sexta-feira, 30 de abril de 2010

Um Judeu conversando com Deus

Homem: Deus? Deus: Sim? Homem: Eu posso lhe perguntar algo? Deus: Claro ! Homem: O que é um milhão de anos é para você? Deus: Um segundo. Homem: E um milhão de dólares? Deus: Um centavo. Homem: Deus, você pode me dar um centavo? Deus: Espere um segundo. .

PEGADAS NA AREIA

"Uma noite tive um sonho... Sonhei que estava andando na praia com o Senhor, e através do céu, passavam-se cenas da minha vida. Para cada cena que se passava, percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia, um era o meu e o outro era do Senhor. Quando a última cena da minha vida passou diante de nós, olhei para trás, para as pegadas na areia, e notei que muitas vezes no caminho da minha vida havia apenas um par de pegadas na areia. Notei, também, que isso aconteceu nos momentos mais difíceis e angustiados do meu viver. Isso aborreceu-me muito, e perguntei ao Senhor: "Senhor, Tu me dissestes que, uma vez que eu resolvi Te seguir, Tu andarias sempre comigo, todo o caminho, mas notei que durante as maiores tribulações do meu viver havia na areia dos caminhos da vida apenas um par de pegadas. Não compreendo por que nas horas que eu mais necessitava de Ti, Tu me deixastes ". O Senhor me respondeu: "Meu precioso filho, Eu te amo e jamais te deixaria nas horas de tua prova e do teu sofrimento. Quando vistes na areia apenas um par de pegadas, foi exatamente aí que Eu te carreguei nos braços..."

quinta-feira, 29 de abril de 2010

A CORRIDA DOS SAPINHOS

Era uma vez, uma corrida de sapinhos. O objetivo era atingir o alto de uma grande torre. Havia no local uma grande multidão assistindo. Muita gente para vibrar e torcer por eles. Começou a competição. Mas como a multidão não acreditava que os sapinhos pudessem alcançar o alto daquela torre, o que mais se ouvia era: "Que pena!!! Esses sapinhos não vão conseguir. Não vão conseguir." E os sapinhos começaram a desistir. Mas havia um que persistia e continuava a corrida, em busca do topo. A multidão continuava gritando: Pena!!! "Vocês não vão conseguir". E os sapinhos estavam mesmo desistindo um por um, menos aquele sapinho que continuava tranqüilo, embora arfante. Ao final da competição, todos desistiram, menos ele. A curiosidade tomou conta de todos. Queriam saber o que tinha acontecido. E assim, quando foram perguntar ao sapinho como ele havia conseguido concluir a prova, descobriram que ele era surdo... Não permita que pessoas com o péssimo hábito de serem negativas, derrubem as melhores e mais sábias esperanças de seu coração. Lembre-se sempre: Há poder em nossas palavras e em tudo o que pensamos! Seja positivo!!!

CONGREGAÇÃO EM SANTO AGOSTINHO CULTO DE QUARTA-FEIRA /DEUS TEM ABENÇOADO TREMENDAMENTE

SHALOM QUERIDOS RECEBEMOS NO DIA DE ONTEM NO CULTO EM SANTO AGOSTINHO O IRMÃO ALEXANDRE MEMBRO DA IGREJA METODISTA EM BARRA MANSA, O IRMÃO ALEXANDRE É TIO DA IRMÃ DEBORA E FOI UMA BENÇÃO EM PODER VER MAIS UM MILAGRE DA TRANSFORMAÇÃO OPERADO PELO NOSSO DEUS. FOI UMA BENÇÃO.

terça-feira, 27 de abril de 2010

A GOIABEIRA E O MAMOEIRO.

Outro dia, numa desses finais de tardes de verão, o tempo se fechou, tudo se escureceu e o vento inundou o quintal, bem como o quarto, onde eu deitado, apreciava aquela cena pela janela. No quintal havia duas árvores: um mamoeiro e uma goiabeira. Eu observava com atenção o quanto o vento balançava de forma diferente estas árvores,especialmente porque numa das pontas dos galhos da goiabeira, uma rolinha tinha feito o seu ninho, e agora estava ela ali, apesar de toda aquela ventania, onde os galhos se dobravam em todas as direções com incrível força, ela "descansava", firme naquilo que havia construído. No mamoeiro, apenas as suas folhas, balançavam, pois o seu caule grosso, permanecia ereto, rijo, talvez orgulhoso por não se dobrar diante da força do vento. Quando acordei no dia seguinte, manhã de sol bonita que Deus havia me dado, o mamoeiro estava no chão, o seu caule apesar de grosso, se rompeu e quebrou-se. A goiabeira estava lá, intacta, abrigando a rolinha que sabiamente havia construído o seu ninho em sua ramagem. Irmãos ... pude tirar algumas lições deste quadro, que com certeza, são as maravilhas da natureza, mostrando a glória, a sabedoria e a vontade de Deus em nossas vidas. (Sl 19- 2 a 4 ). Nunca vi quaisquer aves fazer ninho em pé de mamão... (Lucas 7-25) . Deus fez as aves, que sem entendimento, edificam sempre em lugares seguros. Onde está sendo construída a sua casa? Na Rocha ou na Areia? Davi, no Salmo 138 declara que " Deus atenta para o humilde, mas o soberbo Ele o conhece de longe". Quantas vezes temos sido mamoeiros ... como???  Irredutíveis em nossas posições.  Não reconhecendo os nossos erros.  Não sabendo pedir desculpas e perdão.  Permanecendo no pecado que nos agrada, mesmo tendo convicção dele. Em outras palavras ... não temos nos dobrado quando não reconhecemos nossos erros para com o próximo, sendo então altivos e orgulhosos, ou mesmo estando certos, não procuramos o nosso próximo para pedir perdão e reconciliarmos. Fil 2-3. Não temos nos dobrado, quando não reconhecemos, quando não aceitamos e quando não buscamos a soberana e perfeita vontade de Deus, como princípio básico para o nosso viver ... Deleito-me em fazer a tua vontade - Salmo 40-8. Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor ... para que experimentemos qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus ... Os 6-3, Rm 12- 2. JOEL GONÇALVES DE SOUZA Jogons@bol.com.br

