terça-feira, 27 de setembro de 2011

AMOR NO LAR - CASAMENTO - FELICIDADE

- Nunca fiquem ambos zangados ao mesmo tempo.
Nunca lancem no rosto um ao outro um erro do passado.
Nunca se esqueçam das horas felizes de quando começaram a se amar.
Nunca se encontrem sem um gesto de boas-vindas.
Nunca usem indiretas, quer estejam sozinhos, ou na presença de outros.
- Jamais gritem um com o outro, a não ser que a casa esteja pegando fogo.
- Procure cada um se esforçar ao máximo para estar de acordo com os desejos do outro.
Seja a renúncia de si mesmo o alvo e a prática de cada dia.
Nunca deixem o sol se pôr sobre qualquer zanga ou ressentimento.
- Jamais dêem ensejo a que um pedido razoável tenha de ser feito duas vezes.
- Nunca façam um comentário em público, que possa magoar o outro. Pode ser engraçado às vezes, mas fere.
- Nunca suspirem pelo que poderia ter sido, mas tirem o melhor partido daquilo que é.
- Não censurem nunca, a não ser que tenham a certeza de que uma falta foi cometida, e mesmo assim, falem sempre com amor.
- Jamais se separem sem palavras amáveis, nas quais pensem enquanto separados.
- Não deixem que nenhuma falta cometida fique sem ser confessada e perdoada.
- Não se esqueçam de que o lugar mais próximo do céu na terra é aquele em que duas almas se correspondem no altruísmo.
- Não fiquem satisfeitos enquanto não estiverem certos de que ambos estão trilhando o caminho estreito e reto, um ajudando o outro.
- Jamais se esqueçam de que o casamento foi estabelecido por Deus e que só a Sua bênção pode torná-lo o que deve ser.
- Não permitam que esperanças terrenas os distanciem do lar celestial.

sábado, 24 de setembro de 2011

Culto de Aniversário do Grupo Jovens Perfeito Louvor da Igreja Pentecostal Restaurando Vidas

AMIGO VERDADEIRO

                                                                            

"O homem que tem muitos amigos sai perdendo; mas há amigo mais chegado do que um irmão" (Pv 18.24).

Há no Talmude a história de um judeu que tinha três amigos. Um dia, ele foi chamado ao tribunal a fim de defender-se de certas acusações. O judeu es­tava aterrado. Foi ter com três amigos, e pediu-lhes que o acompanhassem.
 O primeiro respondeu:
- Não, eu não farei nenhum bem em ir; nem a você nem a mim mesmo.

O segundo disse:
- Bem, é uma coisa muito perigosa estar ao seu lado. Talvez o imperador o acuse de alguma grande ofensa contra a lei. Se eu for visto com você, ele poderá pensar que tenho parte em sua culpa. Contudo, irei com você até à porta do tribunal.

E assim ele se dirigiu ao terceiro amigo, que lhe respondeu:
- Não tema, irei com você até à presença do imperador. Dir-lhe-ei que conheço você e tenho confiança em você, e não o deixarei, enquanto você não for solto, como espero que há de ser.
E assim o fiel amigo cumpriu sua promessa.

O verdadeiro amigo está pronto a ajudar até o fim.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

ÁGUA REFRESCANTE - CORAÇÃO - FONTES DE BÊNÇÃOS

Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna. João 4:14
 
Num dia de verão, certo viajante vagava à procura de descanso e prazer, perto da foz de um grande rio. Chegando a hora que a maré estava baixa, ele viu uma esplêndida fonte de água cristalina, fresca e pura jorrando das ro­chas. Duas vezes ao dia a água salgada subia acima daquela linda fonte de água fresca, cobrindo-a totalmente. Mas quando a maré esgotava as suas for­ças e se retirava para as profundezas do oceano, da fonte brotava a água pura e cristalina novamente.
Se o coração do homem for realmente uma fonte do amor de Cristo, ele há de fazer brotar do seu interior a água pura e cristalina, mesmo por entre as ondas da política, dos negócios e das atividades mais variadas. E possível que a maré da vida, com seus interesses, tente suplantar e engolfar a fonte, mas o mundo esgotará as suas forças e aqueles que trazem em seu coração a pre­sença do Espírito Santo serão sempre vitoriosos. Reaparecerão com mãos pu­ras, corações limpos, manifestando a mente de Cristo, com a consciência livre de ofensa a Deus e aos homens.
 Katherine Bevis (Texas, E.U.A.)

