para uma aplicação em nosso dia a dia.

O primeiro conselho deixado pelo apóstolo, QUE OS JOVENS SEJAM SUBMISSOS AOS MAIS VELHOS. Um chamado a obediência aos jovens e quando fala-se nesse assunto podemos dizer que a obediência começa em casa, não adianta ser uma benção na igreja e não ser em sua própria casa, não adianta obedecer pastores e lideres, se não obedece os próprios pais, pois, honrar que é o quarto mandamento e o 1° com promessa, e obedecer é uma forma de honrar, partindo deste ponto serão benção na igreja e onde quer que andarem. Olhando os dias atuais quantos jovens perdendo a liberdade e outros perdendo a vida por não obedecer aos mais velhos. Quer ser benção? Obedeça. 

O segundo conselho deixado pelo apóstolo SEJAM HUMILDES UNS COM OS OUTROS, hoje as pessoas estão se prendendo muito ao “eu tenho”, seja bens, seja dons, quão maior a conquista somos levados a um status maior, com isso corremos o risco de ficarmos soberbos e em alguns casos acharmos que somos mais que alguém e o apóstolo alerta para que não venhamos a cair neste erro, chamando atenção pois o próprio Deus resiste a atitudes assim, mas ao humilde Ele exalta.

O terceiro conselho é DESCANSAR NO SENHOR, lançando em Deus toda nossa ansiedade porque Ele tem cuidado de nós, lendo este versículo lembra a ansiedade dos crentes de  Tessalônica para a segunda vinda de Jesus, aquele povo deixou de fazer as coisas, abandonaram trabalho família e ficaram esperando, colocou na mão de Deus espera descansa pois Deus tem um tempo determinado para todas as coisas, pois é ele quem cuida de nós, não adianta ficar comendo unha, pois nada vai acontecer fora do tempo.


O quarto conselho é SOBRIEDADE E VIGILÂNCIA,  o que é ser sóbrio, entenderemos melhor se fizermos uma relação com homens embriagados, podemos dizer que, o que não tem sobriedade tem visão turbado,  vive cambaleando perde a consciência, tem suas atitudes duvidosas, quando Pedro fala em ser sóbrio ele fala em ser consciente, atento, visão focada de atitudes claras, nos deixando atentos e  vigilantes pois grande são os ataques sofridos pelos cristãos e a vigilância deve fazer parte constante em nossas vidas, pois assim estaremos atentos as nossas próprias atitudes.

O quinto conselho RESISTI NA FÉ, é um chamado a perseverança não desistir em meio aos desafios e dificuldades enfrentadas, sabendo que, não somos os únicos com problemas, que muitos irmãos também sofrem. Estar firme o levara a solução dos seus problemas, pois aquele que te chamou é fiel.

Conclusão: Quando seguimos este conselho o Senhor nos APERFEIÇOA, CONFIRMA E FORTALECE.

domingo, 13 de outubro de 2013

CONSELHOS DO APÓSTOLO PAULO A UMA IGREJA QUE QUER DEIXAR MARCAS E NÃO MANCHAS

ESBOÇO DA MENSAGEM MINISTRADA NO
 ANIVERSÁRIO DA CONGREGAÇÃO EM 208 – ÁGUA DA VIDA – 12/10/2013
TEXTO: 1 Ts 5: 12- 22
INTRODUÇÃO:
                              Frase:
                                       “A igreja do Senhor Jesus é chamada para deixar marcas e não manchas”.
ELUCIDAÇÃO:
                Tão ansioso estava Paulo que quando se encontrou com Timóteo em Atenas, enviou-o de volta a Tessalônica para solicitar as informações sem as quais não tinha descanso (1 Tessalonicenses 3:1-2; 5; 2:17). Que notícias trouxe Timóteo? Havia notícias boas. O afeto dos Tessalonicenses por Paulo era mais forte que nunca; e se mantinham firmes na fé (1 Tessalonicenses 2:14; 3:4-6; 4:9-10). Eles eram efetivamente "sua glória e sua alegria" (1 Tessalonicenses 2:20). Mas também havia notícias que causavam inquietação.
(1) A pregação da Segunda Vinda tinha produzido uma situação anormal; o povo tinha deixado de trabalhar e abandonado todas as empresas ordinárias da vida para esperar a Segunda Vinda numa espécie de histeria expectante. Paulo lhes diz que se mantenham tranqüilos e que continuem suas tarefas ordinárias (1 Tessalonicenses 4:11).
(2) Estavam preocupados com o que aconteceria aos que tinham morrido antes da Segunda Vinda. Paulo lhes explica que os que dormiram em Jesus não perderão nada da glória (1 Tes. 4:13-18).
(3) Existia uma tendência a desprezar toda autoridade legal; a inclinação grega à discussão fazia com que a democracia estivesse sempre em perigo de degenerar (1 Tessalonicenses 5:12-14). (4) Continuamente existia o perigo de recair na imoralidade. Era difícil esquecer o ponto de vista de gerações e escapar ao contágio do mundo pagão (1 Tessalonicenses 4:3-8).
(5) Havia ao menos algum grupo que difamava a Paulo. Sugeriam que Paulo pregava o evangelho pelo lucro que podia receber (1 Tessalonicenses 2:5, 9); e que era algo assim como um ditador (1 Tessalonicenses 2:6-7, 11).