A CARTA

Era uma vez um rapaz que ia muito na escola. Suas notas e o comportamento eram uma decepção para seus pais que, como bons cristãos, sonhavam em vê-lo formado e bem sucedido. UM BELO DIA, O BOM PAI LHE PROPÔS UM ACORDO: - Se você, meu filho, mudar o comportamento, se dedicar aos estudos e conseguir ser aprovado no vestibular para a Faculdade de Medicina, lhe darei então um carro de presente. Por causa de carro, o rapaz mudou da água para o vinho. Passou a estudar como nunca e a ter um comportamento exemplar. O pai estava feliz, mas tinha uma preocupação. Sabia que a mudança do Rapaz não era fruto de uma conversão sincera, mas apenas do interesse em obter o automóvel. Isso era mau ! O rapaz seguia os estudos e aguardava o resultado de seus esforços. Assim, o grande dia chegou ! Fora aprovado para o curso de Medicina. Como havia prometido, o pai convidou a família e os amigos para uma festa de comemoração. O rapaz tinha por certo que na festa o pai lhe daria o automóvel. Quando pediu a palavra, o pai elogiou o resultado obtido pelo filho e lhe passou às mãos uma caixa de presente, Crendo que ali estavam as chaves do carro, o rapaz abriu emocionado o pacote. Para sua surpresa era uma BÍBLIA. O rapaz ficou visivelmente decepcionado e nada disse. A partir daquele dia, o silencio e distancia separavam pai e filho. O jovem se sentia traído e, agora, lutava para ser independente. Deixou a casa dos pais e foi morar no Campus da Universidade. Raramente mandava notícias à família. O tempo passou, ele se formou conseguiu um emprego em um bom hospital e se esqueceu completamente do pai. Todas as tentativas do pai para reatar os laços foram em vão. Até que um dia o velho, muito triste com a situação, adoeceu e não resistiu. FALECEU... No enterro, a mãe entregou ao filho, indiferente, a BÍBLIA que tinha sido o último presente do pai e que havia sido deixada para trás. De volta à sua casa, o rapaz, que nunca perdoara o pai, quando colocou o livro numa estante, notou que havia um envelope dentro Dele. Ao abri-lo, encontrou uma carta e um cheque. A CARTA DIZIA: "Meu querido filho, sei o quanto você deseja ter um carro Eu prometi e aqui está o cheque para que você escolha aquele que mais lhe agradar. No entanto, fiz questão de lhe dar um presente ainda melhor: A BÍBLIA SAGRADA. Nela aprenderás o AMOR A DEUS e a fazer o bem, não pelo prazer da recompensa, mas pela gratidão e pelo dever de consciência". Corroído de remorso, o filho caiu em profundo pranto. E A CARTA FINALIZAVA ASSIM: "Como é triste a vida dos que não sabem perdoar. Isso leva a erros terríveis e a um fim ainda pior. Antes que seja tarde, perdoe aquele a quem você pensa ter lhe feito mal. Talvez se olhar com cuidado, vai ver que há também um cheque escondido". I Corintios 13 "Eu poderia falar todas as línguas que são faladas na terra e até no céu, mas, se não tivesse amor, as minhas palavras seriam como o som de um gongo ou como o barulho de um sino. Poderia ter o dom de anunciar mensagens de Deus, ter todo o conhecimento, entender todos os segredos e ter tanta fé, que até poderia tirar as montanhas dos seus lugares, mas, se não tivesse amor, eu não seria nada. Poderia dar tudo o que tenho e até mesmo entregar o meu corpo para ser queimado, mas, se eu não tivesse amor, isso não me adiantaria nada. Quem ama é paciente e bondoso. Quem ama não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso. Quem ama não é grosseiro nem egoísta; não fica irritado, nem guarda mágoas. Quem ama não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo. Quem ama nunca desiste, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência. O amor é eterno. Existem mensagens espirituais, porém elas durarão pouco. Existe o dom de falar em línguas estranhas, mas acabará logo. Existe o conhecimento, mas também terminará. Pois os nossos dons de conhecimento e as nossas mensagens espirituais são imperfeitos. Mas, quando vier o que é perfeito, então o que é imperfeito desaparecerá. Quando eu era criança, falava como criança, sentia como criança e pensava como criança. Agora que sou adulto, parei de agir como criança. O que agora vemos é como uma imagem imperfeita num espelho embaçado, mas depois veremos face a face. Agora o meu conhecimento é imperfeito, mas depois conhecerei perfeitamente, assim como sou conhecido por Deus. Portanto, agora existem estas três coisas: a fé, a esperança e o amor. Porém a maior delas é o amor."

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Põe Em Ordem a Tua Casa

Naqueles dias adoeceu Ezequias mortalmente; e o profeta Isaías, filho de Amós, veio a ele e lhe disse: Assim diz o SENHOR: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás, e não viverás. Então virou o rosto para a parede, e orou ao SENHOR, dizendo: Ah, SENHOR! Suplico-te lembrar de que andei diante de ti em verdade, com o coração perfeito, e fiz o que era bom aos teus olhos. E chorou Ezequias muitíssimo. Sucedeu, pois, que, não havendo Isaías ainda saído do meio do pátio, veio a ele a palavra do SENHOR dizendo: Volta, e dize a Ezequias, capitão do meu povo: Assim diz o SENHOR, o Deus de Davi, teu pai: Ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas; eis que eu te sararei; ao terceiro dia subirás à casa do SENHOR. A momentos na vida do homem que as coisas não vão bem, nada que se faça parece estar dando certo e muitos até crêem que Deus o abandonou, são momentos em que o homem mais espera é ouvir a voz de Deus, o texto de Reis conta a história de Ezequias que segundo a palavra é acometido de uma grave enfermidade, estava passando por uma grande desafio pois a enfermidade era mortal e nesse momento ele recebe uma visita, melhor que a de qualquer médico, ele recebe a visita do homem de Deus. Quando nos deparamos com um homem ou uma mulher de Deus profeta, naturalmente cria-se uma expectativa em receber algo que conforte o nosso coração e creio que o Rei Ezequias também nutriu uma expectativa em seu coração, creio que ele esperava o conforto de Deus em um momento tão difícil em sua vida. O profeta Isaías adentra ao palácio vai a presença do Rei e diz: "Assim diz o SENHOR: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás, e não viverás". Creio que o Rei esperava do profeta outra palavra, mais profeta não fala o que queremos ouvir mais sim o que Deus quer falar e nesse caso a palavra de Deus foi dura para com o Rei. Você tem parado para pensar nas palavras que tem sido entregue a você, será que são palavras saídas da boca de verdadeiros profetas, homens verdadeiramente de Deus, que falam o que Deus manda e não o que vai agradar o coração e quando a palavra vem sendo ela dura qual tem sido a sua reação, tem dado crédito a palavra do profeta ou você é daqueles que quando recebe uma palavra dura é porque o irmão está na carne. Olhando para a reação de Ezequias posso dizer que temos muito a aprender, ele não se desesperou, não saiu aos gritos, não falou que o profeta estava na carne, não mandou prender ou matar o profeta, ele foi alem de qualquer reação natural, reagiu como quem tem intimidade com Deus,"Então virou o rosto para a parede, e orou ao SENHOR", oração ele pegou a chave de entrada ante a presença de Deus, foi falar com quem enviou a mensagem, tomou as vestes da humildade, não de palavras vãs, mais das palavras que brotavam do fundo da alma, palavras que saem pela boca, mais que também descem pelos olhos em forma de lágrimas. Ezequias moveu os céus em seu favor, PRECISAMOS A APRENDER A MOVER OS CÉUS A NOSSO FAVOR. Em sua oração curta simples, "Ah, SENHOR! Suplico-te lembrar de que andei diante de ti em verdade, com o coração perfeito, e fiz o que era bom aos teus olhos".Oração de quem tem crédito com Deus, oração de quem produziu frutos,lembra-te Senhor, o que temos feito que podemos pedir a Deus para lembrar, queremos mover o céu a nosso favor mais não fazemos nada para que isso aconteça.Como receber o favor de Deus? Deus ouviu Ezequias, mandou o profeta voltar e concede a ele mais quinze anos de vida. Deus está pronto para ouvir nossas orações mais Ele espera que venhamos a colocar nossa casa em ordem, tirar o que não agrada ao Pai, buscar uma vida de santidade e separação diante de Deus,fugindo dos embaraços e do pecado, buscar ter crédito com Deus, fazer uma recarga em nossa comunicação com Deus retomar projetos que deixamos pela metade, recebendo dEle um tempo maior de vida. Que Deus Abençoe sua Semana

domingo, 25 de abril de 2010

Culto Direção de Adolescentes em Vila Ursulino

NO DIA 25 FOI NOS DADA A OPROTUNIDADE DE MINISTRAR PARA OS IRMÃOS EM VILA URSULINO, ACOMPANHADOS DO EVANG. ANTONIO E IRMÃ GRAZIELE DA IEC AGUA DA VIDA, ONDE O REVERENDO DOMINGOS SAVIO E SUA ESPOSA HELENICE NOS ACOLHEU JUNTO COM O LINDO REBANHO QUE DEUS OS TEM CONCEDIDO PASTOREAR EM V.U. TIVEMOS UM MOMENTO DE ADORAÇÃO LOUVOR E COMUNHÃO. QUE DEUS CONTINUE A ABENÇOAR O PASTOR E OS AMADOS IRMÃOS EM VILA URSULINO.

