sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Pedra



O distraído esbarrou nela;
Os violentos a usaram como projétil;
O empreendedor construiu com ela;
O camponês cansado a utilizou como assento;
Para as crianças era um brinquedo;
Drummond fez poesia com ela;
Davi com ela matou Golias;
Miguelangelo a esculpiu e fez uma das mais belas esculturas.
Em todos esses casos, a diferença não estava na pedra, mas no homem...
Use as pedras em seu caminho para viver melhor.
Siga adiante... Lapidando a pedra bruta.

domingo, 23 de setembro de 2012

Fim de semana produtivo em Mariana Torres


Fim de semana produtivo em Mariana Torres, estivemos reunidos em mutirão sábado e domingo com o objetivo de acertar as sapatas e enche-las as primeiras colunas estão firmadas, Deus nos abençoou, conseguimos cumprir os objetivos, na próxima semana estaremos preparando as cintas terreas, para que em breve possamos começar o entijolamento. E você pode nos ajudar nesta empreitada de três formas, ORANDO, TRABALHANDO ou CONTRIBUINDO, fique a vontade nos ajudando na forma que Deus mandar;
Pastor Sebastião Luiz Chagas
Contatos: 3350-8054/ 9966-2059 










PECADOS DE AUTOCONTROLE E AUTOCONFIANÇA


 RETORNO À SANTIDADE / 
 O coração do homem planeja o seu caminho, mas o SENHOR lhe dirige os passos.Texto Áureo: Pv 16:9                              

 Como é isto? Como pecar nesta categoria?
Na vida de muitos cristãos há áreas onde seu “EU” não foi crucificado. O que impede o fluir de Cristo. O velho homem permanece no coração!
A carne. (Gl 5:17) Significa nossas ações e pensamentos humanos quando agimos sem o controle direto de Cristo.
Morrer para si: Em (Mt 16:24-25), nossos desejos morrem a medida que rendemos a Cristo. É necessário morrer o “eu”, para ter-mos vida com Ele e para Ele. (Jo 3:30) .
Este pecado impede a Deus de conduzir-mos à santidade e ao poder espiritual. ( Mt 16:24-25; Rm 6:6).
Existirão situações na vida do crente em que deverá escolher a vontade de Deus e não a nossa. (Is 55:8). Deus tem poder para restaurar o pensamento humano.
     Nossa carne e desejos naturais podem clamar por uma maneira de agir: o “eu”, porém, nós sabemos que Deus quer outra maneira. Pela fé negamos a nós mesmos e obedecemos a Deus. Por nós mesmos não somos capazes, mas buscando em Cristo, conquistaremos mais uma porção da santidade. (Is 41:10). Temos que lutar sem temer. (Dt 31:6).
     Jesus conquistou a vitória. Ele está em você! Deixe-o reinarem sua vida. (Rm 6:12-14). Ele dá força, mas a escolha é de cada um de nós. (Rm 7:4-6).
Se somos guiados pelo espírito, sepultamos o “eu”. (Gl 5:25; Rm 8:9-10; 1Co 3:16; 2Co 6:16).
     Estamos preparados para negarmos a nós mesmos? Será que vale a pena? Com certeza fácil não é, mas vale a pena muito mais do que imaginamos! Revigora sua energia e zelo espiritual. Quando o crente está fraco espiritualmente seu “EU”, está acima da vontade de Deus!
Quantas vezes ignoramos o trabalho de Deus? Quantas vezes dizemos “NÃO”? Quantas vezes insistimos em fazer algo, e nada dá certo? Quantos obstáculos temos colocado entre “eu” e Deus?
    Queremos levar nosso peso sozinho? Temos tido alegria quando vivemos nossa vida? (Hb 12:1). É impossível ao crente, alegria sem o Senhor; pois é Ele nossa alegria!
Sejamos honestos conosco mesmo, pois o Senhor conhece cada coração. (Pv 21:2).
     Devemos entender que para uma semente germinar, ela tem que morrer. (Jo 12:24). Para o crente produzir fruto, tem que morrer o “eu”. O autocontrole a autoconfiança! (Gl 2:20a; 2 Co 5:15).
Jesus é a videira e nós os ramos. (Jo 15:5). Que fruto estamos produzindo?
     Vivemos muitas vezes em tribulações. Deus permite as tribulações, mas com o propósito glorioso em nossas vidas! Chegar mais perto de Cristo. (Tg 1:2).
    Observemos que grande lição do apóstolo Paulo. (2 Co 12:10). Temos este mesmo prazer de Paulo?
Isto é ter a certeza de que Deus está no controle. Ele jamais falhará.
Através da oração Deus nos alivia em muitas tribulações. Devemos ter o cuidado para que satanás não nos tire das tribulações permitidas por Deus. Pois, não teremos gozo nenhum! Porque Deus quer que cresçamos na Graça e no Conhecimento de Cristo Jesus. E aprendemos a confiar Nele!
Passamos por dificuldades e tribulações. Quer individual, ou mesmo a igreja. Devemos glorificar a Deus em nossas vidas, buscando-o com humildade! Em tudo dai graças. (2 Co 12:9).
     Como estamos louvando ao Senhor? Fazemos do nosso jeito, e achamos que é do espírito? Atenção! Não é tudo que fazemos que Deus aceita! É perigoso! Deus é Espírito!
Modernidade não é com o nosso Deus!
A obra do Senhor requer purificação e a plenitude do Espírito Santo. (Hb 9;14).
Muitas pessoas vêm para a igreja, mas não tem permanecido, porque as ganhamos para nós mesmos, e não para Deus!

Meditar:
- Que Deus possa nos livrar de confiar-mos em nossas próprias forças! (Jz 7:7-12).
- Repensemos o exemplo de vitória que ocorreu na vida de Gideão!
- Que possamos falar do evangelho genuíno para alcançarmos os corações dos povos. E não somente suas mentes!  
- “Não mais eu vivo, mas Cristo vive em mim”! (Gl m2:19).
- Permita que Deus fale ao seu coração. Pois é Ele o galardoador de nossas almas!
- Façamos o obra do Senhor, e teremos nossa recompensa! (Fp 2:3).



                                                            Amém...  
  

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

A MAQUETE DA DUDINHA ESTÁ EM EXPOSIÇÃO NO SIDER SHOPING E ELA ESPERA O SEU VOTO



Shalom
Esta  em exposição na cidade no sub-solo do SIDER SHOPING uma competição com maquetes sobre o transito da cidade e temos na congregação em Mariana Torres uma representante a Maria Eduarda a DUDINHA, QUE AGUARDA A NOSSA VISITA E O NOSSO VOTO, NÃO ESQUEÇA A MAQUETE DELA É A NUMERO 7, vá prestigie e ajuda a nossa irmã a ser vencer este concurso, você tem até segunda feira para votar.