domingo, 18 de setembro de 2011

IGREJA :

MELHOR LUGAR

O navio atravessava o oceano e levava, em sua carga, grande número de pássaros em gaiolas. Em pleno mar, abriu-se uma gaiola e seu prisioneiro escapou rapidamente, alçando-se no ar, muito feliz com a liberdade. E lá se foi distanciando-se do navio de modo que, não demorou muito, sua figurinha apagou-se ao longe. Que delícia de liberdade! Passadas algumas horas, para admiração e encanto de passageiros e tripulação, eis que volta o fujão. Cansado, ofegante, deixou-se apanhar sem reação e voltou tranqüilo para a gaiola. Um passageiro sabiamente observou: "O mesmo ocorre com o coração do homem em relação à religião, à igreja. Pretendem alguns libertar-se de Deus ou da igreja, mas no mar imenso do mundo sem Deus e sem paz, o coração crente volta à Igreja após descobrir que ali está o seu verdadeiro lar".

"PRIMEIRO DEUS"

Enferma, uma senhora foi ao médico. Este, depois de examiná-la, passou-lhe a receita, fazendo a seguinte advertência:
- Agora, por seis meses, repouso absoluto. Não saia de casa.
E a senhora:
- Pois é, doutor. Acontece que eu sou crente... E a igreja, como é que vai ficar?
- Ora - contestou o doutor - a igreja pode passar muito bem sem a senhora...
- Sim, eu sei - respondeu ela - mas eu é que não posso passar sem a minha igreja.

REFÚGIO

"Pois um dia nos teus átrios vale mais do que mil" (Sl 84.10).
Palavras de Eddie, famoso rádio-ator norte-americano, ao final de um programa que apresentou em Los Angeles.
"Depois das horas alegres que aqui tivemos hoje, vou me referir a algo mais sério. Há poucos dias caiu sobre nós, aqui em Los Angeles, tremenda tempestade. Como os demais, corri à procura de abrigo. Vi-me, com surpresa, no átrio de uma igreja. O mundo atual está ameaçado por algo muito mais terrível que uma tempestade. Cada um de nós precisa achar refúgio. E, since­ramente, desconheço melhor lugar que a igreja, para esse fim. Graças a Deus, vivemos num pais onde podemos adorar a Deus como e onde nos agrade. Vamos á igreja! A maior calamidade que pode sobrevir a um povo é a perda da religião. Que isso não nos aconteça. Vamos à igreja!"

DE CRISTO

Voltei à Igreja! Por quê? Porque estes anos de experiência me ensinaram que a Igreja dos remidos é a única e grande força redentora.
"O núcleo de qualquer movimento efetivo contra a guerra, contra a or­dem social baseada no espírito e no método de rebeldia, terá de ser constituí­do por aqueles que, pela graça de Deus e pela visão da cruz, renunciaram ao espírito de violência, a começar pelos seus próprios corações e, a seguir, em todas as relações da vida. Por aqueles que conhecem o extraordinário poder da oração, da humildade e do sacrifício. Por aqueles que não são impelidos pela vontade de dominar ou de destruir alguém porque Cristo vive neles. Nes­tes pontos a Igreja às vezes falha, mas, mesmo assim, não vejo outra agência que esteja fazendo o que ela faz. Foi por isso que eu voltei à Igreja."
A. J. Muste
SUA ESTABILIDADE

Quem contempla um "iceberg" batido pelas ondas não consegue, à pri­meira vista, entender como pode ele receber o impacto violento dos enormes vaga-lhões sem oscilação ou desequilíbrio. A verdade é que o "iceberg" apre­senta à flor d'água apenas uma terça parte de seu volume. O bloco maior está mergu-lhado no fundo no mar, onde não chega o embate das ondas. Assim se dá com os cristãos e a igreja: o mar é o mesmo para todos, a violência das ondas é igual; mas, diferente do mundo, a igreja está firmada em Deus. A igreja não pode, portanto, ser julgada por pequenos deslizes de alguns de seus membros