ELEIÇÃO AMEOVALE

Pastor Robsom Pastor Gersom Moura Martins DEPOIS DE ANOS DE DEDICAÇÃO E UM BELO TRABALHO DESENVOLVIDO NA REGIÃO O REVERENDO GERSOM MOURA MARTINS, PASSA A PRESIDENCIA DA AMEOVALE, ASSUMINDO O REVERENDO ROBSOM, PASTOR DA IGREJA CONGREGACIONAL EM CRUZEIRO. A ELEIÇÃO FOI REALIZADA NESSE DOMINGO EM PASSA TRES NO ACAMPAMENTO DO AMOBRE, EM CLIMA DE GRANDE INDECISÃO A CERCA DE QUEM DEVERIA ASSUMIR A PRESIDENCIA, TENDO EM VISTA A NESSECIDADE DE SAÍDA(A PEDIDO DO PRÓPRIO PASTOR),ENTÃO PRESIDENTE PASTOR GERSOM. O QUE MAIS SE OUVIA ENTRE OS POSSIVEIS CANDITADOS É QUE: "SERIA IMPOSSIVEL DESENVOLVER UM TRABALHO NO NIVEL DO DESENVOLVIDO PELO PASTOR GERSOM". DEUS SEMPRE QUER O MELHOR PARA SUA OBRA E PARTICULARMENTE ENTRE OS PRESENTES COM A SAÍDA DO PASTOR GERSOM A ESCOLHA DO REVERENDO ROBSOM FOI A MELHOR, PASTOR DE UMA IGREJA EM GRANDE CRESCIMENTO NA REGIÃO, MENTE E ENTENDIMENTO RENOVADO PARA A OBRA, TEM UM TRABALHO RECONHEDIDO, HOMEM DE CARATER IRRETOCADO E CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTO TEM UM MINISTÉRIO EM ASCENÇÃO. QUE DEUS O ABENÇOE EM SUA GESTÃO E QUE A FAMILIA AMEOVALE CONTINUE UNIDA SEGUINDO FIRME OS PROPÓSITOS DE DEUS.

sábado, 24 de abril de 2010

O SEGREDO DO RELÓGIO

O colégio onde eu estudava, ainda menino, costumava encerrar o ano letivo com um espetáculo teatral. Eu adorava aquilo, porém nunca fora convidado para participar, o que me trazia uma secreta mágoa. Quando fiz onze anos avisaram-me que, finalmente, ia ter um papel para representar. Fiquei felicíssima, mas esse estado de espírito durou pouco: escolheram um colega meu para o desempenho principal. A mim coube uma ponta, de pouca importância. Minha decepção foi imensa. Voltei para casa em pranto. Mamãe quis saber o que se passava e ouviu toda a minha história, entre lágrimas e soluços. Sem nada dizer ela foi buscar o bonito relógio de bolso de papai e colocou-o em minhas mãos e perguntou: - O quê eu coloquei em suas mãos, filha? - O relógio de ouro do papai, respondi. Em seguida, mamãe abriu a parte traseira do relógio, desvendando seu mecanismo para mim, e perguntou: - O quê você está vendo aí atrás do relógio do papai? - Ora, mamãe, aí dentro tem um monte de rodinhas e parafusos. - E o quê é mais importante, a parte da frente ou a parte de trás do relógio? - As duas - respondi prontamente. Mamãe me surpreendia, pois aquilo nada tinha a ver com o motivo do meu aborrecimento. Entretanto, calmamente ela prosseguiu: - Este relógio tão bonito, seria absolutamente inútil se nele faltasse qualquer parte, se tivesse a parte da frente sem a detrás ou a de trás sem a da frente. Mesmo a mais insignificante das rodinhas ou o menor dos parafusos, por mais escondido que esteja, é essencial ao seu bom funcionamento. Nós nos entrefitamos e, no seu olhar calmo e amoroso, eu compreendi tudo o que ele queria me dizer, sem que precisasse dizer mais nada. Embora muitos,somos um só corpo em Cristo. Romanos 12.5

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Três Pequenas Árvores

Havia, numa cidade da Ásia Menor, três pequenas árvores que sonhavam o que seriam depois de grandes. A primeira, olhando as estrela, disse: - Eu quero ser o baú mais precioso do mundo, cheio de tesouros. Para tal, até me disponho a ser cortada. A segunda olhou para o riacho e suspirou: - Eu quero ser um grande navio para transportar reis e rainhas. A terceira olhou o vale e disse: - Quero ficar aqui no alto da montanha e crescer tanto, que as pessoas, ao olharem para mim, levantem seus olhos e pensem e Deus. Muitos anos se passaram e um dia vieram lenhadores e cortaram as três árvores, todas ansiosas em serem transformadas naquilo que sonharam. Mas lenhadores nem sempre costumam ouvir e nem entender sonhos... Que pena! A primeira árvore acabou sendo transformada num coxo de animais, coberto de feno. A segunda virou um simples e pequeno barco de pesca, carregando pessoas e peixes todos os dias. E a terceira, mesmo sonhando em ficar no alto da montanha, acabou cortada em grossas vigas e colocada de lado num depósito. E todas as três se perguntavam desiludidas e tristes: - Por quê isso? Mas, numa certa noite, cheia de luz e de estrelas, onde havia mil melodias no ar, uma jovem mulher colocou seu neném recém-nascido naquele coxo de animais. E de repente. A primeira árvore percebeu que continha o maior tesouro do mundo. A segunda árvore, anos mais tarde, acabou transportando um homem que acabou dormindo no barco, mas quando a tempestade quase afundou o pequeno barco, o homem levantou e disse ao mar revolto: “Sossegai”. E num relance, a Segunda árvore entendeu que estava carregando o Rei dos Céus e da Terra. Tempos mais tarde, numa sexta-feira, a terceira árvore espantou-se quando suas vigas foram unidas em forma de cruz e um homem pregado nela fora condenado à morte, mesmo sendo um inocente. Logo, sentiu-se horrível e cruel, mas no Domingo o mundo vibrou de alegria, e a terceira árvore entendeu que nela havia sido pregado um homem para salvação da humanidade, e que as pessoas sempre se lembrariam de Deus e de Seu Filho Jesus Cristo ao olharem para ela. Todos nós podemos dirigir a Deus as preces mais diversas. No entanto, todos precisamos saber esperar e buscar compreender as respostas de Deus. Autor desconhecido.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

TENTAÇÕES DE UM PASTOR RENOVADO E O RANÇO DE UM PASTOR VELHO

Não existe título mais honroso do que o de homem de Deus. De acordo com as Escrituras, não é qualquer pessoa que faz jus a ele. O livro de I Reis, no capítulo 13, relata a experiência de um homem de Deus, oriundo de Judá e que teve o ápice de seu ministério em Betel, nos dias do rei Jeroboão I, de Israel, que tornara o lugar num terrível centro de idolatria. O autor de I Reis não declara o nome do profeta, porém, em trinta e dois versículos do capítulo 13, faz quinze referências a ele como homem de Deus. Verdadeiros homens de Deus não se preocupam com o sucesso para seus nomes, mas que o Nome de Deus seja engrandecido. Deus quer usa-lo como homem de Deus! Homens de Deus são obedientes, ousados e corajosos. O Senhor enviou seu profeta de Judá com ordens muito específicas para profetizar contra o altar de Betel. Sua missão foi bem sucedida e causou tremendo impacto na vida do rei e do povo do lugar. Deus utiliza homens de Deus para realizar grandes feitos. Porém, o profeta de Judá caiu numa cilada e desobedeceu as ordens do Senhor. Exatamente no verso 19, quando desobedecia ao comando do Senhor, ocorre a única referência ao profeta como um simples homem. A desobediência reprime a ação do sobrenatural. Todo pastor renovado precisa cuidar-se! O rei Jeroboão ofereceu recompensas ao profeta, mas este recusou (vs. 7,8). O auxiliar do profeta Elizeu não resistiu a esta tentação, caiu em pecado e herdou a lepra de Naamã (IIRs 5:20). Paulo e Barnabé quase que foram adorados em Listra, como Júpiter e Mercúrio. Sendo homens de Deus, recusaram-se prontamente e pagaram um preço por isso (Atos 14). O texto de I Reis 13 descreve bem como um pastor usado por Deus pode ser tentado a perder o rumo. O sucesso pode embriagar a alma! Todo homem de Deus precisa precaver-se contra o espírito de engano. I Reis 13 conta do profeta velho que enganou o homem de Deus. Que Deus tenha misericórdia dos profetas velhos! Qual a diferença de “velho” e “antigo”? Um profeta velho é alguém que perdeu toda capacidade profética, está sucateado, execrado das funções, sem autoridade profética. Daniel exerceu seu ministério profético até a longevidade e Moisés, até os 120 anos de idade, mas nunca foram profetas velhos! Cuidado com os profetas velhos! São profetas que se deixam usar pelo espírito de engano. Estão fora de combate, mas prezam pelas aparências. O profeta velho de I Reis 13 não poupou esforços para subir em sua montaria, procurar o homem de Deus e mentindo, traze-lo para sua casa. Interessante que a velhice do profeta velho não o impedia de cavalgar, mas de profetizar. Profetas velhos gostam de prestígio, dos melhores lugares, de serem vistos pelos homens. Concluo esta mensagem afirmando que há dois caminhos para se escolher no ministério pastoral: o de homem de Deus ou o de profeta velho. Homens de Deus são renovados pelo Senhor, obedientes, ousados e corajosos. Opte por este caminho. http://www.pregaapalavra.com.br

