domingo, 28 de fevereiro de 2010

CULTO AÇÕES DE GRAÇA SANTO AGOSTINHO 1° ANO DE VITÓRIAS

A CASA EM OBRAS

A glória desta ultima casa será maior do que a da primeira, diz o Senhor dos Exércitos; e neste lugar darei paz, diz o Senhor dos Exércitos. Ageu 2:9 Quando houve o incendio postei algumas fotos para falar do LIVRAMENTO DE DEUS, agora estamos em obras e essas fotos são para falar da PROVIDENCIA DE DEUS, as lutas e dificuldades vem mais Deus sempre nos dá o escape. O irmão Carlinhos está fazendo um grande trabalho e queremos compartilhar um pouco da nossa alegria com os irmãos

sábado, 27 de fevereiro de 2010

MELHOR CONSELHO DE UM PAI

Um jovem recém casado estava sentado num sofá num dia quente e úmido, bebericando chá gelado durante uma visita à casa do seu pai. Enquanto conversavam sobre a vida, o casamento, as responsabilidades, as obrigações e deveres da pessoa adulta, o pai remexia pensativamente os cubos de gelo no seu copo, quando lançou um olhar claro e sóbrio para seu filho, e disse: Nunca se esqueça de seus amigos! - aconselhou Serão mais importantes na medida em que você envelhecer. Independentemente do quanto você ame sua família, os filhos que porventura venham a ter, você sempre precisará de amigos. Lembre-se de, ocasionalmente, ir a lugares com eles; divirta-se na companhia deles; telefone de vez em quando... Que estranho conselho - pensou o jovem. Acabo de ingressar no mundo dos casados. Sou adulto. Com certeza minha esposa e minha família serão tudo o que necessito para dar sentido à minha vida! Contudo, ele seguiu o conselho de seu pai. Manteve contato com seus amigos e sempre procurava fazer novas amizades. À medida em que os anos se passavam, ele foi compreendendo que seu pai sabia do que falava. À medida em que o tempo e a natureza realizavam suas mudanças e mistérios sobre o homem, os amigos sempre foram baluartes em sua vida. Passados mais de 50 anos, eis o que o jovem aprendeu: O Tempo passa. A vida acontece. A distância separa... As crianças crescem. Os empregos vão e vêem. O amor se transforma em afeto. As pessoas não fazem o que deveriam fazer. O coração para sem avisar. Os pais morrem. Os colegas esquecem os favores. As carreiras terminam. Mas os verdadeiros amigos estão lá, não importa quanto tempo nem quantos quilômetros tenham afastado vocês. Um AMIGO nunca está mais distante do que o alcance de uma necessidade, torcendo por você, intervindo em seu favor e esperando você de braços abertos, abençoando sua vida! Quando iniciamos esta aventura chamada VIDA, não sabemos das incríveis alegrias e tristezas que experimentaremos à frente, nem temos boa noção do quanto precisamos uns dos outros... Mas, ao chegarmos ao fim da vida, já sabemos muito bem o quanto cada um foi importante para nós!

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

ANIVERSÁRIO CONGREGAÇÃO SANTO AGOSTINHO

A CONGREÇÃO EM SANTO AGOSTINHO COMEMORA SEU PRIMEIRO ANIVERSÁRIO E NESTA SEXTA FEIRA CONTAMOS COM A PARTICIPAÇÃO DA CONGREGAÇÃO EM MARIANA TORRES, A CONGRGAÇÃO EM AGUA LIMPA, E A IGREJA DE VILA MURY, FOI UM BELO CULTO DE LOUVOR A DEUS ESTIVERAM PRESENTES OS PASTORES DANIEL, PASTOR ABRAÃO E O MENSAGEIRO DA NOITE PASTOR GERSON MOURA MARTINS DA IEC AGUA DA VIDA, TRAZENDO UMA MENSAGEM QUE CHAMA A ATENÇÃO DA IGREJA PARA RETORNAR PARA CRISTO, FAZENDO DELE O CENTRO, FOI TREMENDO! E SABADO TEM MAIS.