FORTE

"É forte a sua igreja?", perguntou um crente ao outro. "Sim, muito for­te!" "Quantos membros tem ela?" "Somos setenta e seis." "Só? Então é gen­te de dinheiro?" "Ao contrário, somos muito pobres..." "Como é então que sua igreja é forte?" "Ora, é porque somos todos consagrados ao trabalho do Senhor, vivemos na paz, amamo-nos uns aos outros e procuramos juntos e em harmonia fazer a vontade de Deus, pregando o evangelho e trabalhando pelo bem comum. Qualquer igreja pode ser forte dessa maneira, com qui­nhentos ou com apenas uma dúzia de membros."

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

O Evangelho; Grupo Logos

                                    


"Eu sinto verdadeiro espanto no meu coração
Em constatar que o evangelho já mudou.
Quem ontem era servo agora acha-se Senhor
E diz a Deus como Ele tem que ser ...

Mas o verdadeiro evangelho exalta a Deus
Ele é tão claro como a água que eu bebi
E não se negocia sua essência e poder
Se camuflado a excelência perderá!

Refrão
O evangelho é que desvenda os nossos olhos
E desamarra todo nó que já se fez
Porém, ninguém será liberto, sem que clame
Arrependido aos pés de Cristo, o Rei dos reis.

O evangelho mostra o homem morto em seu pecar
Sem condições de levantar-se por si só ...
A menos que, Jesus que é justo, o arranque de onde está
E o justifique, e o apresente ao Pai.

Mostra ainda a justiça de um Deus
Que é bem maior que qualquer força ou ficção
Que não seria injusto se me deixasse perecer
Mas soberano em graça me escolheu

É por isso que não posso me esquecer
Sendo seu servo, não Lhe digo o que fazer
Determinando ou marcando hora para acontecer
O que Sua vontade mostrará"  


(O Evangelho; Grupo Logos)

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

SEPULCRO CAIADO


Um casal entra numa lanchonete e pede dois sanduíches para viagem. Mais tarde, ao parar para comer, percebe que o dono da lanchonete havia feito uma confusão, pois, ao invés de lhe entregar sanduíches, havia lhe entregado um pacote com toda a féria do dia.
Retorna ao estabelecimento e devolve o dinheiro ao gerente, que a esta hora já estava quase desesperado: - Muito obrigado, meus amigos. Hoje em dia, são poucas as pessoas honestas como vocês. Muito obrigado. Tenho um amigo que é repórter. Vou ligar para ele agora mesmo e pedir que venha aqui entrevistá-los e fazer uma reportagem sobre vocês.
O casal disse que não era preciso, que estavam com pressa e coisa e tal, mas, o dono da lanchonete cada vez mais se convencia que todos precisavam saber que ainda há gente honesta neste mundo.Foi nesse momento que o freguês, muito sem graça, chama o gerente à parte e lhe pede para esquecer este negócio de repórteres, pois a mulher que estava em sua companhia não era a sua esposa, e, sim, a sua amante, e isso o colocaria numa situação muito desconsertante perante a família.


Ai de vós, hipócritas!
porque sois semelhantes aos sepulcros caiados,
que por fora realmente parecem formosos,
mas por dentro estão cheios
de ossos e de toda imundícia.

Mateus 23.27

Fato contado como verídico por um pregador norte-americano.
Colaborador: Pr João Ferreira da Costa - Goiânia - GO.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

TUDO QUE DEUS FAZ É BOM!


Era uma vez um rei gostava muito de caçar. Dentre seus amigos que levava às caçadas, havia um que era muito piedoso e temente a Deus (ao contrário do monarca, que não se detinha nas questões da fé).
Sempre que o rei conseguia abater um animal, aquele sujeito gritava:
- Aleeeluuuuia! Tudo que Deus faz é bom!