quarta-feira, 21 de abril de 2010

O Quadro

Um homem havia pintado um lindo quadro. No dia de apresentá-lo ao público, convidou todo mundo para vê-lo. Compareceram as autoridades do local, fotógrafos, jornalistas, e muita gente importante, pois o pintor era muito famoso e um grande artista. Chegado o momento, tirou-se o pano que velava o quadro. Houve caloroso aplauso. Que maravilha ....... Era uma impressionante figura de Jesus batendo suavemente à porta de uma casa. O Cristo ..... parecia .....vivo....... Com o ouvido junto à porta, Ele parecia querer ouvir se lá dentro ... alguém ...respondia. Houve discursos e elogios..... Todos admiravam aquela obra de arte. Um observador curioso porém, achou uma falha no quadro: A porta não tinha fechadura. E foi perguntar ao artista: -Sua porta não tem fechadura! Como se fará para abri-la? -É assim mesmo - respondeu o pintor -Esta é a porta do coração do Homem...... Só se abre do lado de dentro.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Eu posso fazer mais que isso!

Eu posso fazer mais que isso! A mãe, com apenas 26 anos, parou ao lado do leito de seu filhinho de 6 anos, que estava morrendo de leucemia. Embora o coração dela estive pleno de tristeza e angústia, ela também tinha um forte sentimento de determinação. Como qualquer outra mãe, ela gostaria que seu filho crescesse e realizasse seus sonhos. Agora, isso não seria mais possível, por causa da leucemia terminal. Mas, mesmo assim, ela ainda queria que o sonho de seu filho se transformasse realidade. Ela tomou a mão de seu filho e perguntou: "Billy, você alguma vez já pensou o que você gostaria de ser quando crescer?Você já sonhou o que gostaria de fazer com sua vida?""Mamãe, eu sempre quis ser um bombeiro quando eu crescer." A mãe sorriu e disse:" Vamos ver se podemos transformar esse sonho em realidade."Mais tarde, naquele mesmo dia, ela foi ao corpo de bombeiros local, na cidade de Phoenix, Arizona, onde se encontrou com um bombeiro de enorme coração, chamado Bob. Ela explicou a situação de seu filho, seu último desejo e perguntou se seria possível dar ao seu filhinho de seis anos uma volta no carro dos bombeiros em torno do quarteirão. O bombeiro Bob disse: "Veja, NÓS PODEMOS FAZER MAIS QUE ISSO! Se você estiver com seu filho pronto às sete horas da manhã, na próxima quarta-feira, nós o faremos um bombeiro honorário por todo o dia. Ele poderá vir para o quartel,comer conosco, sair para atender as chamadas de incêndio!""E se você nos der as medidas dele,nós conseguiremos um uniforme verdadeiro para ele, com chapéu, com o emblema de nosso batalhão,um casaco amarelo igual ao que vestimos e botas também. Eles são todos confeccionados aqui mesmo na cidade e conseguiremos eles rapidamente." Três dias depois, o bombeiro Bob pegou o garoto, vestiu-o em seu uniforme de bombeiro e escoltou-o do leito do hospital até o caminhão dos bombeiros. Billy ficou sentado na parte de trás do caminhão, e foi levado até o quartel central. Ele estava no céu. Ocorreram três chamados naquele dia na cidade e Billy acompanhou todos os três. Em cada chamada ele foi em veículos diferentes: no caminhão tanque, na van dos paramédicos e até no carro especial do chefe do corpo de bombeiros. Ele também foi filmado pelo programa de televisão local. Tendo seu sonho realizado, todo o amor e atenção que foram dispensadas a ele acabaram por tocar Billy, tão profundamente que ele viveu três meses mais que todos os médicos haviam previsto.Uma noite, todas as suas funções vitais começaram a cair dramaticamente e a enfermeira-chefe, que acreditava no conceito de que ninguém deveria morrer sozinho, começou a chamar ao hospital toda a família. Então, ela lembrou do dia que Billy tinha passado como um bombeiro, e ligou para o chefe e perguntou se seria possível enviar algum bombeiro para o hospital naquele momento de passagem, para ficar com Billy. O chefe dos bombeiros respondeu: "NÓS PODEMOS FAZER MAIS QUE ISSO! Nós estaremos aí em cinco minutos. E faça-me um favor? Quando você ouvir as sirenes e ver as luzes de nossos carros, avise no sistema de som que não se trata de um incêndio. É apenas o corpo de bombeiros vindo visitar, mais uma vez, um de seus mais distintos integrantes. E você poderia abrir a janela do quarto dele? Obrigado!" >> Cinco minutos depois, uma van e um caminhão com escada Magirus chegaram no hospital, estenderam a escada até o andar onde estava o garoto e 16 bombeiros subiram pela escada até o quarto de Billy. Com a permissão da mãe, eles o abraçaram e seguraram e falaram para ele o quanto eles o amavam. Com um sopro final, Billy olhou para o chefe e perguntou: "Chefe, eu sou mesmo um bombeiro?" "Billy, você é um dos melhores"- disse o chefe. Com estas palavras, Billy sorriu e fechou seus olhos pela última vez. E você, diante do pedido de seus amigos, filhos e parentes, tem respondido "EU POSSO FAZER MAIS QUE ISSO!" Reflita se sua vida tem sido em serviço ao próximo, e tome uma decisão hoje mesmo. (Está história é verídica). Se você esta vivo, aliás: Você já viveu hoje?