PECADOS DA PALAVRA


RETORNO À SANTIDADE 
De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim.
                                                                                                   Texto Áureo   Tg 3:10                                

                Vivemos hoje numa sociedade sem precedentes quanto a uma linguagem desprezível e maliciosa, Muitos crentes estão usando este tipo de linguagem. Peça a Deus discernimento. (Mt 12:36).
Pela sua palavra pode-se matar, salvar ou fazer suicidar. (Mt 12:37;  Pv 18:21).
Em (Ef 4:29a) diz respeito  a uma advertência a nós. O cuidado que devemos ter sempre. “O tipo de expressão que usamos, tais como: “juro por Deus”; “nossa senhora”; virgem Maria”; “ô vei”; etc. (Ef 5:4).
O cuidado para não tomar o nome de Deus em vão. (Mt 5:37).
Temos ofendido alguém pelo nosso modo de falar? Muitas vezes com mentiras! (Cl 3:9).
O poder da palavra consiste na integridade do cristão. Deus odeia a mentira e a inconsistência. Espelhamos em Jó. ( Jó 1:1). Sejamos responsáveis no falar. E que falemos de Cristo também.
   Os filhos de israel reclamavam continuamente da provisão de Deus. Com isto pereceram no deserto. A nós cristãos devemos alegrar-mos e sermos gratos por todas as coisas e em todas as situações. (1 Ts 5:8). Devemos ter um estilo de vida, não segundo a moda da sociedade. (Infelizmente muitos tem este estilo, e acham que não tem nada a ver); mas um estilo de louvor que é essencial para agradar a Deus. (Sl 37:4).
   Outro ponto importante como igreja, é atentar-mos às nossas discussões para que não haja espírito de divisão. (1 Co 1:10). Satanás tem como um dos objetivos causar brigas entre os crentes, e que haja divisão. ( Como ele se alegra, muitas vezes tem conseguido)!
É impossível ser cheio do Espírito e ainda ter um espírito contencioso. Andemos no primeiro amor (1 Co 13:13). “A disputa entre os crentes é a razão da tristeza de Cristo, e a alegria de satanás!” (Ef 4:30).
Já ouviram falar de crente problema?  Enxergam os erros dos outros; e os dele? (Lc 6: 41-42).
Somos reconhecidos como pacificadores, alguém que fortalece a unidade da igreja; ou alguém que é parte de disputa contenciosa?  Somos chamados a fortalecer a fé da igreja. Ao invés de fazer “panelinhas”, façamos grupos de oração e louvor. (Que é de agrado do coração de Deus).
Muitas vezes os pecados da palavra são sutis, e danosos a igreja. Não se desculpe ou justifique seu comportamento, seja honesto consigo mesmo. Busque a Deus que transforma “pedra em carne”.
Temos algo contra nosso irmão? (Mt 5:23-24); Algo contra nosso pastor? (1 Tm 5:17). Em muitas igrejas o Espírito Santo está apagado porque há pecado contra o pastor ou líder da igreja. Então é preciso fazer algo. Pedir perdão é algo extremamente difícil, mas lembremos de Cristo. (Lc 23:34a). Que lição! Em pleno sofrimento!
O que está ocorrendo em muitas igrejas no uso da palavra? (Jo  8: 42-44).
E agora, o que fazer? (Jo 8:32, 36).

Meditar:
- Será que por mim mesmo, consigo dominar minhas palavras?
- Sou apaziguador, ou causador de transtornos?
- Em que ponto satanás tem agido em minha vida?
- Estou sempre com o coração disposto a voltar-se para Deus?

Que minhas palavras possam fluir esperança e conforto àqueles que vivem ao meu redor!

                                                                   Amém...                                    

terça-feira, 18 de setembro de 2012

O DIA DA COLHEITA



O Dia da Colheita

“Erguei os olhos e vede os campos, pois, já branquejam para a ceifa” (João 4:35).


