sábado, 26 de novembro de 2011

A RECOMPENSA VEM DO CÉU


“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor”.                                                                                                                                
1 Corintios 15: 58

Segundo o Comentário Judaico do Novo Testamento o capitulo 15 de Corintios é o grande capitulo da ressurreição, é que alguns estavam dizendo que não havia ressurreição corporal dos mortos, com isso expressavam uma opinião comum entre os gregos, os atenienses zombavam de Paulo e sua pregação a cerca dessas coisas, influenciados pela filosofia oriental em que o corpo é inferior e não tinha direito a uma vida eterna e o apostolo escreve para dissipar as duvidas no coração dos cristãos em coríntios e nos dias atuais.

E diante disso queridos, quantas não são as duvidas que carregamos em nossa caminhada cristã, aquela benção que se espera e que não chega, o chamado ministerial, será que isso é pra mim mesmo, tantos são os problemas enfrentados que o apóstolo deixa nos uma palavra de consolo a partir do verso 57 “graças porem a Deus que em Cristo nos conduz em triunfo”, independente da situação em que vivemos daremos graças a Deus pois ele nos conduzira a uma caminhada de vitória, ele quer dizer que as batalhas acontecerão mais que o nosso general vai a frente, podemos perder algumas batalhas mais na grande guerra a vitória é nossa.

O verso 58 começa assim “portanto sede firmes e constantes...”, para de questionar e começa a trabalhar, mais serviço menos murmuração, constante de uma forma ineterrupta, não olhando nem pra direita nem pra esquerda, não parando por ventos nem tempestades olhando firmemente par Jesus, “na obra do Senhor sempre abundante”, prazer em fazer não para homens mais para Deus, “por que a vossa recompensa vem do Senhor”, é dele para ele que são todas as coisas e é Ele quem nos recompensará.

Perdemos tempo esperando que o irmão faça, deixamos de fazer por que outros não fazem, quando chegar o grande dia em que seremos julgados e nos livros que constam o nosso serviço, as nossas obras estiver o inicio de trabalhos dizendo assim: No dia 26 de novembro minha filha Maria começou um trabalho de visitação, visitou Marta no dia 01, visitou Joana no dia 02, parou as visitas pois se sentia sozinha...obra incompleta. Siga firme em seu chamado pois o Senhor nunca fica devendo a homens o que ele promete ele sempre cumpre.
                                                                                   Pastor Sebastião Luiz Chagas