domingo, 2 de setembro de 2012

PECADOS DA PALAVRA


RETORNO À SANTIDADE 
De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim. Texto Áureo   Tg 3:10                               

Vivemos hoje numa sociedade sem precedentes quanto a uma linguagem desprezível e maliciosa, Muitos crentes estão usando este tipo de linguagem. Peça a Deus discernimento. (Mt 12:36).
Pela sua palavra pode-se matar, salvar ou fazer suicidar. (Mt 12:37;  Pv 18:21).
Em (Ef 4:29a) diz respeito  a uma advertência a nós. O cuidado que devemos ter sempre. “O tipo de expressão que usamos, tais como: “juro por Deus”; “nossa senhora”; virgem Maria”; “ô vei”; etc. (Ef 5:4).
O cuidado para não tomar o nome de Deus em vão. (Mt 5:37).
Temos ofendido alguém pelo nosso modo de falar? Muitas vezes com mentiras! (Cl 3:9).
O poder da palavra consiste na integridade do cristão. Deus odeia a mentira e a inconsistência. Espelhamos em Jó. ( Jó 1:1). Sejamos responsáveis no falar. E que falemos de Cristo também.
   Os filhos de israel reclamavam continuamente da provisão de Deus. Com isto pereceram no deserto. A nós cristãos devemos alegrar-mos e sermos gratos por todas as coisas e em todas as situações. (1 Ts 5:8). Devemos ter um estilo de vida, não segundo a moda da sociedade. (Infelizmente muitos tem este estilo, e acham que não tem nada a ver); mas um estilo de louvor que é essencial para agradar a Deus. (Sl 37:4).
   Outro ponto importante como igreja, é atentar-mos às nossas discussões para que não haja espírito de divisão. (1 Co 1:10). Satanás tem como um dos objetivos causar brigas entre os crentes, e que haja divisão. ( Como ele se alegra, muitas vezes tem conseguido)!
É impossível ser cheio do Espírito e ainda ter um espírito contencioso. Andemos no primeiro amor (1 Co 13:13). “A disputa entre os crentes é a razão da tristeza de Cristo, e a alegria de satanás!” (Ef 4:30).
Já ouviram falar de crente problema?  Enxergam os erros dos outros; e os dele? (Lc 6: 41-42).
Somos reconhecidos como pacificadores, alguém que fortalece a unidade da igreja; ou alguém que é parte de disputa contenciosa?  Somos chamados a fortalecer a fé da igreja. Ao invés de fazer “panelinhas”, façamos grupos de oração e louvor. (Que é de agrado do coração de Deus).
Muitas vezes os pecados da palavra são sutis, e danosos a igreja. Não se desculpe ou justifique seu comportamento, seja honesto consigo mesmo. Busque a Deus que transforma “pedra em carne”.
Temos algo contra nosso irmão? (Mt 5:23-24); Algo contra nosso pastor? (1 Tm 5:17). Em muitas igrejas o Espírito Santo está apagado porque há pecado contra o pastor ou líder da igreja. Então é preciso fazer algo. Pedir perdão é algo extremamente difícil, mas lembremos de Cristo. (Lc 23:34a). Que lição! Em pleno sofrimento!
O que está ocorrendo em muitas igrejas no uso da palavra? (Jo  8: 42-44).
E agora, o que fazer? (Jo 8:32, 36).

Meditar:
- Será que por mim mesmo, consigo dominar minhas palavras?
- Sou apaziguador, ou causador de transtornos?
- Em que ponto satanás tem agido em minha vida?
- Estou sempre com o coração disposto a voltar-se para Deus?

Que minhas palavras possam fluir esperança e conforto àqueles que vivem ao meu redor!

                                                                   Amém...