O PODER DA ORAÇÃO

Uma pobre senhora, com visível ar de derrota estampado em seu rosto, entrou num armazém, se aproximou do proprietário (conhecido pelo seu jeito grosseiro) e lhe pediu fiado alguns mantimentos. Ela explicou que o seu marido estava muito doente e não podia trabalhar; e que tinha 7 filhos para alimentar. O dono do armazém zombou dela e pediu que se retirasse do seu estabelecimento. Pensando na necessidade de sua família ela implorou: "Por favor senhor, eu lhe darei o dinheiro assim que eu tiver..." Ao que lhe respondeu que ela não tinha crédito e nem conta na sua loja. Em pé, no balcão ao lado, um freguês que assistia à conversa entre os dois se aproximou do dono do armazém e lhe disse que ele deveria dar o que aquela mulher necessitava para a sua família por sua conta. Então, o comerciante, meio relutante, falou para a pobre mulher: "Você tem uma lista de compras?" "Sim", respondeu ela. "Muito bem, coloque a sua lista na balança e o quanto ela pesar eu lhe darei em mantimentos." A pobre mulher hesitou por uns instantes e, com a cabeça curvada, retirou da bolsa um pedaço de papel, escreveu alguma coisa e o depositou suavemente na balança. Os três ficaram admirados quando o prato da balança com o papel desceu e permaneceu embaixo. Completamente pasmado com o marcador da balança, o comerciante virou-se lentamente para o seu freguês e comentou contrariado: "Não posso acreditar!" O freguês sorriu e o homem começou a colocar os mantimentos no outro prato da balança. Como a escala da balança não se equilibrava, ele continuou colocando mais e mais mantimentos, até não caber mais nada. O comerciante ficou parado ali, olhando para a balança por uns instantes, tentando entender o que havia acontecido... Finalmente, ele pegou o pedaço de papel da balança e ficou espantado, pois não era uma lista de compras e sim uma prece que dizia: "Meu Senhor, tu conheces as minhas necessidades e eu estou deixando isto em tuas mãos..." O homem deu as mercadorias para a pobre mulher no mais completo silêncio; ela agradeceu e deixou o armazém. O freguês pagou a conta e disse: "Valeu cada centavo..." ...Só mais tarde o comerciante pode reparar que a balança havia quebrado; entretanto, só Deus sabe quanto pesa uma oração...

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

A CIDADE DOS RESMUNGOS

Era uma vez um lugar chamado Cidade dos Resmungos, onde todos resmungavam, resmungavam, resmungavam. No verão, resmungavam que estava muito quente. No inverno, que estava muito frio. Quando chovia, as crianças choramingavam porque não podiam sair. Quando fazia sol, reclamavam que não tinham o que fazer. Os vizinhos queixavam-se uns dos outros, os pais queixavam-se dos filhos, os irmãos das irmãs. Todos tinham um problema, e todos reclamavam que alguém deveria fazer alguma coisa. Um dia chegou à cidade um mascate carregando um enorme cesto às costas. Ao perceber toda aquela inquietação e choradeira, pôs o cesto no chão e gritou: -Ó cidadãos deste belo lugar! Os campos estão abarrotados de trigo, os pomares carregados de frutas. As cordilheiras são cobertas de florestas espessas, e os vales banhados por rios profundos. Jamais vi um lugar abençoado por tantas conveniências e tamanha abundância. Por que tanta insatisfação? Aproximem-se, e eu lhes mostrarei o caminho da felicidade. Ora, a camisa do mascate estava rasgada e puída. Havia remendos nas calças e buracos nos sapatos. As pessoas riram ao pensar que alguém como ele pudesse mostrar-lhes como ser feliz. Mas enquanto riam, ele puxou uma corda comprida do cesto e a esticou entre dois postes na praça da cidade. Então, segurando o cesto diante de si, gritou: - Povo desta cidade! Aqueles que estiverem insatisfeitos escrevam seus problemas num pedaço de papel e ponham dentro deste cesto. Trocarei seus problemas por felicidade! A multidão se aglomerou ao seu redor. Ninguém hesitou diante da chance de se livrar dos problemas. Todo homem, mulher e criança da vila rabiscou sua queixa num pedaço de papel e jogou no cesto. Eles observaram o mascate pegar cada problema e pendura-lo na corda. Quando ele terminou, havia problemas tremulando em cada polegada da corda, de um extremo a outro. Então ele disse: - Agora cada um de vocês deve retirar desta linha mágica o menor problema que puder encontrar. Todos correram para examinar os problemas. Procuraram, manusearam os pedaços de papel e ponderaram, cada qual tentando escolher o menor problema. Depois de algum tempo a corda estava vazia. Eis que cada um segurava o mesmíssimo problema que havia colocado no cesto. Cada pessoa havia escolhido o seu próprio problema, julgando ser ele o menor na corda. Daí por diante, o povo daquela cidade deixou de resmungar o tempo todo. E sempre que alguém sentia o desejo de resmungar ou reclamar, pensava no mascate e na sua corda. Em vez de reclamar, clame ao Senhor...pois reclamar de nada valerá....mas o clamor traz a resposta de Deus.... "A ti clamaram, e foram salvos; em ti confiaram, e não foram confundidos". www.ejesus.com.br