Palavra do Presidente
O Dia “C” (Dia da Colheita), programado para o dia 24 de novembro de 2012, último sábado do mês, será, com certeza, um grande marco no trabalho de evangelização em nossa Denominação. Nossa expectativa é de que haja
O Dia “C” (Dia da Colheita), programado para o dia 24 de novembro de 2012, último sábado do mês, será, com certeza, um grande marco no trabalho de evangelização em nossa Denominação. Nossa expectativa é de que haja uma significativa adesão das famílias congregacionais a este grande Projeto Evangelístico promovido pelo DEM, possibilitando, num único dia, um grande número de convertidos ao Evangelho de Cristo. A ideia é que cada família abra as portas de seu lar e convide pelo menos dez pessoas para assistirem a um vídeo, com mensagem evangelística, com um breve testemunho e apelo através de um elemento da família, munido das “ferramentas” adequadamente concedidas para este fim pelo Departamento de Missões. Cremos que este Projeto, além de estimular o nosso povo à evangelização em casa, poderá promover, sem triunfalismos, um crescimento sem precedentes em nossa história. Se hoje somos cerca de 80.000 congregacionais no Brasil, este número poderá ser dobrado ou triplicado. Nenhuma igreja de nossa União poderá ficar de fora neste grande dia. É tempo de colheita!Julho, é o mês de grande ênfase missionária em nossa Denominação. O segundo domingo é o Dia de Missões Nacionais e o DEM (Departamento de Evangelização e Missões) lançou uma Campanha com um alvo financeiro de R$ 75.000,00 (setenta e cinco mil reais), valor que será inteiramente aplicado na Obra Missionária Denominacional. Se cada igreja contribuir com pelo menos R$ 200,00, ultrapassaremos o alvo facilmente. A partir do dia 19, vários irmãos viajarão para a cidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, para participarem da 14ª edição do Projeto Nilson Braga.Cremos que este marcará profundamente a história daquela cidade, muitas vidas se renderão aos pés de Cristo e serão salvas pelo poder do Evangelho durante o Projeto. O êxito dos dois empreendimentos missionários supracitados, depende do apoio, envolvimento, participação e   cooperação efetivasde todo povo congregacional. É tempo de fazermos Missões!Em João 4:35, o Mestre nos desafia a erguermos os nossos olhos para vermos os Campos que já estão brancos, ou prontos, para a ceifa, destacando não apenas o senso de urgência da colheita, mas a necessidade de que os ceifeiros tenham esta percepção espiritual e realizem a colheita enquanto há tempo. O tempo é hoje, agora, não pode ser mais adiado, os frutos já estão maduros e preparados para serem colhidos. Precisamos decidir, com urgência, se vamos nos envolver com este grande empreendimento divino ou vamos ficar presos aos nossos próprios projetos mesquinhos e individualistas. Não basta “vermos” os campos, precisamos entender que nós somos os instrumentos que Deus deseja usar nesta geração para colher os frutos. Não apenas o “foco” de nossa visão espiritual precisa ser corrigido, mas as nossas ações também precisam ser redirecionadas para que a colheita seja abundante. Há muitas vidas no Brasil e no mundo carentes do testemunho do Evangelho de Cristo; nós somos os responsáveis nesta geração para que este Evangelho chegue até elas e transforme a sua história. Ergamos, portanto, os nossos olhos e participemos desta grande colheita!Deus tem nos concedido a oportunidade de realizarmos algo grande, significativo, relevante em nossa geração. Podemos ser protagonistas de uma nova história, marcada pela unidade e crescimento. O “estigma” da desunião, gerador de grandes conflitos e divisões, pode ser quebrado por nós, levando-nos a experimentar e vivenciar um ambiente maravilhoso de paz, harmonia, união, cooperação e crescimento genuíno em nossa Denominação. O momento não nos permite mais ficarmos sozinhos, distantes, isolados e indiferentes; pelo contrário, é tempo de unirmos nossos corações, forças e recursos no sentido de cumprirmos juntos os propósitos que Deus tem estabelecido para a U.I.E.C.B. nesses dias de grandes necessidades espirituais no mundo,sabemos o caminho, precisamos apenas ter a humildade e a coragem de trilharmos por ele, decisão que não pode mais ser adiada por nós.  O Projeto Colheita tem dado sinais de ser um poderoso instrumento divino para promover esta unidade que tanto almejamos, algo que temos constatado em diversas igrejas e associações espalhadas pelo país. É tempo de escrevermos uma nova história! Concluindo, queremos salientar as iniciativas de outros órgãos da União (DAM, DET, DERP) no sentido de estabelecer um padrão de excelência aos trabalhos denominacionais. O DAM tem se empenhado a cada dia para não ficar mais preso às ações meramente burocráticas, para ser um órgão que cuide, de fato, dos pastores. Encontros regionais de pastores serão promovidos pelo Departamento neste semestre para este fim. O DET tem feito a sua parte para elevar a Educação Teológica em nossos Seminários ao nível exigido.Um excelente encontro foi realizado no STCRJ, no mês de junho, para rever a Estrutura Curricular de nossos Seminários, objetivando o reconhecimento futuro de nosso Curso pelo MEC. O DERP, lançará brevemente a 2ª Revista da Escola Dominical sobre o Projeto Colheita, abordando novos aspectos do mesmo. Mesmo não sendo na velocidade que muitos almejam, o trabalho tem sido feito com amor e fidelidade, os resultados serão brevemente percebidos por todos.Queremos, ainda, conclamar a todo povo Congregacional para as celebrações dos 157 anos do Congregacionalismo no Brasil. O Evento ocorrerá no Clube TAMOIO, em São Gonçalo – RJ, das 10 ás 17 horas. No louvor, contaremos com a participação especial dos cantores evangélicos Jairo Bonfim, Jozyanne, Eliane Martins e o Grupo Mino Filho e Louvor Congregacional, da 2ª IEC de Feira de Santana. Barracas de alimentação serão montadas no local pelas igrejas dando o suporte na alimentação, portanto, todos devem ir sem pressa para aproveitar ao máximo este grande Encontro da família Congregacional.Contamos com o apoio de todos. Um fraterno abraço aos amados!

domingo, 16 de setembro de 2012

OBRAS DE CONSTRUÇÃO DO TEMPLO EM MARIANA TORRES

O ano de 2012 tem sido um ano de grandes conquistas  na Congregacional em Mariana Torres, temos  oportunidade de ver novas decisões para Cristo,  e a cada culto Deus operando de forma tremenda, quer seja salvando vidas, ou edificando outras, estamos vendo famílias inteiras se rendendo ao Senhor, casamentos sendo restaurados, outros sendo realizados como Joselane e Welescley, Nice e Antonio, e outros que estão nos planos de Deus para acontecerem este ano, conquistamos o terreno para construção do templo, estamos deixando de ser congregação e nos tornando igreja seguindo assim o Projeto Colheita, Deus tem levantado um povo guerreiro forjados em meio as lutas diárias e  mantendo-se para com Deus FIEL.
Ontem prestamos um culto a Deus pela manhã de forma diferente, cultuamos a Deus com o nosso trabalho furando as sapatas para a base do templo, sabemos que temos um grande desafio pela frente e que estamos realizando uma obra com um projeto ousado, acreditando sempre nos milagres de Deus. E queremos convida-los a nos ajudar seja TRABALHANDO, CONTRIBUINDO ou ORANDO, a sua ajuda é indispensável, estaremos todos os sábados e domingo em mutirão.Esperamos por você!
Pastor Sebastião Luiz Chagas  