Posicionamento

Posicionamento "Ora, estando Josué perto de Jericó, levantou os olhos, e olhou; e eis que estava em pé diante dele um homem que tinha na mão uma espada nua. Chegou-se Josué a ele, e perguntou-lhe: És tu por nós, ou pelos nossos adversários?" (Js 5:13) Desde os tempos de Josué, e isso já foi lá por 1400aC, não há posicionamento coluna do meio, como na brasileiríssima loteria esportiva... No Reino de Deus, ou se é por Deus, ou pelos seus inimigos. A Bíblia toda condena a posição intermediária, até no Apocalipse, aonde os mornos recebem a promessa de que serão vomitados, e o Senhor chega a dizer "quem dera fosseis frios". Tentar ficar no meio do caminho é ter duas caras, é bancar o falso com Deus e falso com o mundo; é ter uma atitude na presença do corpo de Cristo (a igreja local) e outra atitude e outro caráter fora; é passar o culto pensando no dia seguinte, no trabalho, na vida; é não ter Jesus Cristo como dono de fato da sua vida; é fazer as pessoas pensarem que tem Cristo por conveniência, mas não ter; é orar sem crer; é fazer de conta de uma coisa que não se é. Quem não luta por Jesus luta contra, não apenas não ajuda, mas luta contra. O próprio Senhor disse que quem com Ele não ajuntasse espalharia. Eu costumo dizer que nem precisa ser muito do diabo, basta não ser de Jesus. Tudo está sentenciado. Para quem ainda acha que pode enganar-se a si mesmo e a Deus com uma falsa religiosidade, do tipo que vai no culto para bater cartão-ponto diante do Senhor, e na saída pensa (embora não fale) "adeus, Jesus, agora fique aqui que eu vou para casa tocar minha vida", para quem pensa que Deus é como um de nós ou como o seu pastor, deixe que te avise: é tu por nós ou pelos nossos adversários? O homem que Josué viu estava em pé, e isso simboliza prontidão para batalha, disposição, valentia, e principalmente vigor e ânimo. Tinha nas mãos uma espada nua, ou seja, fora da bainha, pronta para o corte, e não se cortava queijo com espadas naquela época, cortava-se cabeças. Este homem era um guerreiro, e estava em todos os sentidos pronto para a batalha que fosse necessária enfrentar. Isto mais o contexto de conquista de território que cercava a cena em questão, nos posiciona claramente em um quadro onde quem não mata morre. Nossa vida hoje tem um cenário de fundo um pouco diferente, mas a mensagem central é a mesma: ou somos do Senhor, ou dos seus adversários. Nossa guerra hoje, diz a Palavra, não é contra carne ou sangue, mas continua sendo tão guerra quanto. Não tenho nenhuma razão para crer que seja diferente, exceto pela aparência notoriamente transformada, especialmente no que se refere ao posicionamento. Ou se é do Senhor ... Estar com o Senhor não é tão banal como alguns fazem parecer, nem tão doloroso quanto outros dizem. É apenas viver uma vida autêntica, genuína, expontânea, com estilo claro e definido a favor das coisas espirituais, demonstrando transformação diária de caráter, onde as pessoas ao redor possam perceber as marcas da presença e da atuação do Espírito Santo de Deus. É viver derramando frutos do Espírito, em amor. É parecer com Cristo. Qualquer coisa menos do que isso, é não ser por Deus... Oração: "Pai querido, tenha misericórdia de mim. Eu preciso ser por ti, e quero ser por ti. Não permita que eu me desvie, cooperando com o adversário."

domingo, 18 de abril de 2010

Não Esqueça o Principal

Conta a lenda que certa mulher pobre com uma criança no colo, passando diante de uma caverna escutou uma voz misteriosa que lá dentro lhe dizia: Entre e apanhe tudo o que você desejar, mas não se esqueça do principal. Lembre-se, porém, de uma coisa: Depois que você sair, a porta se fechará para sempre. Portanto, aproveite a oportunidade, mas não se esqueça do principal...." A mulher entrou na caverna e encontrou muitas riquezas. Fascinada pelo ouro e pelas jóias, pois a criança no chão e começou a juntar, ansiosamente, tudo o que podia no seu avental. A voz misteriosa falou novamente: "Você agora só tem oito minutos." Esgotados os oito minutos, a mulher carregada de ouro e pedras preciosas, correu para fora da caverna e a porta de fechou... Lembrou-se, então, que a criança lá ficara e a porta estava fechada para sempre! A riqueza durou pouco e o desespero, sempre. O mesmo acontece, às vezes, conosco. Temos uns oitenta anos para viver, neste mundo, e uma voz sempre nos adverte: "Não se esqueça do principal!" E o principal são os valores espirituais, a oração, a vigilância, a vida! Mas a ganância, a riqueza, os prazeres materiais nos fascinam tanto que o principal vai ficando sempre de lado... Assim, esgotamos o nosso tempo aqui, e deixamos de lado o essencial: "Os tesouros da alma!" Que jamais nos esqueçamos que a vida, neste mundo, passa breve e que a morte chega de inesperado. E quando a porta desta vida se fechar para nós, de nada valerão as lamentações. Portanto, que jamais esqueçamos do principal!

sábado, 17 de abril de 2010

A Vaquinha

A Vaquinha Um mestre da sabedoria passeava por uma floresta com seu discípulo quando avistou ao longe um sítio de aparência pobre e resolveu fazer uma breve visita. Durante o percurso ele falou ao aprendiz sobre a importância das visitas e as oportunidades de aprendizado que temos também com as pessoas que mal conhecemos. Chegando ao sítio constatou a pobreza do lugar sem calçamento, a casa de madeira, os moradores, um casal, três filhos vestidos com roupas rasgadas e sujas então se aproximou do senhor, aparentemente o pai da família, e perguntou: " Neste lugar não há sinais de comércio e de trabalho, como o senhor e a sua família sobrevivem aqui?" Ao que o senhor respondeu: "Meu amigo, nós temos uma vaquinha que nos dá vários litros de leite todos os dias. Uma parte desse produto nós vendemos ou trocamos na cidade vizinha por outros gêneros de alimentos e a outra parte nós produzimos queijo, coalhada, etc. para o nosso consumo e assim vamos sobrevivendo." O sábio agradeceu a informação, contemplou o lugar por uns momentos, depois se despediu e foi embora. No meio do caminho voltou ao seu fiel discípulo e ordenou: "Aprendiz, pegue a vaquinha, leve-a ao precipício ali na frente e empurre-a, jogue-a lá em baixo" O Jovem arregalou os olhos espantado e questionou o mestre sobre o fato da vaquinha ser o único meio de sobrevivência daquela família, mas como percebeu o silêncio absoluto do seu mestre foi cumprir a ordem. Assim empurrou a vaquinha morro abaixo e a viu morrer. Aquela cena ficou marcada na memória daquele jovem durante alguns anos, e um belo dia ele resolveu largar tudo o que havia aprendido e voltar naquele mesmo lugar e contar àquela família, pedir perdão e ajudá-los. Assim fez, e quando se aproximava do local avistou um sítio muito bonito, com árvores floridas, todo murado, com carro na garagem e algumas crianças brincando no jardim. Ficou triste e desesperado imaginando que aquela família tivera que vender o sítio para sobreviver "apertou" o passo e chegando lá logo foi recebido por um caseiro muito simpático e perguntou sobre a família que ali morava há uns quatro anos e o caseiro respondeu: "Continuam morando aqui." Espantado ele entrou correndo na casa e viu que era mesmo a família que visitara antes com o mestre. Elogiou o local e perguntou ao senhor (o dono da vaquinha): "Como o senhor melhorou este sítio e está muito bem de vida??????" O senhor entusiasmado respondeu: “Nós tínhamos uma vaquinha que caiu no precipício e morreu, daí em diante tivemos que fazer outras coisas e desenvolver habilidades que nem sabíamos que tínhamos. Assim, alcançamos o sucesso que seus olhos vislumbram agora!!" PONTO DE REFLEXÃO: Todos nós temos uma vaquinha que nos dá alguma coisa básica para sobrevivência e uma convivência com a rotina. Descubra qual é a sua. Aproveite a proximidade do final do milênio para empurrar sua "vaquinha" morro abaixo. Você poderá se surpreender com o potencial e a criatividade que traz dentro de si, e que nunca teve a oportunidade de desenvolver. ABRA-SE PARA O NOVO!!!!