E o rei se envaidecia destas palavras.
Um dia, quando o rei disparou sua arma de caça, o tiro saiu pela culatra, arrancando-lhe o dedão da mão direita.
Quando voltavam para casa, carregando o rei numa maca, o sujeito disse:
- É... Tudo que Deus faz é bom!

O rei ficou furioso, mandou prendê-lo num calabouço e jogar a chave fora. 

Passado o trauma inicial do acidente, o rei e os seus demais amigos voltaram a caçar.

Numa destas viagens, o grupo caiu nas mãos de uma tribo de canibais e, um a um, eles foram sendo devorados pelos selvagens.

O rei ficou por o último. Mas, quando chegou a sua hora, ao vir examiná-lo, o sacerdote dos canibais percebeu que lhe faltava o dedão da mão direita, desqualificou-o como oferenda e ordenou que o libertassem.
Ao voltar para seu reino, o rei mandou soltar seu amigo e contou-lhe toda a história.
- Eu lhe disse, meu rei, tudo o que Deus faz é bom! Se o senhor não tivesse perdido o dedão naquele dia, estaria morto a esta hora.

O rei se desculpou com seu amigo, por ter-lhe mandado prender. E fez-lhe uma pergunta:
- Meu amigo, eu ainda tenho uma questão não resolvida em meu coração. Se tudo o que Deus faz é bom, porque Ele permitiu que eu mandasse lhe prender? Porque permitiu que você, injustamente,  ficasse dois anos atrás de uma grade?- Ah, meu rei, tudo o que Deus faz é muito bom, pois, se eu não estivesse aqui preso, estaria agora na barriga dos canibais.


E viu Deus tudo quanto fizera,
e eis que era muito bom.
Gênesis 1.31
Autor desconhecido.
Extraído do livro: Textos Selecionados, elaborado pelo
                               Instituto de Desenvolvimento do Potencial Humano - IDPH

sábado, 10 de setembro de 2011

A União em Meio as Adversidades Revela grandes Amizades



Texto: Rute 1:1-17
Há nomentos em nossas vidas que nos sentimos só em meio as dificuldades lutas e nesse momento descobrimos quais são os nossos verdadeiros amigos.
O livro de Rute conta-nos uma história de união de duas mulheres que unidas superão as dificuldades que viveram, Noemi sai da sua terra com esposo e filhos se estabelece em uma terra que não era a sua ali seus filhos casam, formam uma familia, o tempo passa o esposo morre, os filhos morrem e nesse momento resta-lhes aa noras como costume da epoca ela libera as noras para retornar para casa de seus pais, mais nesse interim Rute decide ficar com ela,
 A União em Meio as Adversidades Revela grandes Amizades,

Rute que quer dizer AMIZADE surpreende sua sogra ao decidir ficar com ela e ser naquele momento:
Um Ombro Amigo
Nos momentos de dificuldades como precisamos de um ombro amigo, 
Pessoa que está disposta a chorar conosco;
Pessoa que está disposta a secar nossas lágrima
Pessoa que está disposta a consolar nossos lamentos
Pessoa que está disposta a ouvir nosso deabafo
Pessoa que no seu silencio nos diz muito
Um ombro amigo
Rute foi osustentar de Noemi diante a adversidade vivida no momento.
Compartilhando alegrias e tristeza e declarando a ele
O seu povo é o meu povo e o seu Deus é o meu Deus, elas estavam ligadas de corpo e alma, tinham um comprometimento total, dedicando a própria vida.
Rute falou a Nooemi "Voce pode contar comigo pro que der e vier" (Parafraseando)
Diante dessa históiria como está sua vida?
Que dificuldades você está enfrentando?
Você está buscando um amigo(a) com as caracteristicas de Rute?
Talves voce não encontre entre os seus, mais a um que será amigo em todo tempo e Ele se chma Jesus o amigo verdadeiro em Tempos de Adversidade e Ele espera por ti.
Nãoé dificil encontra-lo.
É só clamar e Ele se moverá a seu favor.
Una-se a cristo e saiba que:
A União em Meio as Adversidades Revela grandes Amizades