sábado, 15 de setembro de 2012

A Vingança do Amor



Meu nome é Dabousu. Nasci na França e durante a Segunda Guerra Mundial defendi minha Pátria nos campos de batalha.
No ano de 1944 fui feito prisioneiro pela Gestapo (polícia alemã) e fui condenado à morte. Considerando que era casado e tinha quatro filhos, não me mataram, mas fui levado a um campo de concentração e condenado à cadeia perpétua.
Depois de nove meses, pesava somente 40 quilos. Meu corpo estava coberto de chagas. Quebrei o braço direito, e, devido á falta de recursos médicos, o osso se soldou fora do lugar.
No da 24 de dezembro meus pensamentos estavam, mais do que nos outros dias, voltados para minha família. Eu estava no meio da depravação e da sujeira e, em contraste, imaginava como estariam minha esposa e filhos. Mergulhado nestes pensamentos, um policial entrou no pavilhão onde eu e os presos dormíamos. Gritou meu nome. Apresentei-me a ele e me deu ordem para segui-lo. Levou-me à casa do comandante. Guiou-me até a sala de jantar onde o comandante estava assentado perante uma mesa preparada como se fosse o banquete de um rei. Que visão maravilhosa para os meus olhos famintos! No entanto, não me ofereceu sequer as migalhas.
Deixou-me parado, fitando-o, enquanto se regalava com as várias iguarias que estavam sobre a mesa. Assim passou o tempo; ele comendo e eu olhando-o.
Certamente, o comandante sabia que eu era um cristão no Senhor Jesus Cristo e escolheu esta maneira de torturar-me. Deve ter chegado a ele a notícia de que eu falava de meu Salvador a meus companheiros. Satanás tentou-me de maneira terrível. Soavam em minha mente estas palavras: "Como é, Dabousu, continuas crendo no Salmo 23? Nele não está escrito: "O Senhor é meu Pastor, NADA ME FALTARÁ?". Naquele momento orei fervorosamente ao Senhor, ao mesmo tempo que dizia para comigo mesmo: Sim, continuo crendo no Salmo 23. Continuo crendo na Palavra de Deus".
Naquele preciso momento, um rapaz chegou trazendo uma bandeja com uma xícara de café e vários pastéis. Os pastéis pareciam bem saborosos e o comandante comia-os com muita satisfação. Voltou-se para mim e me disse: "Sr. Dabousu, sua senhora é uma excelente cozinheira. Dou-lhe os meus parabéns por seu trabalho".
Quando o comandante percebeu que eu não o entendia foi mais explícito: "Há sete meses que sua esposa está enviando-lhe periodicamente um pacote com biscoitos, pastéis, tortas e todas estas coisas que está vendo sobre a mesa. Tenho apreciado muito a comida de sua esposa".
Agora eu estava entendendo o que ele quis dizer-me. Pensei em minha querida esposa e nas crianças. Do pouco que certamente teriam para comer, abstinham-se do melhor para que eu tivesse alguma coisa para comer. E ali estava um homem enchendo seu estômago com ricos manjares à custa de minha querida família.
Mais uma vez, o diabo veio tentar-me. A voz do tentador soava em minha mente: "Odeie-o, Dabousu, aborreça-o, maldiga-o, grite, bata nele..." Eu orei fervorosamente e Deus me ajudou. Nenhum sentimento de ódio encheu meu coração, porém, eu ansiava que ele me convidasse para comer. Mesmo que não me desse nada para comer, que pelo menos deixasse pegar naqueles alimentos feitos carinhosamente pelas mãos de minha esposa. Mas o comandante egoísta e glutão comeu tudo e depois me dirigiu palavras grosseiras. Finalmente, disse-lhe: "Senhor comandante, embora o Sr. tenha tantas coisas, na realidade é pobre. Quanto a mim, sou rico, pois sou salvo pelo sangue precioso do Senhor Jesus Cristo".
Após ouvir meu testemunho, seu furor acendeu-se contra mim de tal maneira que suas palavras passaram a cair sobre mim como uma cachoeira. Mandou-me de volta para o pavilhão, junto com meus companheiros.
Quando terminou a guerra fui libertado junto com os outros prisioneiros. Daquele dia em diante me propus a descobrir o paradeiro do comandante. A maior parte dos comandantes dos campos de concentração foram mortos. Este, porém, tinha escapado usando um disfarce. Durante mais de dez anos o procurei, até que por fim consegui descobrir seu paradeiro. Fui visitá-lo, acompanhado de um pregador do Evangelho. Inicialmente, fingiu não me reconhecer.
"Eu era o número 175 no registro do campo de concentração", disse-lhe eu. "O Sr. não se lembra do dia 24 de dezembro de 1944?"
Como uma folha estremecida pelo vento, o homem começou a tremer. Sua esposa, que estava a seu lado, ficou cheia de pânico. "Veio para vingar-se?", disse-me ela com voz temerosa e fraca. Eu respondi: "Sim, vim para vingar-me". Olhou-me atemorizada.
Abaixei-me para pegar um pacote que eu tinha trazido, abri-o e apareceu uma magnífica torta feita por minha esposa. Pedi à Sra. do comandante que nos preparasse um café. Quando ficou pronto, os quatro nos assentamos à mesa.
Enquanto comíamos, os olhos do antigo comandante se encheram de lágrimas. Implorou-me que o perdoas-se. Respondi-lhe: "Ali mesmo, enquanto o Sr. me perseguia, eu o perdoei em nome do Senhor Jesus Cristo".
Um ano mais tarde, o antigo comandante juntamente com sua esposa aceitaram o Senhor Jesus como seu Salvador. Continuaram na fé e deram evidências de que tinham nascido de novo. Guiados pelo Espírito Santo, eles entenderam o amor de Deus, derramado em nosso coração. Este mesmo amor nos ajuda a obedecer as palavras do Senhor Jesus Cristo. "Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos de vosso Pai celeste (Mateus 5.44-45)" 

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

SATISFAÇÃO


Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade.  Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece. Filipenses 4: 11-13

O ser humano sempre busca conquistar coisas novas traçando objetivos, fazendo propósitos  e a cada conquista, mais busca-se conquistar. A sede por alcançar objetivos impede o homem a uma realização plena de seus objetivos, pois as realizações sempre são trocadas por  novos objetivos.
O apóstolo Paulo foi um homem bem sucedido em tudo que fez, como fariseu foi doutor e perseguidor dos Cristãos, como fazedor de tendas obteve independência financeira e como cristão para nós é um exemplo.
E diante do texto acima Paulo nos traz grande um ensinamento "aprender a estar satisfeito com o que se tem", o apóstolo vai além  de conquistas materiais pois segue dizendo "sei estar abatido", como saber estar nesse estado de espirito sem que outros sofram e fiquem também deprimidos, transmitir algo além do que estamos sentido, verdadeiramente só há essa possibilidade se formos tomados pela graça de Deus que nos revela mais que o presente, mas aponta para o futuro, abatido hoje mais alegre amanhã, ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Ele declara que em tudo está instruído e que instrução é essa irmãos,  é como uma formação militar que prepara um homem para o combate em que o nosso instrutor é o próprio Espirito Santo de Deus nos forjando para a grande batalha do dia a dia, e só estaremos prontos para isso quando deixarmos a nossa vida por completo nas mãos de Deus e poder declarar "já não sou eu quem vivo mais Cristo vive em mim". Uma certa vez os discípulos de Jesus o chamam a atenção por não estar se alimentando, nesse momento Jesus traz uma resposta inusitada "o meu alimento é fazer a vontade do meu Pai" e qual a vontade que estamos buscando realizar a nossa ou a de Deus.
Não podemos negar as nossas necessidades nesta vida o que não podemos é colocar as necessidades a frente do nosso Deus, podemos ser profissionais bem sucedidos, pais exemplares, filhos amados pessoas responsáveis e exemplo de Cristãos a serem seguidos por outros a partir do momento que venhamos a aprender a estar satisfeito em tudo que Deus nos proporciona e aí sim poderemos dizer "TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE", e com essa frase ele declara que todas as situações de sua vida no Senhor ele saíra fortalecido, porque com Ele a frente tudo você pode. Entregue a sua vida por completo ao Senhor e você poderá declarar como o apóstolo  "TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE".
                                                                                                  Pastor Sebastião Luiz Chagas     
       

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

O Que Fazer?