sexta-feira, 16 de abril de 2010

PORTAS ABERTAS

PORTAS ABERTAS Foi em Glasgow, na Escócia, que esta história se passou. Uma adolescente fugiu de casa para viver "sua" liberdade, mas logo caiu na realidade da vida. Sem dinheiro para se manter e sem coragem de voltar para casa, acabou por entrar no mundo da prostituição. Os anos se passaram, mas, apesar da saudade dos pais, ela nunca mais tentou qualquer contato com eles. Seus pais sempre a procuraram, em vão, porém, desde a morte do seu pai (que ela nem ficou sabendo), sua mãe intensificou as buscas, deixando um cartaz de "Procura-se" em qualquer lugar onde lhe permitissem. Neste cartaz a mãe havia colocado sua própria foto, escrito embaixo: "Eu ainda amo você. Volte para casa". Os meses se passaram sem qualquer notícia, até que um dia, numa fila de sopa para pessoas carentes, a moça viu a foto da sua mãe, que apesar de ter envelhecido bastante, ainda conservava o mesmo olhar que ela guardava em suas lembranças. Não pode conter a emoção e, naquele dia mesmo, voltou para casa. Era tarde da noite quando chegou. Tímida, ela se aproximou da porta. Ia bater, mas ela se abriu sozinha. Entrou assustada, apavorada com a idéia de que algum ladrão tivesse invadido a casa e "sabe lá Deus o quê" poderia ter feito. Correu para o quarto e viu sua mãe dormindo. Acordou-a. Ambas choraram muito. Abraçaram-se. Reconciliaram-se. Lembrando-se da porta aberta, a moça disse: - Puxa, mãe, levei um susto tão grande quando cheguei. - Por que, minha filha? - É que a porta da frente estava aberta e eu pensei que algum ladrão tivesse invadido a casa. Você precisa tomar mais cuidado, mãe. Não pode mais esquecer a porta aberta. - Não meu amor, você não está entendendo. Eu não esqueci a porta aberta. Desde o dia em que você foi embora, esta porta nunca mais foi fechada. E, [o filho pródigo] levantando-se, voltou para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou. Lucas 15.20

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Palavras do Presidente

Querida Família AMEOVALE, Queremos lembrar a todos que nossa ASSEMBLÉIA REGIONAL está se aproximando. Dias 23 a 25/04, espero vocês lá no AMOBRE, em Passa Três, para marcarmos o início de uma nova fase em nossa Região. Será eleita uma nova diretoria, votado um novo plano diretor e orçamento e discutidas propostas das Igrejas para o avanço do trabalho regional. As Federações de Mulheres, Jovens e Homens também farão suas eleiçoes no período da Assembléia. Cada Igreja pode mandar 5 delegados para a Assembléia Regional, que deverão estar disponíveis para votar e serem votados, e 5 congressistas para cada Federação, com a mesma disposição. Fora esses, a participação de visitantes é liberada. Precisamos das confirmações até Domingo, dia 18/04. Já confirmou presença o Pr. Paulo Leite da Costa (Sábado de manhã), que falará sobre "OS DESAFIOS DO CRESCIMENTO DENOMINACIONAL" e estamos aguardando resposta de um representante do DET, que falará sobre "OS DESAFIOS DA EDUCAÇÃO TEOLÓGICA". Será uma bela oportunidade para estarmos juntos novamente e tratarmos das coisas do Reino. Te vejo lá!!! Vitórias em Cristo! Pr. Gerson Moura Martins
Presente no Tempo Certo Um pai que muito amava seus dois filhos, disse: "Tudo que vocês me pedirem e eu tiver condições lhes darei". Os dias passaram, o mais novo vendo seus amigos jogarem futebol, pediu ao pai uma bola e, poucos dias depois, o pai lhe dava o presente tão desejado. O mais velho vendo alguns de seus amigos de mais condição usando um relógio, um dia pediu um relógio de ouro. Os dias passaram, nada de receber o pedido. Ele pensou: "Nem sempre o pai atende ao que pedimos, só algumas vezes." Semanas se passaram ... meses se passaram ... enfim, anos. O menino já era um rapaz, não se lembrava mais do pedido de infância. O pai chegava como de costume em casa, mas naquela tarde chegou com um embrulho embaixo do braço. Chamou o rapaz e disse: "Meu filho, há muito tempo você me pediu um relógio de ouro, mas você era muito jovem. Iria perdê-lo, ou quem sabe seria roubado. Agora você já pode ter um." O pai entregou um embrulho com uma caixa e dentro tinha um relógio ... de ouro. Como este pai, o Deus Eterno da mesma forma sabe o momento que podemos e temos condições de usar nosso "relógio de ouro", o momento que podemos ter o que pedimos, para que o nossos pedido não se transforme em algo para nos separar dele. (Autor Desconhecido)

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Nunca Deixe de Sonhar

Todo ser humano possui sonhos. Sonhos grandes, sonhos pequenos, sonhos. Sonhos nascem a cada dia, a cada hora, a cada minuto. Sem percebemos, um sonho nasce dentro do nosso coração. Sonhos nos motivam a viver, a continuarmos caminhando. Vivemos, na verdade, na busca da realização dos nossos sonhos. Às vezes, pessoas que estão ao nosso redor Tentam matá-los com palavras de pessimismo. Acham que,se não podem realizar seus sonhos, As outras pessoas também não merecem realizar os seus Puro egoísmo. Muitas vezes, achamos que não conseguiremos realizá-los, Que eles estão muito distante de nós. Ou achamos que não merecemos, porque não somos ninguém. Se não acreditarmos neles, os perderemos. Temos que tirar do baú os sonhos, caso contrário, eles envelhecem E assim não conseguiremos mais realizá-los, A realização vem pela luta, esforço e persistência. Caminhar ao lado de pessoas que nos motivem a sonhar E a persistir nos mesmos é muito importante. É um passo para a realização deles. Mesmo que tudo o leve a pensar que parece impossível, Não desista do seu sonho. Busque forças dentro de você. Peça ajuda a Deus. Nenhuma oração volta sem resposta. Acredite que tudo pode acontecer Quando desejamos do fundo do coração. Da Bíblia temos que : "Tudo posso naquele que me fortalece" Tudo e não algumas coisas ! Acredite na beleza dos seus sonhos E na capacidade de realizá-los. Você é capaz ! Sonhe sempre. Nunca deixe de sonhar E você será sempre um vencedor/a.

terça-feira, 13 de abril de 2010

O Capitão e o Menino

O capitão de um navio que ia zarpar dirigia-se apressado para o porto. Estava muito frio. Diante da vitrine de um restaurante, ele viu um menino quase maltrapilho, de bracinhos cruzados e meio tremulo. - Que esta fazendo ai, meu pequeno? - disse-lhe o capitão. - Estou só olhando quanta coisa gostosa ha ai para se comer... - Tenho bem pouco tempo antes da partida do navio, Se você estivesse arrumadinho, eu o levaria a esse restaurante para que comesse algumas dessas coisas boas e saborosas; mas, infelizmente não esta... O garoto, faminto e com os olhos rasos de água, passou a mãozinha magra sobre os cabelos em desalinho e falou: - Estou pronto, agora!!! Comovido, o capitão o levou como estava ao restaurante, fazendo servir-lhe uma boa refeição. E enquanto o garoto comia, perguntou-lhe: - Diga-me uma coisa: onde esta sua mãe, meu pequeno? - Ela foi para o céu quando eu tinha apenas quatro anos de idade. Disse o menino sem entender ainda a vida. - E você ficou só com seu pai? E onde esta ele agora? Onde trabalha? - Nunca mais vi meu pai, desde que mamãe partiu... - Mas então, quem toma conta de você? Com um jeitinho resignado, o menino respondeu: - Quando minha mãe estava doente, ela disse que Deus tomaria conta de mim. Ela ainda me ensinou a pedir isto todos os dias a Ele. O capitão, cheio de compaixão, acrescentou: - Se você estivesse limpo e arrumadinho eu o levaria para o navio e cuidaria de você com muita alegria. Novamente, o menino, alisando os cabelinhos sujos e malcuidados, voltou a repetir a mesma expressão: - Capitão, estou pronto agora. Vendo-o assim quase suplicante, aquele capitão o levou para o navio, onde o apresentou aos marinheiros e imediatos, dizendo: - Ele será o meu ajudante e será sempre chamado de Pronto, agora. Ali o garoto recebeu tudo o que carecia e as coisas transcorriam, aparentemente, bem, ate que um dia ele amanheceu febril. Foi medicado mas a febre não cedia. Vendo-o piorar, o capitão aflito disse ao medico: - Procure salva-lo, doutor. Não posso perde-lo. O medico fez tudo o que pode, mas em vão. Na tarde seguinte, o menino, chamando o capitão, lhe falou: - Eu o amo tanto... Você foi bom para mim. Gostei de estar aqui, mas ainda será melhor no céu. Eu estou pronto, agora, para me encontrar com o Pai que também o ama. Não deseja aceitá-lo? Assim nos veremos no céu... - Sim, filho, tenho pensado nisto, e continuarei pensando disse-lhe. - Mas quando? Quando estará pronto a entregar a vida e o seu coração ao Pai? Com lagrimas nos olhos, o capitão, tomando as mãos do menino, disse: - Estou pronto, agora! - E ali aceitou a Jesus. Mateus 24:14 "E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim." Este fim, é o fim das doenças, dor, sofrimento e tudo o mais que o pecado trouxe a este mundo. Quando Cristo morreu na cruz, Ele fez isso pelo imenso amor que tem por nos, e para que tenhamos vida nova junto dele, não só nesta vida, mas também junto dEle no ceu. Eu quero muito estar lá, e quero poder abraçar pessoas que amo e quem sabe lhe conhecer. Um abraço e que Deus te abençoe