Pastor Sebastião Luiz Chagas 

A ONÇA E A RAPOSA

Era uma vez uma onça que há muito tempo perseguia uma raposa, mas ela sempre lhe escapava.
A onça já estava cansada de ser enganada pela raposa. Assim, decidiu atraí-la para sua caverna.
Fez espalhar pela floresta a notícia de que havia morrido e deitou-se bem no meio da toca, fingindo-se de morta.
Todos os bichos vieram olhar o seu corpo, contentíssimos.
A raposa também veio, mas meio desconfiada ficou olhando de longe. E por trás dos outros animais perguntou:
- A onça já deu seus últimos suspiros?
Ninguém soube responder. E a raposa falou:
- Uma pessoa só morre de verdade depois que der seus três últimos suspiros de vida. Foi assim com a minha avó!
A onça, então, para mostrar que estava morta de verdade, suspirou três vezes.
A raposa fugiu, dando gargalhadas.

Amados, não creiais a todo espírito, mas provai se os espíritos vêm de Deus; porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo.
I João 4.1

Conto do folclore africano, com versões na Europa e América Latina.
Compilado por Couto Magalhães em 1876.
Adaptado.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

A HISTÓRIA DO PATO


Havia dois irmãos que visitavam seus avós no sítio, nas férias.
Felipe, o menino, ganhou um estilingue para brincar no mato. Praticava sempre, mas nunca conseguia acertar o alvo.
Certa tarde viu o pato de estimação da vovó... Em um impulso atirou e acabou acertando o pato na cabeça e o matou. Ele ficou chocado e triste!
Entrou em pânico e escondeu o pato morto no meio da madeira!
Beatriz, a sua irmã viu tudo mas não disse nada aos avós.
Após o almoço no dia seguinte, a avó disse: "Beatriz, vamos lavar a louça"
Mas ela disse: " Vovó, o Filipe me disse que queria ajudar na cozinha". E olhando para ele sussurrou: "Lembra do pato?" Então o Felipe lavou os pratos.
Mais tarde o vovô perguntou se as crianças queriam pescar e a vovó disse: "Desculpe, mas eu preciso que a Beatriz me ajude a fazer o jantar."
Beatriz apenas sorriu e disse, "Está bem, mas o Filipe me disse que queria ajudar hoje", e sussurrou novamente para ele, "Lembra do pato?"
Então a Beatriz foi pescar e Filipe ficou para ajudar.
Após vários dias o Filipe sempre ficava fazendo o trabalho da Beatriz até que ele, finalmente não agüentando mais, confessou para a avó que tinha matado o pato.
A vovó o abraçou e disse: "Querido, eu sei... eu estava na janela e vi tudo, mas porque eu te amo, eu te perdoei. Eu só estava me perguntando quanto tempo você iria deixar a Beatriz fazer você de escravo!"
Qualquer que seja o seu passado, ou o que você tenha feito... (mentir, enganar, seus maus hábitos, ódio, raiva, amargura, etc ).... seja o que for... você precisa saber que Deus estava na janela e viu tudo como aconteceu.
Ele conhece toda a sua vida ... Ele quer que você saiba que Ele te ama e que você já está perdoado. Ele está apenas querendo saber quanto tempo você vai deixar o diabo fazer de você um escravo.

Deus só está esperando você pedir perdão, Ele não só perdoa, mas Ele se esquece.  

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Uma história com dois extremos

De um lado, temos o Sr. Rato-de-Biblioteca. Ele não completou ainda trinta anos de idade. É muito inteligente. Já leu Calvino, Edwards, Lutero e Bavinck. Conhece Warfield e Hodge, Piper e Carson, também. Desde que aceitou o Senhor na época da faculdade, o Sr. Rato tem buscado conhecimento. Ele ouve uma dúzia de sermões por semana no seu iPod. Tem mais discernimento sobre debates teológicos da atualidade do que a maioria dos pastores. Adora conferências cristãs — as boas, consistentes. O Sr. Rato sabe tudo sobre hermenêutica, propiciação, teologia da aliança, princípio regulador, e o ordo salutis. Está até aprendendo um pouco de Grego, Hebraico e Latim já sabe um pouquinho e, se tiver tempo, vai aprender ugarit.

