quinta-feira, 7 de abril de 2011

TRABALHO EM EQUIPE

Um sábio tinha três filhos jovens, inteligentes e ávidos por sabedoria. 
Certa vez, quando os três rapazes estavam discutindo sobre quais seriam os principais obstáculos ao sucesso de um trabalho coletivo, seu pai os chamou e confiou-lhes uma importante tarefa, levar ao príncipe governante três presentes. 

O primeiro levaria um vaso muito precioso. 

O segundo levaria uma corça rara. 

O terceiro levaria um bolo primoroso, receita da família. 

O trio recebeu a missão com entusiasmo, mas, no meio do caminho, começaram a discutir. 

O que levava o vaso não concordava com a maneira como o irmão puxava a corça delicada; o responsável pelo animal dava instruções ao carregador do bolo, a fim de que não tropeçasse; este, por sua vez, repreendia o portador do vaso valioso, com medo que ele o deixasse cair. 

Em dado momento, o que conduzia a corça estendeu a sua mão a fim de consertar a posição da vaso, que, premido pelas inquietações de ambos, escorregou de súbito, espatifando-se no chão. Com o choque, a corça fugiu espantada. O carregador do bolo, ao tentar deter o animal, deixou o bolo cair. 

Desapontados e irritados, os três rapazes voltam à presença do pai, apresentando cada qual a sua queixa, culpando uns aos outros pelo desastre. 

O sábio, porém, sorriu e disse-lhes: 
- Aproveitem este incidente e aprendam: O sucesso de um trabalho em equipe depende de muitas coisas:
a) Que não se perca o senso coletivo;
b) Que um não invada a área do outro, se não lhe for solicitado;
c) Que cada um faça a sua parte do melhor jeito possível;
d) Que cada um valorize, respeite e considere o trabalho do outro.




Consideremo-nos uns aos outros,
para nos estimularmos
ao amor e às boas obras.

Hebreus 10.24