sábado, 10 de abril de 2010

Camisa Branca e o Carvão

O pequeno Zeca entra em casa, após a aula, batendo forte os seus pés no assoalho da casa. Seu pai, que estava indo para o quintal fazer alguns serviços na horta, ao ver aquilo chama o menino para uma conversa. Zeca, de oito anos de idade, o acompanha desconfiado. Antes que seu pai dissesse alguma coisa, fala irritado: - Pai estou com muita raiva. O Juca não deveria ter feito aquilo comigo. Desejo tudo de ruim para ele. Seu pai, um homem simples mas cheio de sabedoria, escuta, calmamente, o filho que continua a reclamar: - O Juca me humilhou na frente dos meus amigos. Não aceito. Gostaria que ele ficasse doente sem poder ir à escola. O pai escuta tudo calado enquanto caminha até um abrigo onde guardava um saco cheio de carvão. Levou o saco até o fundo do quintal e o menino o acompanhou, calado. Zeca vê o saco ser aberto e antes mesmo que ele pudesse fazer uma pergunta, o pai lhe propõe algo: - Filho, faz de conta que aquela camisa branquinha que está secando no varal é o seu amiguinho Juca e cada pedaço de carvão é um mau pensamento seu, endereçado a ele. Quero que você jogue todo o carvão do saco na camisa, até o último pedaço. Depois eu volto para ver como ficou. O menino achou que seria uma brincadeira divertida e pôs mãos à obra. O varal com a camisa estava longe do menino e poucos pedaços acertavam o alvo. Uma hora se passou e o menino terminou a tarefa. O pai que espiava tudo de longe, se aproxima do menino e lhe pergunta: - Filho como está se sentindo agora? - Estou cansado mas estou alegre porque acertei muitos pedaços de carvão na camisa. O pai olha para o menino, que fica sem entender a razão daquela brincadeira, e carinhosamente lhe fala: - Venha comigo até o meu quarto, quero lhe mostrar uma coisa. O filho acompanha o pai até o quarto e é colocado na frente de um grande espelho onde pode ver seu corpo todo. Que susto! Só se conseguia enxergar seus dentes e os olhinhos de tão sujo que estava de carvão. O pai, então, lhe diz ternamente: - Filho, você viu que a camisa quase não se sujou; mas, olhe só para você. O mau que desejamos aos outros é como o que lhe aconteceu.Por mais que possamos atrapalhar a vida de alguém com nossos pensamentos, a borra, os resíduos, a fuligem ficam sempre em nós mesmos. Mateus 18:21-22 "Então, Pedro, aproximando-se, lhe perguntou: Senhor, até quantas vezes meu irmão pecará contra mim, que eu lhe perdoe? Até sete vezes? Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete. Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos." No dia a dia, ficamos muitas vezes irados com as pessoas que nos ferem, e o rancor humano faz com que tenhamos raiva ou ódio de nossos semelhantes que pecaram contra nós, mas como este pequeno conto tão bem ilustra, o ódio traz mais conseqüências e marcas em quem odeia, do que em quem é odiado, ouse perdoar a quem te machucou, ouse perdoar a seu semelhante, mesmo que ele não mereça, no final quem sairá ganhando com certeza será você. Fonte: Palavra Divina

sexta-feira, 9 de abril de 2010

A VISITA DE JESUS

Esta estória passa-se em uma cidade dos Estados Unidos, durante um dia de inverno com muita neve e frio. Ruth foi à sua caixa de correio em frente de casa, verificar se tinha alguma correspondência e lá havia somente uma carta. Ela tomou a mesma e olhou para ela antes de abrir. Então, ela verificou que não havia nem selo nem qualquer outro carimbo do correio. Abriu o envelope e leu a carta: "Querida Ruth: Deverei estar na sua vizinhança no sábado à tarde e gostaria de visitá-la. Com amor Jesus" Com as mãos trêmulas ela colocou a carta em cima da mesa. "Porque iria Jesus visitar-me? Eu não sou ninguém especial. Eu não tenho nada para oferecer."Com esse pensamento, Ruth lembrou de sua cozinha com armários vazios. "Oh meu Deus, eu, realmente, não tenho nada para oferecer. Eu tenho que correr para o supermercado e comprar alguma coisa para o jantar" Ela procurou em sua bolsa e viu que continha somente cinco dólares e quarenta centavos. "Bem, pelo menos eu posso comprar um pouco de pão e alguns frios." Ela vestiu seu sobretudo e correu para as compras. Alguns pães franceses, 250 gramas de peito de peru fatiado e uma caixinha de leite deixaram Ruth com apenas 12 centavos. Apesar de tudo, ela se sentiu bem voltando para casa com aquela pequena e simples oferenda debaixo de seus braços. No caminho, uma voz: "Ei senhora, você pode nos ajudar?" Ruth estava tão absorvida em seus planos para o jantar que nem notou duas figuras aconchegadas uma à outra na alameda. Um homem e uma mulher, ambos vestidos em não mais que uns farrapos. "Olhe senhora, eu estou desempregado, sabe, e minha mulher e eu estamos vivendo ao relento, e o tempo está tornando-se muito frio e estamos sentindo muita fome e se a senhora pudesse nos ajudar nós ficaríamos realmente felizes." Ruth olhou para os dois. Eles estavam sujos e cheiravam mau e, francamente, ela estava certa que eles poderiam conseguir algum tipo de trabalho se eles, realmente, quisessem. "Senhor, eu gostaria de ajudá-los nas eu sou uma pobre mulher. Tudo o que eu tenho é um pouco de frios fatiados e um pouco de pão, e eu tenho uma visita muito importante para o jantar esta noite, e estava planejando servir isto para Ele." "Sim. Está certo senhora, eu compreendo. De qualquer forma muito obrigado." O homem colocou suas mãos nos ombros da companheira e seguiram em frente. Olhando-os partir, Ruth sentiu uma dor familiar em seu coração: "Espere, senhor" O casal parou e virou para ela, que corria para eles. "Olhe, por que você não fica com este alimento? Eu arranjo outra coisa para servir meu convidado." Ela deu ao homem sua sacola de supermercado. "Obrigado senhora. Muito obrigado." "Sim, muito obrigado" disse a esposa. Ruth percebeu que ela estava tiritando de frio. "Sabe, eu tenho outro sobretudo em casa. Aqui está este para você." Desabotoou o casaco e jogou-o sobre os ombros da mulher. Então, sorrindo, voltou-se e foi embora alameda abaixo, sem seu casaco e sem os alimentos para servir seu convidado. "Obrigado senhora, muito obrigado mesmo" Ruth estava enregelada sem seu casaco e muito preocupada. O Senhor estava chegando para visitá-la e ela não tinha nada para lhe oferecer. Ela remexeu em sua bolsa para achar a chave de casa, quando percebeu que havia outro envelope em sua caixa de correio. "Isto é estranho. O carteiro não costuma vir duas vezes no mesmo dia" Ela pegou o envelope e abriu-o. "Querida Ruth: Foi tão bom vê-la novamente. Obrigado pela adorável comida. E obrigado, também, pelo maravilhoso casaco. Com amor, sempre. Jesus" O ar estava ainda frio, mas mesmo sem casaco, Ruth não notou.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Amados, Muitos de nossos irmãos estão entre as vítimas desta "chuva" que abalou nossa cidade (Rio de Janeiro) e passam no momento por grandes dificuldades necessitando de nossa ajuda imediata, vamos ajudar! ESSA AJUDA NÃO PODE DEMORAR. PRIORIDADES: Colchonetes - Cobertores - Lençóis - Roupas - Água Mineral entre outras.... POSTOS DE COLETA: IEC de Agronomia - Rua Isidro Borges, 121 - Centro - Seropédica - RJ. IEC de Alcântara - Rua Manoel José Gonçalves, 54 - Alcântara - São Gonçalo - RJ. IE Campograndense - Rua Campo Grande, 1460 - Campo Grande - Rio de Janeiro - RJ. IEC de Coroa Grande - Rua Ver. Levindo Silva, 46 - Coroa Grande - Itaguaí - RJ. Vamos mostrar nossa força! Divulgue e colabore.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Perguntaram-me pela manhã, De onde vem toda essa alegria, Eu pude responder então, Do começar desse novo dia. Enquanto muitos não podem ver, Tudo posso contemplar, Enquanto muitos não podem ouvir, O canto dos pássaros posso escutar. Temos pés, mãos, ouvidos, olhos, nariz e boca, Tudo em seu devido lugar, Já não nos basta tudo isso, Para poder nos alegrar? Quantos queriam ter tudo isso, Estar em nosso lugar, Por isso meu amigo privilegiado, Junte-se comigo na minha alegria, E dê um bom dia a quem passar. Mais um dia de vida, Pela sua graça Deus nos dá, Então temos muitos motivos para sorrir, E poucos motivos para chorar. Bom Dia Deus te Abençoe Texto de Elisabete Roza