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

ABRAÇANDO A IMPERFEIÇÃO

Livre tradução de um texto em inglês, sem designação de autoria. Quando eu ainda era um menino, ocasionalmente, minha mãe gostava de fazer um lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar. E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desses, depois de um dia de trabalho, muito duro. Naquela noite longínqua, minha mãe pôs um prato de ovos, linguiça e torradas bastante queimadas, defronte ao meu pai. Eu me lembro de ter esperado um pouco, para ver se alguém notava o fato. Tudo o que meu pai fez, foi pegar a sua torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar como tinha sido o meu dia, na escola. Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de ter olhado para ele lambuzando a torrada com manteiga e geléia e engolindo cada bocado. Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por haver queimado a torrada. E eu nunca esquecerei o que ele disse: " Baby, eu adoro torrada queimada." Mais tarde, naquela noite, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai, eu lhe perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada queimada. Ele me envolveu em seus braços e me disse: "Companheiro, sua mãe teve hoje, um dia de trabalho muito pesado e estava realmente cansada. Além disso, uma torrada queimada não faz mal a ninguém. A vida é cheia de imperfeições e as pessoas não são perfeitas. E eu também não sou um melhor empregado, ou cozinheiro!" O que tenho aprendido através dos anos é que saber aceitar as falhas alheias, escolhendo relevar as diferenças entre uns e outros, é uma das chaves mais importantes para criar relacionamentos saudáveis e duradouros. Essa é a minha oração para você, hoje. Que possa aprender a levar o bem, o mal, as partes feias de sua vida colocando- as aos pés do Espírito Santo . Porque afinal, Ele é o único que poderá lhe dar um relacionamento no qual uma torrada queimada não seja um evento destruidor." De fato, poderíamos estender esta lição para qualquer tipo de relacionamento: entre marido e mulher, pais e filhos, e com amigos. Não ponha a chave de sua felicidade no bolso de outra pessoa, mas no seu próprio. Veja pelos olhos de Deus e sinta pelo coração Dele; você apreciará o calor de cada alma, incluindo a sua. As pessoas sempre se esquecerão do que você lhes fez, ou do que lhes disse. Mas nunca esquecerão o modo pelo qual você as acolheu e valorizou. "Você sobrevive com o que você recebe, mas você faz uma vida com o que você dá aos outros" - Winston Churchill

