segunda-feira, 17 de maio de 2010

Refletir a Luz de Cristo

Certo homem comprou uma maravilhosa caixa de jóias que o comerciante lhe afirmara, brilharia no escuro. Naquela noite ele colocou a caixa sobre a mesa e apagou as luzes. Para seu desapontamento, a caixa não brilhou no escuro. Sua esposa percebeu seu desapontamento. Na noite seguinte ela colocou a caixa sobre a mesa, como ele fizera na noite anterior. Para a delicia de ambos, a caixa brilhou com brilho excepcional. Sua esposa, então, explicou: "Você se havia esquecido de seguir as instruções que aqui se encontram: Coloque-me no sol durante o dia, que eu brilharei a noite." Não havia uma lei física pela qual a caixa pudesse irradiar uma luz que não houvesse antes absorvido. Não há também uma lei no espirito pela qual possamos irradiar a luz que há em Cristo, sem que, primeiro, a tenhamos absorvido dEle.