CONSELHOS DO APÓSTOLO PAULO A UMA IGREJA QUE QUER DEIXAR MARCAS E NÃO MANCHAS
1)      OBEDIENCIA A LIDERANÇA E UMA VIDA DE PAZ
2)      ATITUDES PARA COM OS IRMÃOS
a)      Exortando
b)      Admoestando os insubmissos
c)       Consolando os desanimados
d)      Amparando os fracos
e)      Longânimos para com todos
3)      LUTAR PELA PAZ E BOA CONVIVENCIA NA IGREJA
4)      REGOZIJAR SEMPRE
5)      ORAR SEM CESSAR
6)      DAR GRAÇAS EM TUDO
7)      TER ACESSOO FOGO DO ESPIRITO
8)      CULTIVAR OS DONS ESPIRITUAIS
9)      ANALISAR TODAS AS COISAS
10)   FUGIR DE TODA FORMA DE MAL.

CONCLUSÃO: Hoje a igreja celebra mais um ano como congregação em 208 e com certeza venceram desafios mas sabemos que outros virão  e que deverão ser vencidos também, com atitudes que marquem este bairroe a vida da igreja.

sábado, 5 de outubro de 2013

Três Marcas da Igreja Primitiva a serem adotadas hoje

Texto: Atos 4: 32-35

Introdução: Ilustração do homem seguro a uma arvore cheia de espinhos

Elucidação: O livro de Atos escrito por Lucas, endereçado a Teófilo que pode ser uma pessoa ou a junção de duas palavras gregas que significa Teo (Deus) Filo (filo), alguém que ama a Deus, é o único livro histórico do N.T, relata o inicio da igreja cristã e os feitos dos apóstolos, tem como mensagem o poder do Espírito Santo para executar a obra, Atos 1:8, O capitulo 4 conta sobre a prisão dos apóstolos sua libertação, relata o fato da igreja que estava em oração e a comunidade cristã onde extrairemos algumas características apresentadas pela igreja e que devem ser cultivada nos dias atuais. 
Quero Chamar atenção dos irmãos para os versos
vv 32a - A multidão dos que creram era um o coração e a alma:
1)   Unidade : O primeiro ensinamento  que a igreja primitiva nos traz é a busca de unidade, entendemos que ao declarar era um só coração uma só alma, relata uma ligação corpo e espírito, eles viviam em sintonia com os ensinamentos de Jesus, por que não citar João 17, em sua oração sacerdotal o evangelista declara que esperava que os apóstolos fossem um como ele era com o pai e o desejo de Jesus para os apóstolos é o mesmo para sua igreja.
Frase: “Unidade significa dar às pessoas o direito de tocar sua própria música, em seu próprio acorde, desde que estejam em harmonia com a visão de Deus” Tommy Tenney  “O amor que nos une é maior que o que tente nos separar” Anonimo

Textos de Apoio:
a)   "Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,"  (Efésios 4 : 13)
b)   "Procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz."  (Efésios 4 : 3)
c)   "Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também."  (I Coríntios 12 : 12)
d)   "Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim."  (João 17 : 23)

O efeito da Unidade:
vv 32b – Ninguém considerava exclusivamente sua nem uma das coisas que possuía, tudo porem lhes era comum
a)   Desapego dos bens materiais
b)   Prática da caridade e misericórdia
c)   Fortalecimento dos laços de Amor

vv 33a – Com grande poder davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus,

