terça-feira, 10 de setembro de 2013

RESTAURANDO A VISÃO

TEXTO: Salmos 121:1-8
Elevo os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro. O meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra. Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não tosquenejará. Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel. O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua direita. O sol não te molestará de dia nem a lua de noite. O Senhor te guardará de todo o mal; guardará a tua alma. O Senhor guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre”. Salmos 121:1-8
ELUCIDAÇÃO: Dos salmos 120 ao 134 são considerados CANTICOS DE ROMAGEM e em especial o 121 é chamado de O Ajudador dos Peregrinos A certeza intensa daqueles que viajavam em direção de Sião reflete-se neste cântico peregrino. Aqui eles expressam um profundo senso de confiança em Deus sem murmurar lamentações ou pedidos. O cântico era provavelmente usado como hino antifonário, embora as vozes exatas ou partes usadas não possam ser identificadas com certeza. 1, 2. A Fonte de Ajuda. De onde me virá o socorro? Olhando para as colinas à volta de Sião, um dos peregrinos faz uma pergunta que estabelece o espírito de tudo o que vem a seguir. A pergunta não expressa dúvidas mas introduz a afirmação que contém o tema do salmo, isto é, que o seu ajudador é Jeová, o Criador. 3-8. A Promessa de Proteção. O Senhor é quem te guarda. Todos os versículos com exceção do versículo 6 empregam a palavra hebraica shamar para enfatizar esta idéia de guardiania. Não como a sentinela que às vezes cochila, ou Baal, que precisa ser despertado (cons. I Reis 18:27), o Senhor nunca cochila ou dorme. O salmista emprega um paralelismo climático através de todo o salmo, edificando cada nova frase a partir do pensamento da frase anterior. Observe que a conclusão aplica-se aos peregrinos, pois Deus preserva-os em, cada fase de sua jornada, levando-os em segurança para o lar.
QUANDO MINHA VISÃO É RESTAURADA A PARTIR DESTE SALMO¿
1)      QUANDO O MEU OLHAR ESTA NO LUGAR CERTO: A cidade de Jerusalém era cercada por montanhas e a mistura de culturas com outros povos conduziu o povo a um tempo de idolatria e nos lugares altos eram colocados os postes ídolos, tornando objeto de adoração do povo, quando o salmista declara: “Elevo os meus olhos para os montes de onde me vira o socorro”, ele mostra que o socorro:
a-      Está além do posso ver (O que nos ensina Hebreus 11)
b-      Está ao que posso sentir ( O que nos diz Jeremias 29: 11-13

2)      QUANDO CONFIO NA PESSOA CERTA
a-      Não deixará vacilar o teu pé (Lembremo-nos de Abraão)
b-      Será guardado pelo Senhor (Lembremo-nos de Daniel)
c-       O sol não te molestará de dia nem a lua de noite (Lembremo-nos do povo no deserto)

3)      QUANDO EXPERIMENTO DO NOVO NASCIMENTO
a)      Sou guardado de todo mal
b)      Sou regenerado e santificado
c)       A minha alma tem endereço certo

CONCLUSÃO:  A nossa vida cristã tem momentos bons e ruins a tempos que estamos em vales, tempos que estamos em deserto e momento que experimentamos do Oasis do Senhor na terra mas em tudo quando colocamos a confiança nele ONDE QUER QUE VÁ O SENHOR ESTÁ COMIGO, como o salmo que é dirigido a peregrinos assim também é a nossa vida peregrinos nesta terra rumo a Sião, as dificuldades das quais o peregrino é guardada no salmo podemos dizer que são as aflições que enfrentaremos em nossa jornada sabendo que Ele nos faz mais que vencedores em seu nome.
Deus Abençoe!!!!!!

Pastor Sebastião Luiz Chagas