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

DEUS TE CHAMA

Ora, Moisés estava apascentando o rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote de Midiã; e levou o rebanho para trás do deserto, e chegou a Horebe, o monte de Deus. E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio duma sarça. Moisés olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia; pelo que disse: Agora me virarei para lá e verei esta maravilha, e por que a sarça não se queima. E vendo o Senhor que ele se virara para ver, chamou-o do meio da sarça, e disse: Moisés, Moisés! Respondeu ele: Eis-me aqui. Prosseguiu Deus: Não te chegues para cá; tira os sapatos dos pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa. Êxodo:3: 1 – 5 Quando nos deparemos com o livro de Êxodo e observamos a história de Moises, o Pastor da maior igreja do Antigo Testamento, observamos os cuidados de Deus que cercam toda a sua vida, do nascimento em um tempo que as crianças do sexo masculino estavam sendo lançadas no Rio Nilo, a mão de Deus estava sobre ele pois havia na vida desse grande homem um projeto, foi criado entre reis e escravos, conheceu o sofrimento do povo, pode fartar-se das iguarias do castelo. Imagino que dentro de si Moises vivia um grande conflito a quem devesse servir, ao Egito em que ele estava ligado pela mãe adotiva ou a Deus em que ele estava ligado pela mãe biológica, depois de quarenta anos recebendo ensinamentos de Rei, tem mais quarenta anos recebendo ensinamentos de Pastor, aí vem o chamado de Deus, e eu gostaria de destacar algumas coisas dentro do chamado de Moises: 1) DEUS CHAMA QUEM CUIDA BEM DAQUILO QUE NÃO O PERTENCE: Diz o texto que Moisés cuidava do rebanho de Jetro seu sogro, Moises não estava sendo chamado para cuidar dos seus filhos mais sim do povo de propriedade exclusiva de Deus e o próprio Deus viu em Moises capacidade para isso, o Apostolo Pedro no capitulo 5 de sua epistola chama os presbíteros a apascentar o rebanho de Deus. Deus nos chama a cuidar das coisas que pertencem a Ele, a igreja é Deus, a obra é de Deus , as vidas pertencem a Ele e precisamos entender que para Ele HONRA!GLÓRIA E LOUVOR!Voce tem cuidado bem das coisas que Deus tem colocado em suas mãos. 2) DEUS SEMPRE TEM SEUS MEIOS DE COMUNICAR-SE COM O HOMEM: Deus envia um anjo em uma chama de fogo, no meio da sarça para comunicar-se com Moises, trazendo para ele qual era a vontade do próprio Deus, falou com Salomão em sonhos, apareceu a Paulo na estrada de Damasco, depois usou Ananias, Deus usa os profetas e principalmente a profecia que é a sua palavra, direcionando a vida do homem, usa louvor, usa criança, usa velho, usa jovem, usa até uma mula se preciso for, usa circunstancias em nossas vidas, para falar ao nosso coração e expressar a sua vontade que sempre será: BOA, PERFEITA E AGRADAVEL. Cabe a cada cristão estar atento a voz de Deus. 3) DEUS SEMPRE SABE COMO ATRAIR O HOMEM A ELE: Moises foi atraído pela sarça que ardia em fogo mais não se queimava, a curiosidade de Moisés o atraiu, ele queria aproximar-se daquela grande visão e esse contato foi marcante na vida desse homem, muitos são chamados em meio aos problemas que vivenciam, alguns