E celebraram a festa dos pães ázimos por sete dias com alegria; porque o SENHOR os tinha alegrado, e tinha mudado o coração do rei da Assíria a favor deles, para lhes fortalecer as mãos na obra da casa de Deus, o Deus de Israel. Esdras 6:22

Você já sentiu preso, cativo em meio as dificuldades, cercado de problemas que o levaram a desanimar do serviço da casa do Senhor, com o povo de Israel aconteceu, tantas foram as batalhas e os levantes do inimigo que eles ficaram desanimados, enfraquecidos pelos desafios a frente e em um momento tão critico nos perguntamos. 
O que fazer?
O que podemos fazer em um momento tão delicado de nossas vidas e de nossa caminhada?
Seguindo alguns conselhos do povo de Israel e da palavra de Deus vamos caminhar para vencer este desanimo.
Jesus diz "No mundo tereis aflição, mas tem bom animo pois eu venci o mundo", o alerta que Jesus nos  deixa claro que desafios teremos ao longo de nossa caminhada mas o alerta vem com uma palavra de vitoria no final "Ele venceu", e o próprio Jesus também declara que n'Ele obras maiores faremos então pela fé podemos declarar que "também venceremos".
O que fazer?
"E celebraram a festa", o povo prepara a festa da pascoa, que é celebrado com o objetivo de lembrar os feitos de Deus ao retirar o povo do Egito é uma festa de "adoração e gratidão a Deus", quem quer recobrar o ânimo precisa adorar ao Senhor e a festa correu por sete dias, o sete tem o significado de completo, pleno podemos dizer que não é uma adoração vazia em forma de troca mais sim uma adoração plena completa, realizada por  "verdadeiros adoradores, que adoram em Espirito e em verdade", foram sete dias de muita alegria,  "e a alegria do Senhor é a nossa força", e no tempo de adoração e louvor o milagre aconteceu Deus mudou o coração do rei e o povo foi fortalecido no Senhor.
Se você esta vivendo momentos de adversidades a solução é adorar ao Senhor, lembrando sempre que o Deus de ontem é mesmo "hoje e será eternamente", sabendo que ele pode mudar o coração do rei tirando do desanimo e fazendo recobrar as forças para retornar a caminhada e fazer a obra do Senhor com alegria e gratidão. 
Deus o Abençoe!
                                                                                       Pastor Sebastião Luiz Chagas

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

PECADOS DE AUTOCONTROLE E AUTOCONFIANÇA


 RETORNO À SANTIDADE / 
   O coração do homem planeja o seu caminho, mas o SENHOR lhe dirige os passos.
                                                                                                                      Pv 16:9                   

Como é isto? Como pecar nesta categoria?
Na vida de muitos cristãos há áreas onde seu “EU” não foi crucificado. O que impede o fluir de Cristo. O velho homem permanece no coração!
A carne. (Gl 5:17) Significa nossas ações e pensamentos humanos quando agimos sem o controle direto de Cristo.
Morrer para si: Em (Mt 16:24-25), nossos desejos morrem a medida que rendemos a Cristo. É necessário morrer o “eu”, para ter-mos vida com Ele e para Ele. (Jo 3:30) .
Este pecado impede a Deus de conduzir-mos à santidade e ao poder espiritual. ( Mt 16:24-25; Rm 6:6).
Existirão situações na vida do crente em que deverá escolher a vontade de Deus e não a nossa. (Is 55:8). Deus tem poder para restaurar o pensamento humano.
     Nossa carne e desejos naturais podem clamar por uma maneira de agir: o “eu”, porém, nós sabemos que Deus quer outra maneira. Pela fé negamos a nós mesmos e obedecemos a Deus. Por nós mesmos não somos capazes, mas buscando em Cristo, conquistaremos mais uma porção da santidade. (Is 41:10). Temos que lutar sem temer. (Dt 31:6).
     Jesus conquistou a vitória. Ele está em você! Deixe-o reinarem sua vida. (Rm 6:12-14). Ele dá força, mas a escolha é de cada um de nós. (Rm 7:4-6).
Se somos guiados pelo espírito, sepultamos o “eu”. (Gl 5:25; Rm 8:9-10; 1Co 3:16; 2Co 6:16).
     Estamos preparados para negarmos a nós mesmos? Será que vale a pena? Com certeza fácil não é, mas vale a pena muito mais do que imaginamos! Revigora sua energia e zelo espiritual. Quando o crente está fraco espiritualmente seu “EU”, está acima da vontade de Deus!
Quantas vezes ignoramos o trabalho de Deus? Quantas vezes dizemos “NÃO”? Quantas vezes insistimos em fazer algo, e nada dá certo? Quantos obstáculos temos colocado entre “eu” e Deus?
    Queremos levar nosso peso sozinho? Temos tido alegria quando vivemos nossa vida? (Hb 12:1). É impossível ao crente, alegria sem o Senhor; pois é Ele nossa alegria!
Sejamos honestos conosco mesmo, pois o Senhor conhece cada coração. (Pv 21:2).
     Devemos entender que para uma semente germinar, ela tem que morrer. (Jo 12:24). Para o crente produzir fruto, tem que morrer o “eu”. O autocontrole a autoconfiança! (Gl 2:20a; 2 Co 5:15).
Jesus é a videira e nós os ramos. (Jo 15:5). Que fruto estamos produzindo?
     Vivemos muitas vezes em tribulações. Deus permite as tribulações, mas com o propósito glorioso em nossas vidas! Chegar mais perto de Cristo. (Tg 1:2).
    Observemos que grande lição do apóstolo Paulo. (2 Co 12:10). Temos este mesmo prazer de Paulo?
Isto é ter a certeza de que Deus está no controle. Ele jamais falhará.
Através da oração Deus nos alivia em muitas tribulações. Devemos ter o cuidado para que satanás não nos tire das tribulações permitidas por Deus. Pois, não teremos gozo nenhum! Porque Deus quer que cresçamos na Graça e no Conhecimento de Cristo Jesus. E aprendemos a confiar Nele!
Passamos por dificuldades e tribulações. Quer individual, ou mesmo a igreja. Devemos glorificar a Deus em nossas vidas, buscando-o com humildade! Em tudo dai graças. (2 Co 12:9).
     Como estamos louvando ao Senhor? Fazemos do nosso jeito, e achamos que é do espírito? Atenção! Não é tudo que fazemos que Deus aceita! É perigoso! Deus é Espírito!
Modernidade não é com o nosso Deus!
A obra do Senhor requer purificação e a plenitude do Espírito Santo. (Hb 9;14).
Muitas pessoas vêm para a igreja, mas não tem permanecido, porque as ganhamos para nós mesmos, e não para Deus!