2)   Testemunho: Homens que foram instruídos por Jesus, receberam sua mensagem do reino creram e começaram a pregar, uma vida transformada pelo poder de Deus, trazendo uma nova forma de interpretação das leis e dos ensinamentos mosaicos, deixando de lado a hipocrisia, mentira, maldade e tantas outras coisas que os cercavam cumprindo seus compromissos com os necessitados e sua dedicação ao Senhor, assumem o papel de embaixadores do reino gozando dos privilégios e deveres de cada um.
Frase: “Testemunho não é sinônimo de autobiografia. Quando estamos realmente testemunhando, não falamos de nós mesmos, mas de Cristo” John Stott . “De cem homens, um lerá a Bíblia; 99 lerão o cristão” D L Moody
Textos de Apoio:
a)   "Detiveram-se, pois, muito tempo, falando ousadamente acerca do Senhor, o qual dava testemunho à palavra da sua graça, permitindo que por suas mãos se fizessem sinais e prodígios."  (Atos 14 : 3)
b)   "Do qual davam bom testemunho os irmãos que estavam em Listra e em Icônio."  (Atos 16 : 2)
c)   "Mas, alcançando socorro de Deus, ainda até ao dia de hoje permaneço dando testemunho tanto a pequenos como a grandes, não dizendo nada mais do que o que os profetas e Moisés disseram que devia acontecer,"  (Atos 26 : 22)
d)   "Tendo testemunho de boas obras: Se criou os filhos, se exercitou hospitalidade, se lavou os pés aos santos, se socorreu os aflitos, se praticou toda a boa obra."  (I Timóteo 5 : 10)

O Efeito do Testemunho
vv 33b – “...e em todos havia abundante graça”
a)   Estavam cheios do Espírito Santo
b)   Venciam os desafios por meio da fé
c)   O ministério estava sendo marcado pelos sinais.
vv 34  Não havia, pois, entre eles necessitado algum; porque todos os que possuíam herdades ou casas, vendendo-as, traziam o preço do que fora vendido, e o depositavam aos pés dos apóstolos.
3)  Amor: O idioma grego traz basicamente três palavras para descrever o amor, filos ou amor fraternal , heros ou amor entre sexos opostos e o  agapi o amor incondicional, o ultimo era o que os discípulos e novos convertidos estavam experimentando, os que mais tinham dividiam com os que nada possuía. Quando falamos do amor agapi falamos de algo inexplicável, não precisa de motivos para atitudes d amor serem tomadas, não se busca recompensa apenas se ama e Jesus em todo seu ministério o que ele mais ensinou foi AMAR.
Frase: “Se o amor é autodoador, então inevitavelmente é vulnerável à dor”. John Stott
O amor cristão não é vítima de nossas emoções, mas servo de nossa vontade”. John Stott
O amor arde como fogo, e sobrevive à base de calor. O ar que a verdadeira experiência cristã respira e o pão de que ela se alimenta são feitos de chama. E ela suporta qualquer coisa, menos uma chama fraca. E quando a atmosfera que a cerca é fria ou morna, morre congelada ou à míngua. Não há oração verdadeira sem chamas E M Bounds
Textos de Apoio:
a)   "E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria."  (I Coríntios 13 : 2)
b)   "A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei."  (Romanos 13 : 8)
O Efeito do Amor
vv 35  E repartia-se a cada um, segundo a necessidade que cada um tinha.
1)   Venceram a desigualdade social
2)   Venceram a fome espiritual
3)   Venceram a fome material
CONCLUSÃO: Precisamos adotar princípios que nos aproximarão do Senhor e a igreja primitiva nos traz a UNIDADE, O TESTEMUNHO E O AMOR como MARCAS a serem seguidos em nossos dias para estarmos mais próximos de Jesus, fazendo a vontade de Deus e sua obra, levando cada dia mais pessoas ao conhecimento de Jesus.

Pastor Sebastião Luiz Chagas


quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Voe cada vez mais alto

Ao levantar vôo, ouviu um ruído vindo debaixo de seu assento. Era um rato que roia uma das mangueiras que dava sustentação para o avião permanecer nas alturas. Preocupado, pensou em retornar ao aeroporto para se livrar do seu incômodo e perigoso passageiro, mas lembrou-se de que devido à altura o rato logo morreria sufocado.
Então voou cada vez mais alto e notou que os ruídos que estavam colocando em risco sua viagem tinham acabado, conseguindo assim fazer sua arrojada aventura ao redor do mundo, que era seu grande sonho...
Moral da história:
Se alguém ameaçá-lo, voe cada vez mais alto...
Se alguém criticá-lo, voe cada vez mais alto...
Se alguém tentar destruí-lo por inveja e fofocas, voe cada vez mais alto...
e por fim, se alguém cometer alguma injustiça com você, voe cada vez mais alto...

Sabe por quê? Ameaçadores, críticos, invejosos e injustos são iguais aos "ratos" - não resistem às grandes alturas.