financeiros, outros familiares, alguns a saúde, formas que Deus ao longo da história tem trazido homens para sua presença, do jeito que estão destruídos, acabados, para que O conheçam e tornem-se grande diante d’Ele. DEUS SEMPRE SABE COMO ATRAÍ-LO. E Moises quando ouviu a voz de Deus disse EIS ME AQUI, qual tem sido a sua palavra para Deus e sua obra. 4) DEUS SEMPRE NOS EXIGE ALGO: Moises tinha de retirar as sandálias e o que o Senhor queria dizer com isso? Andando em meio ao deserto cuidando de ovelhas, pisando em meio aos excrementos tendo os calçados sujos, simbolizando o pecado e as coisas que desagradam a Deus, Deus exige de nós SANTIDADE, RENUNCIA, DEDICAÇÃO, AMOR, o que tem sujado os nossos calçados em meio a nossa caminhada nesse mundo e que é preciso retirar para servir esse Deus maravilhoso que nos chama, esse Deus maravilhoso que nos Deus Jesus. CONCLUSÃO: Deus te chama hoje para novidade de vida, Deus quer mudar a história da sua vida, aquele Moises que saiu fugido do Egito volta com estatos de grande líder de um povo, Deus quer tira-lo da situação difícil em que você vive e te dar a vitória, ELE QUER QUE VOCE CUIDE DO QUE É DELE, ELE ESTA FALANDO COM VOCE, ELE O ATRAI, E AGUARDA A SUA RESPOSTA.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

sábado, 20 de fevereiro de 2010

SEMINÁRIO EVANGÉLICO TEOLÓGICO DA AMEOVALE

REUNIÃO DE FUNDAÇÃO DO SEMINÁRIO DA AMEOVALE NOME: SEMINÁRIO EVANGÉLICO TEOLÓGICO DA AMEOVALE (SETA) LOCAL DE FUNCIONAMENTO: IEC DA VILA MURY – RUA JOSÉ ALVES PEREIRA, 311 – VILA MURY –VOLTA REDONDA – RJ TEL. 3346-1696 DIAS DE FUNCIONAMENTO: SEXTA-FEIRA, DE 19 ÀS 22 H E SÁBADO, DE 8 ÀS 17 H, COM 2 INTERVALOS DE ½ HORA PARA LANCHE E 1 INTERVALO DE 1 HORA PARA ALMOCO GESTÃO DO SEMINÁRIO: CONSELHO DIRETOR CONSELHO: TODOS OS PASTORES EM ATIVIDADE NA AMEOVALE E DOIS REPRESENTANTES DE CADA IGREJA ASSOCIADA PRESIDENTE DO CONSELHO: PRESIDENTE DA AMEOVALE (PR. GERSON – A. VIDA) DIRETOR: INDICADO PELO PRESIDENTE DO CONSELHO E HOMOLOGADO PELO CONSELHO (PR. ABRAHÃO – V. MURY) RESTANTE DA DIRETORIA: INDICADA PELO DIRETOR E HOMOLOGADA PELO CONSELHO VICE-DIRETOR: PR. SEBASTIÃO (V. MURY) 1ª. SECRETÁRIA: GRAZIELLE (A. VIDA) 2ª. SECRETÁRIA: IRACI (V. MURY) 1º. TESOUREIRO: DIAC. GILSON (V. MURY) 2º. TESOUREIRO: EV. ANTÔNIO CARLOS (A. VIDA) CONSELHO FISCAL: O MESMO DA AMEOVALE ADMISSÃO DE ALUNOS: LIVRE ATÉ O 6º. MÓDULO. A PARTIR DO 7º. MÓDULO, SÓ PARA QUEM TEM ENSINO MÉDIO COMPLETO E SEJA MEMBRO DE IGREJA EVANGÉLICA. OBS 1: ALUNOS MEMBROS DE IGREJAS CONGREGACIONAIS SOMENTE SERÃO RECEBIDOS MEDIANTE CARTA DE RECOMENDAÇÃO DE SUA IGREJA. OBS. 2: OS ESTÁGIOS DOS ÚLTIMOS MÓDULOS SERÃO SUPERVISIONADOS PELO PASTOR DO SEMINARISTA. VALOR DO CURSO: R$ 500,00 POR MÓDULO, QUE PODERÁ SER PAGO EM 5 VEZES DE R$ 100,00 OU R$ 450,00 À VISTA. AULA INAUGURAL: DIA 01/03/2010, ÀS 19H 30 MIN, NA IGREJA ÁGUA DA VIDA, SITA À RUA PROF. MAURÍLIO G. SILVEIRA, 520 – MONTE CASTELO – VOLTA REDONDA – RJ INÍCIO DAS AULAS: 05/03/2010, ÀS 19 H AS MATRÍCULAS PODEM SER FEITAS COM A SECRETÁRIA DO SEMINÁRIO PELO E-MAIL grazguimaraes@yahoo.com.br OU PELO TELEFONE (24) 9947-4758 MOBILIZE-SE E MOBILIZE A SUA IGREJA. NÃO PERCA ESSA CHANCE!!! VITÓRIAS EM CRISTO! PR. GERSON