Meditar:
- Que Deus possa nos livrar de confiar-mos em nossas próprias forças! (Jz 7:7-12).
- Repensemos o exemplo de vitória que ocorreu na vida de Gideão!
- Que possamos falar do evangelho genuíno para alcançarmos os corações dos povos. E não somente suas mentes!  
- “Não mais eu vivo, mas Cristo vive em mim”! (Gl m2:19).
- Permita que Deus fale ao seu coração. Pois é Ele o galardoador de nossas almas!
- Façamos o obra do Senhor, e teremos nossa recompensa! (Fp 2:3). 


                                                            Amém...  
  

terça-feira, 11 de setembro de 2012

PECADO DA OMISSÃO



 RETORNO À SANTIDADE  
         Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor;  Rm 12:11    
      É um pecado frequentemente ignorado. (Tg 4:17). Pecado é a transgressão da lei. (1 Jo 3:4). A falta de cumprir as exigências da lei é omitir as leis. (Lc 12:47). Devemos achegar ao Pai (Tg 4:8).
Isaias quando chamado não omitiu. (Is 6:8). Muitos crentes  dizem: “Tô fora!”.
Nós muitas vezes quando chamados fugimos; quase sempre outra coisa a fazer. Imaginemos nós se todos os chamados por Deus se omitissem. Com certeza ninguém de nós estaria aqui. Além de Isaias atender ao chamado, se prontificou a fazer a obra do Senhor!
O que temos que fazer como crentes? (Jo 15:4-5). É estudo bíblico e oração. Não fazer isto é omissão!
     Quanto tempo se gasta com Deus? Queremos poder? (At 1:8).  Muitos estão indo para o inferno devido nossa omissão. Nossa falta de compromisso com o reino. (Ez 3:18 ; Ez 33:6).
Nós como crentes somos capazes de aprender o evangelho de forma clara. (1 Pe 3:15). O que devemos fazer? SANTIFICAR-NOS.
É obrigação de o crente estar preparado. (Ef 6: 13-18). Temos omitido através do silêncio a pregação do evangelho? (Mc 8:38). Antes de falar com alguém, vamos colocá-lo na presença do Senhor, e orar por sua salvação.
Deus deu a cada um de nós dons espirituais que devem ser usados no corpo de Cristo. (Ef 4:8). Converse com Deus e revelar-te-á seu dom. Se desejar isto, faça-o. Pois na igreja há muitas necessidades a sua espera. Já falastes com alguém sobre Cristo? Já entregou folheto? Já convidou alguém para visitar sua igreja? Se não. Quanta omissão. O que Deus pode esperar de nós?
     A obra da igreja não é, e nunca foi para 6 dúzias de seus membros. É para todos indistintamente. Há função para todos no Serviço do Rei. E com certeza isto lhe trará  felicidade: “ No serviço do meu Rei, eu sou feliz!(Rm 6:14). A graça de Deus está sobre nós.
(ICO 15:58). Nosso trabalho não é vão no Senhor!
     Se queremos ser livres do pecado da omissão! Aceitemos a vitória completa que Cristo conquistou na cruz. Persiste na fé!
Devemos interceder sempre pelos pastores e líderes das nossas igrejas. Pois é de grande responsabilidade diante de Deus em guiar Seu povo num sublime e santo chamado!
Deus nos tem chamado para lutar-mos, sermos úteis. (2 Tm 1:6-7).
(Jr 29:13), volta a falar como acharemos respostas às nossas orações.
Para sentir a presença e o poder de Deus, temos que buscá-lo constantemente, não há outra maneira. Em toda história bíblica só obtiveram vitórias aqueles que estavam em sintonia com Deus. Como queremos ser vitoriosos se não praticarmos a Palavra? Se nosso tempo é consumido por nós mesmos? (Tg 1: 23-24).
A Palavra de Deus não é para ser simplesmente considerada, mas é para ser obedecida!
     Deixemos de ser omissos, e vivamos a vontade de Deus.
Tenhamos um coração grato e obediente! Cristo habita em nós! (Fp 2:13). O espírito de harmonia é o resultado da obra de Deus.
A saúde espiritual da igreja; depende de mim e de você!
  Não podemos ficar alheios ao que está acontecendo pelo mundo afora. Devemos ser ativos e participativos na esfera cristã. Pois o chamado de Deus requer pressa, e nós não podemos nos omitir. Cristo nos fortalece e é o general que vai a frente do seu povo!
Que prazer é viver-mos em comunhão com o Senhor! Dono de toda obra e conta conosco para com Ele seguir. Não fiquemos apáticos, mãos a obra! (Jo 17: 4). Temos uma obra a nós confiada.
Eis a voz de Jesus, chama por mim e por ti. (1 Co 7:20).
É tempo de a igreja agir! Os acontecimentos atuais nos revelam plenamente o cumprimento da Escrituras!
Temos que ter o cuidado quanto a omissão, pois o que diz (Mt 24:12). Estamos amando como Cristo nos têm amado?
 Devemos ter firmeza de propósito para com o nosso Deus e Sua causa, para que não sejamos achados indignos do Reino.


Meditar:

- Oh Deus! Faça-me um servo segundo o seu coração! 
- Devemos abrir nossos olhos, para enxergar-mos ao nosso redor!
- O mundo espera que façamos diferença, como crentes em Jesus (Convertidos).
- Deus nos tem dado forças. (2 Tm 1:7). Reneguemos a omissão!


                                                                      Amém...   