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Cristão é Queimado Vivo por Muçulmanos Extremistas.

Cristão torturado morre após três dias no hospital PAQUISTÃO (14º) - Faleceu ontem Arshed Masih (leia mais), de queimaduras graves em 80% do seu corpo, sofridas quando o cristão de 38 anos foi queimado por não se converter ao islamismo. O funeral do cristão, que morreu três dias depois do ataque, deve acontecer esta tarde, mas a família pediu “que fosse feita uma autópsia”. A comunidade cristã no Paquistão condenou firmemente o episódio e denuncia a lentidão do governo em punir os responsáveis. No dia 19 de março, um grupo de extremistas muçulmanos queimou vivo Arshed Masih, um motorista empregado por um rico empresário em Rawalpindi. Sua esposa trabalhava como empregada no mesmo local, em frente a uma delegacia. Recentemente, surgiram discussões entre o empregador, Sheikh Mohammad Sultan, e o casal, por causa de sua fé cristã. Eles sofreram ameaças e intimidações para forçá-los a se converter ao islamismo. Arshed Masih faleceu ontem, às 19h45, após três dias no hospital de Rawalpindi, província de Punjab. Sua esposa Martha Arshed foi abusada sexualmente pela polícia quando tentou denunciar a violência cometida contra seu marido. Os três filhos do casal foram forçados a testemunhar as agressões contra seus pais. O funeral de Arshed será realizado nesta tarde, apesar das tensões permanentes na área. Testemunhas locais afirmam que “toda a família está em choque, e pede que seja realizada uma autópsia antes do enterro”. Muitas associações cristãs e ativistas de direitos humanos – como Life for All, Christian Progressive Movement, Pakistan Christian Congress e Protect Foundation Pakistan – estão realizando protestos em frente ao hospital. Ontem, o governo da província de Punjab bloqueou uma passeata de cristãos, sob o pretexto de “ameaça terrorista”. A comunidade local queria protestar contra a “recusa” da polícia em prender os culpados pelo crime. Tradução: Missão Portas Abertas

Pastores presos nas ferragens de acidente louvam à Deus com hinos e levam os bombeiros às lagrimas.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 Pastores presos nas ferragens de acidente louvam à Deus com hinos e levam os bombeiros às lagrimas. Dois pastores evangélicos e um motociclista morreram num acidente envolvendo sete veículos, na manhã de ontem (24/02/2010), na Rodovia do Contorno, trecho da BR 101 que liga Serra a Cariacica na região metropolitana de Vitória, no Espirito Santo. Os religiosos pertenciam à Igreja Assembleia de Deus e haviam saído de Alegre, município da Região Sul do Estado, rumo a uma convenção estadual da igreja em Nova Carapina II, na Serra. Os veículos - cinco caminhões, uma moto e um automóvel Del Rey - bateram um atrás do outro. O engavetamento aconteceu às 8h15, no quilômetro 277, na Serra. Os pastores estavam no carro. Tudo começou quando um caminhão freou por causa do intenso fluxo de carros no sentido Cariacica - Serra. Os veículos que vinham atrás dele frearam também, mas o último caminhão - de uma empresa de cerveja - não conseguiu parar a tempo. Com isso, os veículos que estavam à frente foram imprensados uns contra os outros. Os pastores José Valadão de Souza e Nelson Palmeira dos Santos e o motociclista Jonas Pereira da Silva, 52 anos, morreram no local. Dois outros pastores, que também estavam no Del Rey, sobreviveram, e o motorista de um dos caminhões sofreu arranhões nas pernas. Nenhum dos outros caminhoneiros ficou ferido. O proprietário e condutor do Del Rey é o pastor Dimas Cypriano, 61 anos, do município de Alegre. Ele saiu ileso do acidente e teve ajuda do motorista José Carlos Roberto, carona de um dos caminhões, para sair do veículo. Seu amigo de infância, o pastor Benedito Bispo, 72, ficou preso às ferragens. Socorristas do Serviço Médico de Atendimento de Urgência (Samu) e bombeiros fizeram o resgate dele. O pastor teve politraumatismo e foi levado para o Hospital Dório Silva, na Serra. A mulher de Benedito chegou a ver o marido sendo socorrido e teve que ser amparada por um familiar. Ela também seguia para a convenção num outro veículo. A rodovia ficou interditada durante vários momentos da manhã de ontem nos dois sentidos. O trecho só foi totalmente liberado no início da tarde. O pastor Dimas Cypriano, que sobreviveu ileso ao acidente na manhã de ontem, no Contorno, contou que usava cinto de segurança e que ficou preso ao tentar sair. Ele dirigia o Del Rey e disse que precisou de ajuda para sair do carro. Mas depois continuou no local, acompanhando os trabalhos de resgate do colega, Benedito Bispo. Nas mãos, levava uma Bíblia que ficou suja de sangue. Mas isso não impediu que o pastor orasse durante o socorro. O mais comovente do triste episódio, foi o relato dado pelos dois pastores sobreviventes, populares e pelos bombeiros que tentavam tirar os pastores, ainda com vida, presos às ferragens. As testemunhas citadas, contam que os pastores Nelson Palmeiras e João Valadão, presos nas ferragens, em meio a um mar de sangue que os envolvia, começaram a cantar o Hino 187 da harpa cristã: Mais perto Quero estar meu Deus de ti! Ainda que seja a dor Que me una a ti, Sempre hei de suplicar Mais perto Quero estar meu Deus de ti! Andando triste Aqui na solidão Paz e descanso A mim teus braços dão Nas trevas vou sonhar Mais perto Quero estar meu Deus de ti! Minh'alma cantará a ti Senhor! E em Betel alçará padrão de Amor, Eu sempre hei de rogar Mais perto Quero estar meu Deus de ti! E quando Cristo, Enfim, me vier chamar, Nos céus, com serafins irei Morar Então me alegrarei Perto de ti, meu Rei, meu Rei, Meu Deus de ti! Aos poucos suas vozes foram se silenciando para sempre. As lágrimas tomaram conta dos bombeiros, acostumados a resgatar pessoas em acidentes graves, porem jamais viram alguem morrer cantando um hino; como foi o caso dos pastores Nelson Palmeiras e João Valadão .