O Sr. Rato é inteligente, sério na sua fé, e quer servir o Senhor. Mas tem vinte e poucos anos e não é maduro. Em termos de conhecimento, está muito adiantado, mas quanto à sabedoria, está começando. Não comete pecados grosseiros, apenas pecadinhos. Na escala da verdade, não mente. É chato, quase ridículo, excessivamente franco. Não tem senso de proporções. Ele não percebe que um debate de pressuposto e evidencialista de apologética  não é tão sério como Atanásio versus Ariano. Para ele tudo é uma questão de prioridade porque não há outro tipo de assunto.

Para piorar a situação, o Sr.Rato fala demais. Considera toda conversa como um debate. Ele é teimoso. Não faz perguntas. As pessoas têm medo dele e ele não sabe por quê. A não ser aqueles que concordam totalmente com ele, não tem muitos amigos. Não pretende ser rude ou arrogante. Na verdade, ele consegue ser um cara simpático. O problema é que ele sabe tanta coisa que não consegue usar o seu conhecimento com sabedoria ou elegância.

No outro extremo está o Sr. Simples-Fé. É cristão há quarenta anos. Ora e lê a Bíblia todos os dias. Criou quatro filhos piedosos. Está casado há mais de trinta anos. É calmo, sincero e respeitado por todos. Mas não devora livros. Nunca leu muito. Lê dois a três livros por ano, e um deles deve ser um livro cristão, alguma coisa leve. O Sr. Simples tem instintos teológicos decentes. Ele sabe que a Bíblia é a verdade, que Jesus é o único caminho para Deus, que o inferno é real, e que não podemos merecer o caminho para o céu. É ortodoxo, mas além do básico é bastante ignorante e, francamente, não está muito interessado em teologia.

Portanto, qual dos dois você preferiria ter como diácono em sua igreja? O Sr. Rato é mais impressionante, mas o Sr. Simples provavelmente vai tomar decisões melhores e vai ser recebido melhor pelos membros da congregação.
Pessoalmente, eu prefiro a maturidade ultrapassando o conhecimento em vez do contrário..
                                                                         Colaboração: Pastor Abraão 

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Pós Modernidade

Nós bebemos demais, gastamos sem critérios. Dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e raramente estamos com Deus.
Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores.
Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos freqüentemente.
Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos.
Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio.
Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores.
Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos.
Aprendemos a nos apressar e não, a esperar.
Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos cada vez menos.
Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta; do homem grande, de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias.
Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados.
Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas 'mágicas'.
Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na dispensa.
Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar 'delete'.
Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão aqui para sempre.
Lembre-se dar um abraço carinhoso em seus pais, num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer.
Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira(o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame... se ame muito.
Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro.
Por isso, valorize sua família e as pessoas que estão ao seu lado, sempre.
                                                                                                                       George Carlin

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

COMO SE LIVRAR DE UM PASTOR FRACO


Um grupo de crentes procurou o pastor de uma outra igreja, numa cidade vizinha, e perguntou-lhe:
 - Pastor, estamos tentando achar um jeito diplomático de dispensar o nosso pastor. O senhor tem alguma sugestão de como podemos fazer isso sem sermos indelicados com ele? - Mas, por que vocês querem se livrar dele? - É que a nossa igreja está estagnada e infeliz. O nosso pastor não tem visão nem liderança, não sabe pregar e não é um homem de oração. 
Após refletir uns instantes, o pastor aconselhou-os a agir da seguinte maneira: a) Cada vez que ele pregar, recitem para ele os pontos do sermão, na saída do culto. Isso vai obrigá-lo a se preparar cada vez mais, pois agora ele sabe que vocês estão acompanhado atentamente as suas mensagens. b) Cada vez que ele trouxer uma nova idéia, dêem a ele todo o apoio de que a sua idéia precisa para dar certo. E faça isso com entusiasmo. Em breve a sua visão vai se abrir, pois agora ele sabe que pode "sonhar", pois tem o apoio entusiástico da igreja. c) Reunam um bom grupo de irmãos e comecem a orar por ele. Em breve ele vai estar orando com vocês e por vocês. 
- Logo, logo, assim que ele estiver pregando melhor, tiver adquirido ampla visão de ministério e vida de oração, uma grande igreja o convidará e tirará ele de vocês. 


Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.
Hebreus 13.17
Autor desconhecido.

CULTO SANTA CEIA 04/09/2011

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Semelhanças

Como nossas vidas se assemelham com as mudanças climáticas, uma hora esta tudo claro o sol brilha o ar esta alegre, declaramos de boca cheia que lindo dia e no mesmo dia o tempo muda as nuvens encobrem o sol e aquele dia que nos parece alegre torna-se triste, não vemos o brilho do sol e as trevas tomam conta, não vemos mais o horizonte, e isso me lembra  um louvor ...SE O SOL SE POR E A NOITE CHEGAR TU ÉS QUEM ME GUIA...SE A TEMPESTADE QUISER ME AFOGAR TU ES MEU ABRIGO...SE O MAR ME SUBMERGIR A SUA MÃO ME TRAZ A TONA PRA RESPIRAR E ME FAZ ANDAR SOBRE AS AGUAS...
Há momentos que tudo vai bem tudo o que fazemos prospera, mas ha momentos que só a misericórdia de Deus, os antigos costumam dizer que tudo está nublado. Queridos nesse momento de dificuldades esperamos a ação de Deus. O apóstolo Pedro estava em um barco e Jesus caminhava por sobre as águas, Pedro dirigiu-se a Jesus e ao chegar começou a afundar e nesse momento Jesus o pega pelas mãos e o guia novamente ao local seguro.
Em tempo de dificuldades o que precisamos é ser guiados por Jesus retirados do atoleiro e levados a local seguro.

Entregue os seus caminhos ao Senhor confia nele e o mais Ele fará 
(Salmos 37:5)


                                                          Pastor Sebastião Luiz Chagas

Casa arrumada é assim:


Casa arrumada é assim:
Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.
Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.
Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas...
Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo:
Aqui tem vida...
Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar.
Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha.
Sofá sem mancha?
Tapete sem fio puxado?
Mesa sem marca de copo?
Tá na cara que é casa sem festa.
E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.
Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde.
Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante, passaporte e vela de aniversário, tudo junto...
Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda. A que está sempre pronta pros amigos, filhos... netos, pros vizinhos...
E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia.
Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.

Arrume a sua casa todos os dias... Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela... E reconhecer nela o seu lugar.

                                                              Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)











quinta-feira, 1 de setembro de 2011

PROCURA-SE UMA PALAVRA


Um missionário propôs-se a traduzir o Evangelho de João para o dialeto local da tribo que estava evangelizando, porém, deparou-se com uma enorme dificuldade ao ter de encontrar uma palavra adequada para traduzir a palavra bíblica "Crer".
Continuou a fazer o seu trabalho, mas tinha que deixar um espaço em branco sempre que essa palavra particular surgia.
Então um dia um estafeta chegou ao acampamento ofegante, depois de ter percorrido uma grande distância com uma mensagem muito importante.
Depois de entregar a mensagem caiu completamente exausto numa maca. Ele balbuciou uma frase breve que parecia exprimir tanto a sua grande fadiga quanto o seu contentamento em ter encontrado um lugar delicioso para relaxar.

O missionário, que nunca antes tinha ouvido aquelas palavras, perguntou a um presente o que é que o estafeta tinha dito.
- Oh, ele está a dizer: "Cheguei ao fim de mim mesmo, por isso estou a descansar aqui!".

O missionário exclamou:
- Louvado seja Deus! É esta exatamente a expressão que preciso para a palavra crer!
Descansar em meio as dificuldades, descansar diante das lutas, confiando na ação de Deus em nossas vidas, não há maior ato de fé que este, olhando as adversidades que nos cercam nos sufocando de todos os lados e saber que há um Deus nos céus que através de sua ação pode mudar a nossa história. Aleluia!



Descansa no Senhor, e espera nele.
Provérbios 37.7
Fonte: http://www.gospelcom.net/rbc/pd/2000/Abril2000.htm
Enviado pelo colaborador: Wilson B. Vasconcelos