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

DESCUBRA SUA VOCAÇÃO


“...aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou.” (Romanos 8:30)



“Conta-se que um crente estava trabalhando no canavial quando viu brilhar três letras no céu: VCC. Muito espiritual, ele interpretou as letras como: VAI CRISTO CHAMA. Correu então ao pastor de sua Igreja e contou-lhe o ocorrido, dizendo que gostaria de devotar o resto de sua vida à pregação do evangelho. O pastor, conhecendo bem o crente, perguntou:
- Você conhece a Bíblia o bastante para sair pelo mundo pregando?
- Claro que sim!
- E qual é a parte da Bíblia que você mais gosta e conhece?
- As parábolas de Jesus, principalmente a do bom samaritano.
- Então, conte-a!’
O sujeito então começa a falar:
- Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu entre os salteadores. E ele lhes disse: Varões irmãos, escutai-me: Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou. E entregou-lhes os seus bens, e a um deu cinco talentos, e a outro, dois, e a outro, um, a cada um segundo a sua capacidade. E partindo dali foi conduzido pelo Espírito ao deserto, e tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, teve fome, e os corvos lhe traziam alimento, pois comia gafanhoto e mel silvestre. E sucedeu que indo ele andando, eis que um carro de fogo o ocultou da vista de todos. A rainha de Sabá viu isso e disse: Não me contaram nem a metade. Depois disso, ele foi até a casa de Jezabel, a mãe dos filhos de Zebedeu, e disse: Tiveste cinco maridos, e o homem que agora tens, não é teu marido. E olhando ao longe, viu a Zaqueu pendurado pelos cabelos numa árvore e disse: Desce daí, pois hoje almoçarei na tua casa. Veio Dalila e cortou-lhe os cabelos, e os restos que sobraram foram doze cestos cheios para alimentar a multidão. Portanto, não andeis inquietos dizendo: Que comeremos?, pois o vosso Pai celestial sabe que necessitais de todas essas coisas. E todos os que o ouviram se admiraram da sua doutrina.
O caipira, entusiasmado, olhou para o pastor e perguntou:
- E então, pastor, estou pronto para pregar o evangelho?
- Olha, meu filho, eu acho que aquelas letras no céu não significavam: Vai Cristo Chama, mas sim VAI CORTAR CANA.”

A Bíblia deixa claro que todos tem uma vocação dada por Deus, a qual precisa ser descoberta, desenvolvida e exercitada. Essa vocação será naturalmente reconhecida pelas pessoas. Por isto, ninguém deve querer ser o que não foi chamado a ser, sob pena de viver uma eterna frustração existencial.

Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos!

Pr. Gerson Moura Martins


quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Boletim da Família - Devocional - IEC Vila Ursulino


OS SONHOS DE DEUS

“Quando o SENHOR restaurou a sorte de Sião, ficamos como quem sonha Salmos 126: 1”.

 Quando Jesus há muitos anos pensou em Igreja tinha em mente exatamente um grupo de pessoas como vemos em Vila Ursulino. Pessoas simples, desapegadas às riquezas, pensando no bem comum, na transformação de vidas, na cura de enfermidades, no relacionamento saudável entre as pessoas. Isso é a Igreja!

O ponto que fica é: será que a Igreja que estamos construindo está realizando os sonhos de Deus? Como saber qual é o sonho de Deus para a Igreja? Como saber qual é a vontade de Deus para nós? Como saber se os sonhos que a Igreja tem são de Deus ou não? Talvez você esteja agora totalmente frustrado com a Igreja, vendo a realidade do esvazia mento, do desânimo, da falta de compromisso, sem sonhos. Mas eu quero desafiar você a mudar a realidade e confiar que os sonhos de Deus não podem ser frustrados.

Como saber se um sonho é de Deus?

1º - Os sonhos de Deus produzem glória a Deus. A Palavra diz que o coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa vem do Senhor. Também diz que há caminhos que ao homem parecem perfeitos, mas o seu fim é de morte. Nós, muitas vezes, pensamos que alguma coisa é sonho de Deus para nós, mas não é. Creio que uma boa maneira de obter esta resposta é sondando o nosso coração e observando se a realização daquele sonho vai glorificar a Deus ou não. Portanto, sonde seu coração. Se você tem um sonho, mas a sua realização não vai glorificar o Senhor, peça a Deus para arrancá-lo do seu coração.

2º - Os sonhos de Deus jamais serão frustrados. Os sonhos de Deus e os Seus propósitos para a vida da Igreja têm o poder de se tornar realidade porque nenhum dos desígnios do Senhor pode ser frustrado. Aleluia! Na Bíblia, quando alguém recebia uma profecia, era simples saber se vinha ou não de Deus. Se acontecesse, é porque era de Deus; se não  se concretizasse, é porque não era.

3º - Os sonhos de Deus se realizam no tempo de Deus. Você pode descansar, porque se algum sonho é de Deus vai se realizar. Pode parecer que está demorando, que é impossível, que é algo grande demais, mas para Deus todas as coisas são possíveis. Deus sabe a melhor hora para a gente desfrutar a realização desses sonhos. Assim será com o sonho do crescimento da membresia, do ministério frutífero, enfim, todos os sonhos de Deus se realizarão, no tempo certo.
                                                                   Pr. Domingos Sávio - domingos.araujo@ig.com.br

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

PECADOS DE AÇÃO



RETORNO À SANTIDADE 

Até a criança se dará a conhecer pelas suas ações, se a sua obra é pura e reta. (Texto áureo: Pv 20:11)                   