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Caixa de Beijos Há algum tempo atrás uma mãe puniu sua filha de 5 anos de idade por estragar um rolo de papel dourado a fim de decorar uma caixa a ser colocada sob a árvore de Natal. Na manhã seguinte à noite de Natal, a menina trouxe a caixa e entregou à mãe dizendo: -"Isto é para você, mamãe". A mãe ficou embaraçada por sua reação precipitada, mas sua raiva aflorou, novamente, quando viu que a caixa estava vazia, falou rudemente com a menina: - "Você não sabe que quando se presenteia alguém é esperado que haja alguma coisa dentro do pacote?" A menina olhou-a em lágrimas e disse! -"Oh, não está vazia, mamãe. Eu soprei dentro dela, até ficar cheia de beijos". A mãe ficou arrasada. Ajoelhou e pedindo perdão por sua ira irracional abraçou-a com ternura. Um acidente tirou a vida da menina pouco tempo depois e é sabido que a mãe guardou aquela caixa dourada perto de sua cama por todos os anos de sua vida. Sempre que estava deprimida ou tinha de enfrentar problemas, ela abria a caixa e imaginariamente tirava um beijo e lembrava o amor da criança que o colocou lá." Verdadeiramente, cada um de nós, seres humanos, temos recebido uma caixa dourada repleta do amor de nossos filhos, família, amigos e de DEUS. Não há maior tesouro a se possuir.
Só observando ! O pastor de uma igreja decidiu observar as pessoas que entravam para orar. A porta se abriu e um homem de camisa esfarrapada adentrou pelo corredor central. O homem se ajoelhou, inclinou a cabeça, levantou-se e foi embora. Nos dias seguintes, sempre ao meio-dia, a mesma cena se repetia. Cada vez que se ajoelhava por alguns instantes, deixava de lado uma marmita. A curiosidade do pastor crescia e também o receio de que fosse um assaltante, então decidiu aproximar-se e perguntar o que fazia ali. O velho homem disse que trabalhava numa fábrica, num outro bairro da cidade e que se chamava Jim. Disse que o almoço havia sido há meia hora atrás e que reservava o tempo restante para orar, que ficava apenas alguns momentos porque a fábrica era longe dali. E disse a oração que fazia: 'Vim aqui novamente, Senhor, só pra lhe dizer quão feliz eu tenho sido desde que nos tornamos amigos e que o Senhor me livrou dos meus pecados. Não sei bem como devo orar, mas eu penso em você todos os dias. Assim, Jesus, hoje estou aqui, só observando.' O pastor, um tanto aturdido, disse que ele seria sempre bem-vindo e que viesse à igreja sempre que desejasse. 'É hora de ir' - disse Jim sorrindo. Agradeceu e dirigiu-se apressadamente para a porta. O pastor ajoelhou-se diante do altar, de um modo como nunca havia feito antes. Teve então, um lindo encontro com Jesus. Enquanto lágrimas escorriam por seu rosto, ele repetiu a oração do velho homem... 'Vim aqui novamente, Senhor, só pra lhe dizer quão feliz eu tenho sido desde que nos tornamos amigos e que o Senhor me livrou dos meus pecados. Não sei bem como devo orar mas penso em você todos os dias. Assim, Jesus, hoje estou aqui, só observando.' Certo dia, o pastor notou que Jim não havia aparecido. Percebendo que sua ausência se estendeu pelos dias seguintes, começou a ficar preocupado. Foi à fábrica perguntar por ele e descobriu que estava enfermo. Durante a semana em que Jim esteve no hospital, a rotina da enfermaria mudou. Sua alegria era contagiante. A chefe das enfermeiras, contudo, não pôde entender porque um homem tão simpático como Jim não recebia flores, telefonemas, cartões de amigos, parentes... Nada! Ao encontrá-lo, o pastor colocou-se ao lado de sua cama. Foi quando Jim ouviu o comentário da enfermeira: - Nenhum amigo veio pra mostrar que se importa com ele. Ele não deve ter ninguém com quem contar!! Parecendo surpreso, o velho virou-se para o pastor e disse com um largo sorriso: - A enfermeira está enganada, ela não sabe, mas desde que estou aqui, sempre ao meio-dia ELE VEM! Um querido amigo meu, que se senta bem junto a mim, Ele segura minha mão, inclina-se em minha direção e diz: 'Eu vim só pra lhe dizer quão feliz eu sou desde que nos tornamos amigos. Gosto de ouvir sua oração e penso em você todos os dias. Agora sou eu quem o está observando... e cuidando! ' SORRIA, VOCÊ ESTÁ SENDO OBSERVADO (a)! Colaboração: Pastora Márcia Montenegro

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Não Julgueis pela aparencia mais julgais pelo reto juizo (João 7:24) Conta-se uma história, que uma família viaja para a praia nesse período de carnaval, pai mãe e duas crianças e saindo bem cedo para a praia eles avistam ao longe uma Senhora com um saco nas costas, essa senhora caminhava e frequentemente abaixava-se e pegava algo na areia, o pai meio que cismado é taxativo com os filhos: - Não aproxime-se dessa mulher. E a mãe reforça as palavras do pai. – Ela parece muito estranha. Após um tempo essa senhora passa próximo a família dá um sorriso comprimenta-os e vai embora. Passado algumas horas eles entram em um restaurante e ao comentar acerca da mulher que viram na praia o garçom fala-lhes a cerca dela. - A dona Maria! Aquela senhora vai a praia todos os dias pelas manhã, recolhe os vidros da areia para que as crianças não machuquem enquanto brincam ou caminham pela areia. A família se entre olham e são tomados de grande vergonha pois PRE-JULGARAM as atitudes daquela senhora. Querido não tire conclusões apressadas das coisas nem das pessoas, não deixa que o pré-conceito, norteie a sua posição diante de fatos e pessoas.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Melhorando o relacionamento entre irmãos Por Pr. Abigail Carlos de Almeida, Crescendo em Família Provérbios 17:17 A importância das verdadeiras amizades no meio do povo de Deus. A Bíblia sagrada nos fala que aquele que não tem boas amizades não é sábio(Provérbios 18:1 e 15:30) As amizades que nutrimos mostra-nos dois importantes aspectos em nossas vidas: Revela quem somos. Geralmente as pessoas com quem temos amizade são aquelas que têm os mesmos interesses e desejos que nós (Amós 3:3). Influenciam diretamente a nossa conduta. De acordo com a Palavra de Deus, as amizades têm grande influência em nosso proceder que podem inclusive nos fazer transigir com nossos princípios. (Pv 22:24-25) I – CARACTERÍSTICA DE UMA AMIZADE SAUDÁVEL. a) Lealdade (Pv 27:10; Pv 17:17), b) Aconselhamento mútuo (Pv 27:9; Pv. 12:26) c) Perdão (Pv 17:9), d) Honestidade (Pv 27: 5-6), e) Reconhecimento de Limites (Pv 25:17; 26:18-19). Precisamos usar da sabedoria divina na escolha de bons amigos, e seremos também bons amigos de acordo com os critérios estabelecidos no livro de Provérbios. II – A VERDADEIRA COMUNHÃO SÓ É POSSIVEL ATRAVÉS DE VERDADEIROS RELACIONAMENTOS. Nós o povo de Deus fomos chamados para viver em paz, como membros de um só corpo. A amizade com Deus e uns com os outros é o grande segredo da da vida cristã. Essa comunhão exige convivência. Na ilustração de Jesus, a comunhão é o vinho novo e a igreja é o odre novo. Antes de derramar o Espírito Santo no dia de Pentecoste, Jesus preparou uma igreja de pessoas comprometidas umas com as outras em amor e todas absolutamente comprometidas com Cristo como Salvador e Senhor. Comunhão e igreja são igualmente importantes, pois quando colocamos vinho novo em odres novos ambos se conservam (Mateus 9:17). A profunda convicção de que somos eleitos, santos e amados como povo de Deus nos dá segurança e condições de viver em comunhão com Deus e com os irmãos de tal maneira que nos tornamos sinal do Reino de Deus no mundo! III– OS RELACIONAMENTOS NA IGREJA SÓ SERÃO MELHORADOS SE NUTRIDOS PELO ELO DA PERFEIÇÃO. Nosso maravilhoso derramou sobre nós do seu grande amor através através da morte do nosso Senhor Jesus Cristo na cruz do calvário. Por isso quanto mais crescemos na graça e no conhecimento de Jesus (2 Pedro 3:18), e mais nos parecemos com ele. O caráter de Jesus se revela em nós através das virtudes que dão o tom da nossa comunhão com os irmãos na igreja. Vejamos alguns pontos essenciais na melhoria dos relacionamentos entre os membros da igreja. a) Humildade: Atitude submissa e prestativa uns com os outros (Marcos 10:45). b) Bondade: Prontidão para fazer o bem sem olhar a quem (Romanos 2.4; 5.8). c) Mansidão: relação sem coerção para mudança das pessoas (Mateus 11.29; 2 Timóteo 2.24-25). d) Misericórdia: relacionamento afetivo e cuidadoso com irmãos e pessoas machucadas e abatidas (Mateus 9.36; 4.14). e) Perdão: Perdoamos como somos perdoados por Deus através do sacrifício de Cristo (3.13; Mateus 6.12, 13-14). f) Longanimidade: Boa vontade para agir com tolerância diante da franqueza humana (Gálatas 6:1-2). Conclusão:Quando reunimos todos os itens de uma receita com a intenção de fazer uma quitanda, o resultado é um maravilhoso e delicioso bolo. Assim, com a prática do amor, do perdão, da bondade e da misericórdia, a igreja experimenta a reconciliação e paz. Os relacionamentos são verdadeiramente melhorados, abrindo caminho para o serviço voluntário uns aos outros, e então experimentaremos o sabor da verdadeira comunhão, a edificação na Palavra (1 Coríntios 14.26), e então seremos verdadeiramente um como ele o é (Pai, Filho e Espírito Santo).
O Casamento Abençoado Em relação ao casamento, tenho sido movido pelo Espírito Santo a acreditar que esta relação deve nascer primeiro no coração de Deus, em seguida é manifesta na vida dos homens santos e sensíveis à Sua voz. Sei que este conceito entra em choque direto com várias correntes, dispostas a divinizar e abençoar toda e qualquer relação que surge; em geral impuras e pecaminosas. A conseqüência, uma vida conjugal sem vida! Confusões; inimizades; filhos rebeldes e uma série de males que culminam com o divórcio. O Senhor Jesus proferindo sobre o casamento afirmou: “Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem.” (Mc 10.9) É comum pegar-se as palavras do Senhor Jesus e aplicá-las a todos os casamentos indistintamente; casou é porque Deus uniu! Esquecendo-se o caráter profundamente espiritual e a quem foi direcionada esta palavra; o Mestre falava para o seus escolhidos, as verdades de Deus aplica-se exclusivamente àqueles que procuram viver segundo os seus princípios (santidade, pureza, confiança, temor, amor, frutos do Espírito Santo), é impraticável querermos generalizar o que é espiritual, afinal: “... palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas ensinadas pelo Espírito, conferindo coisas espirituais com espirituais. Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” (1Co 2.13,14) :: O Casamento segundo o coração do Pai, tem o seu inicio no relacionamento revelado e abençoado; é preciso ser espiritual, cheios do Espírito Santo e sensível ao seu falar, que não haja ansiedade; e no tempo oportuno serão agraciados com a companheira (o), com o qual unirás, debaixo do consentimento Divino. É preciso que as idéias anti-espirituais disseminadas largamente pelo diabo sejam quebradas! O namoro deve existir sim, mas, segundo a vontade de Deus. O conceito de ficar à procura da (o) esposa (o) envolvendo-se em muitos namoros é errado, é contrária à fé que afirmamos possuir. Cremos num Senhor que nos ampara em todos os aspectos e que é nosso dever sermos concordantes com a Sua vontade, porque então a procura desenfreada e carnal por uma (um) esposa (o)? Os planos do Senhor para muitos servos, não incluem o casamento ou a formação de família, veja: “Pois há razões diferentes que tornam alguns homens incapazes para o casamento: uns, porque nasceram assim... e outros ainda não casam por causa do Reino do Céu. Quem puder, que aceite este ensinamento.” (Mt 19:12) Casando-se, estão excluindo do viver os propósitos para os quais fora criado. Queres casar? Ouça primeiro à vontade de Deus! Sejam santos, puros, amorosos a Deus, este amor nos constrange a sermos fieis e tementes. Agindo assim, com certeza serás feliz, casado (a) ou não! :: O casamento segundo o coração do homem, é oriundo de interesses diversos, por exemplo: ela engravidou; paixão; amor; romantismo; dinheiro; sexo; beleza; bem-estar; status; etc. os motivos são os mais diversos possíveis, no entanto, longe destes a manifestação e o direcionamento Divino. Todas estas uniões são generalizadas e encaixadas pelos religiosos na afirmação: “O que Deus ajuntou não separe o homem.” Não consigo ver em tais situações onde está a mão do Eterno, na realidade vejo a ação do diabo, que planta nos corações os mais estranhos objetivos e levados pela ilusão, culminam com o pecado e carregam sobre si o fato inevitável de uma vida conjugal péssima. Pergunto: Como abençoar um casamento que nasceu no pecado? Há muitos pastores (sacerdotes) que se acham numa situação superior a do próprio Criador; e saem distribuindo bênçãos e endossando uniões pecaminosas. E completam: “O que Deus uniu, não separe o homem!” :: O Casamento nos tempos da ignorância espiritual; geralmente são aceitos pelo Senhor, por ocasião da restauração das vidas. As muitas misericórdias de Deus apagam definitivamente o pecado, fazendo nova a criatura. “Agora, porém, libertados do pecado, transformados em servos de Deus, tendes o vosso fruto para a santificação e, por fim, a vida eterna.” (Rm 6:22) Entre os que foram libertos do pecado e transformados em servos, inúmeros serão agraciados com a manifestação misericordiosa de Deus e abençoados em vossos casamentos. É preciso, no entanto, que sejam desfeitas todas as maldições proferidas sobre esta união por cultos e religiões contrárias à Santa Palavra; o que eles chamam de bênçãos na realidade são condenações e correntes que aprisionam as pessoas, abrindo canais de acesso para a ação maligna. Após serem restaurados e lavados no sangue precioso de Jesus e aconselhável levantar a voz e declarar ao mundo espiritual a renuncia a tais costumes e práticas. É o momento de tomar a posse da bênção sobre a união! :: O casamento para ser santo e duradouro, necessita que Deus seja o centro, Ele estabeleceu a união com um objetivo único, receber toda a honra e glória! É inquestionável, portanto, a observação de todos os princípios e regras definidas na Bíblia para o bom andamento da união conjugal. O lar deve ser consagrado a Deus; a leitura da Bíblia necessita ser em conjunto; a oração deve subir como aroma agradável; o sacrificar com jejuns de comum acordo; o culto familiar é indispensável; o ensino bíblico aos filhos um dever. “Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força. Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te. Também as atarás como sinal na tua mão, e te serão por frontal entre os olhos. E as escreverás nos umbrais de tua casa e nas tuas portas.” (Dt 6.5-9) A Bíblia ensina como deve o proceder entre o marido e mulher, pais e filhos, a família e Deus, a família e o mundo e todas as demais relações humanas. Só é possível possuir um lar feliz, entronizando o Senhor Deus no centro e por conseqüência observar os ensinamentos bíblicos. :: O casamento bem-sucedido requer que o Senhor seja o centro, que a atenção do casal esteja nEle. Por melhor que seja o esposo (a) sempre haverá imperfeições, afinal, somos humanos e sujeitos ao pecado. É relativamente normal surgirem algumas desavenças e mal-estar no relacionamento. São duas pessoas com personalidades próprias, que unidas estão pelo Senhor e pelo amor que sentem mutuamente, mas, as divergências surgem. Como contornar estas situações? É o momento da auto-negação, do sentar e conversar como santos, abertamente e na unção do Espírito Santo. Lembrem-se: “Acima de tudo, porém, tende amor intenso uns para com os outros, porque o amor cobre multidão de pecados.” (1Pe 4.8) Uns para com os outros, inclui a (o) esposa (o). Cada cônjuge precisa pagar o preço para o relacionamento fluir; reconhecendo os pontos fracos, as tendências, as imperfeições e as submeta à vontade de Deus. “Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou.” (Ef 4.32) Os corações precisam ser humildes, compassivo, benigno e perdoar à semelhança do Senhor Jesus para com a nossa vida. O ensinamento é claro: “Se vocês ficarem com raiva, não deixem que isso faça com que pequem e não fiquem o dia inteiro com raiva.” (Ef 4.26) Ouçam o Senhor e serão bem-sucedidos na vida conjugal. Sejam abençoados! Elias R. de Oliveira

HUMOR

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010