     Pecados de ação é transgressão à Lei de Deus. É fazer algo que Deus proíbe. ( Ef 5:5; Ef 5:12)
Não podemos entristecer o Espírito de Deus. ( Ef 4:30). Deus por ser tão Santo não pode contemplar o pecado. (Hc 1:13a).
O que estou fazendo? O que estou assistindo na TV? O que estou lendo? Como estou me vestindo? Como estamos gastando o dinheiro? São perguntas e ações diversas que nos envolvem ao pecado, se não soubermos filtrar à luz de Cristo no nosso viver.
     Nossa sociedade está cada vez mais depravada, e muitos crentes tem sido levados por este vento. Não tem firmeza! Não tem comprometimento com Deus! ( 1 Jo 2:15). Sociedade incrédula e rebelde, sob orientação do diabo. Despreza o crente e o Senhor! Caminham para longe da cruz de Cristo!
     Quais os três inimigos do cristão? O diabo (1 Jo 2:14); o mundo ( 1 Jo 2:15-17); a carne ( Lc 4:3-4; Jo 6: 63).
Muitas coisas mudaram nos nossos dias, e para pior. Mas o padrão de Deus não muda em nada. O seu caráter é Único. ( 1 Co 3:16-17).
Nosso espírito e nossa saúde devem estar voltados a serviço da obra de Deus. Ele nos abençoará sobremaneira à medida que nossa ação seja de entrega total em suas mãos para fazer-nos vasos saudáveis, santo, e preparado para a boa obra do Senhor!
Você tem colocado alguma coisa em primeiro lugar na sua vida, senão Deus? ( Ex 20:3). Não se deve amar, adorar ou obedecer a qualquer coisa que seja; acima da vontade divina. ( Mt 6:24).
     Sua família está acima de Deus? O que é prioridade em nossas vidas? Seu exemplo serve para fazer forte o ministério da igreja? Faz evangelismo? É assíduo? Preocupa-se com os trabalhos da igreja? Estais presente nos planejamentos e ações da sua igreja?
São inúmeras perguntas que vão direto aos corações de muitos crentes. Porque o pecado da ação negativa; infelizmente tem permeado o povo de Deus. O israel escolhido do Senhor. ( Ex 19:6). Não somos um tiro no escuro!
O trabalho do Senhor é de nossa responsabilidade: Orar ( 1 Tm 2:1); Contribuir (2 Co 9:13) e Ir ( Mt 28:19).
Em nossa vida! Os bens materiais estão acima da obra de Deus? Nossa ação é dar as primícias, ou as migalhas?
O mundo nos chama para o capricho, e Deus nos chama para a vida! Jesus não pode ser Senhor de sua vida, se Ele não é Senhor do seu todo. ( 1 Co 7:23).
A ação do cristão cheio do espírito é agir com alegria, ser generoso, amável, dependente do Senhor, obediente.
Nunca é demais aquilo que ofertamos ao Senhor. (Lc 6:38). O trabalho do crente deve ser honesto. (2 Co 8:21).
Qual o seu pensamento em relação ao jogo de azar? A Bíblia condena. Crentes não devem se envolver com esta prática. (Mc 4:19). Veja o que diz Salomão: (Ec 11:1). A providência vem do Senhor. Muitos estão agindo por conta própria. Fazem seus planos. Quase sempre dão errados, e culpam a Deus pelo insucesso.
Como agir diante da expressão “politicamente correto”? Satanás a tem usado também, e tem atraído a muitos. Muitas igrejas têm adotado este estilo. “CUIDADO”! O Espírito de Deus não trabalha no crente, e nem na igreja com o agir satânico.
Somente na Bíblia se encontra os padrões de Deus: Quer para o crente, quer para a igreja! Nosso agir deve ser na busca da santidade e não na felicidade temporária. (2 Co 4:18).
São tantas ações erradas que às vezes praticamos; que só mesmo pedindo a misericórdia de Deus para nos perdoar e tornar-mos a trazer ao caminho da cruz de Cristo. (Jr 24:7).
Devemos aceitar a mudança que Deus quer fazer em nós. (Rm 7:17-20). O mal que não quero, esse faço, (ação).
Se não fizermos a vontade de Deus, haverá sempre crentes espiritualmente cansados e com falta de alegria. (Mt 6:10).
O “maior” pecado da ação: é não aceitar a ação de Deus em nossas vidas. (Sl 37:5).


Meditar:
- Peça a Deus sabedoria para viver de modo que agrade ao Senhor!
- A nossa ação gera reflexos de muitas maneiras. Que elas sejam positivas!
- A igreja será forte, na medida em que cada crente se comprometer com o trabalho fielmente!
- Sejamos livres, com a liberdade com que Cristo nos libertou!  

                                                                
                                                                       Amém...           
                              

domingo, 2 de setembro de 2012

PECADOS DA PALAVRA


RETORNO À SANTIDADE 
De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim. Texto Áureo   Tg 3:10                               

Vivemos hoje numa sociedade sem precedentes quanto a uma linguagem desprezível e maliciosa, Muitos crentes estão usando este tipo de linguagem. Peça a Deus discernimento. (Mt 12:36).
Pela sua palavra pode-se matar, salvar ou fazer suicidar. (Mt 12:37;  Pv 18:21).
Em (Ef 4:29a) diz respeito  a uma advertência a nós. O cuidado que devemos ter sempre. “O tipo de expressão que usamos, tais como: “juro por Deus”; “nossa senhora”; virgem Maria”; “ô vei”; etc. (Ef 5:4).
O cuidado para não tomar o nome de Deus em vão. (Mt 5:37).
Temos ofendido alguém pelo nosso modo de falar? Muitas vezes com mentiras! (Cl 3:9).
O poder da palavra consiste na integridade do cristão. Deus odeia a mentira e a inconsistência. Espelhamos em Jó. ( Jó 1:1). Sejamos responsáveis no falar. E que falemos de Cristo também.
   Os filhos de israel reclamavam continuamente da provisão de Deus. Com isto pereceram no deserto. A nós cristãos devemos alegrar-mos e sermos gratos por todas as coisas e em todas as situações. (1 Ts 5:8). Devemos ter um estilo de vida, não segundo a moda da sociedade. (Infelizmente muitos tem este estilo, e acham que não tem nada a ver); mas um estilo de louvor que é essencial para agradar a Deus. (Sl 37:4).
   Outro ponto importante como igreja, é atentar-mos às nossas discussões para que não haja espírito de divisão. (1 Co 1:10). Satanás tem como um dos objetivos causar brigas entre os crentes, e que haja divisão. ( Como ele se alegra, muitas vezes tem conseguido)!
É impossível ser cheio do Espírito e ainda ter um espírito contencioso. Andemos no primeiro amor (1 Co 13:13). “A disputa entre os crentes é a razão da tristeza de Cristo, e a alegria de satanás!” (Ef 4:30).
Já ouviram falar de crente problema?  Enxergam os erros dos outros; e os dele? (Lc 6: 41-42).
Somos reconhecidos como pacificadores, alguém que fortalece a unidade da igreja; ou alguém que é parte de disputa contenciosa?  Somos chamados a fortalecer a fé da igreja. Ao invés de fazer “panelinhas”, façamos grupos de oração e louvor. (Que é de agrado do coração de Deus).
Muitas vezes os pecados da palavra são sutis, e danosos a igreja. Não se desculpe ou justifique seu comportamento, seja honesto consigo mesmo. Busque a Deus que transforma “pedra em carne”.
Temos algo contra nosso irmão? (Mt 5:23-24); Algo contra nosso pastor? (1 Tm 5:17). Em muitas igrejas o Espírito Santo está apagado porque há pecado contra o pastor ou líder da igreja. Então é preciso fazer algo. Pedir perdão é algo extremamente difícil, mas lembremos de Cristo. (Lc 23:34a). Que lição! Em pleno sofrimento!
O que está ocorrendo em muitas igrejas no uso da palavra? (Jo  8: 42-44).
E agora, o que fazer? (Jo 8:32, 36).

Meditar:
- Será que por mim mesmo, consigo dominar minhas palavras?
- Sou apaziguador, ou causador de transtornos?
- Em que ponto satanás tem agido em minha vida?
- Estou sempre com o coração disposto a voltar-se para Deus?

Que minhas palavras possam fluir esperança e conforto àqueles que vivem ao meu redor!

                                                                   Amém...